Comemorações do Dia Mundial do Teatro

01 april 2016
Auditório e Biblioteca Municipais de Alcácer do Sal


A Água Ardente Produções Teatrais, com o apoio da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, preparou diversas atividades para assinalar o Dia Mundial de Teatro, que se comemora a 27 de março.

Neste âmbito, no dia 1 de abril (sexta-feira), o Auditório Municipal da cidade vai ser palco do espetáculo “Dispersos”, às 21h30. Com entrada livre, a iniciativa contará com um ator e uma atriz num palco com alguns objetos, a convidada Mirró Pereira* e as sugestões do público, o improviso na procura de construção de um espetáculo. 

Também no Auditório Municipal, mas já no dia 2, o palco vai ficar por conta das crianças, que vão ter ao seu dispor uma oficina de teatro a partir das 10h. Designada “Projeto Gota D’Água”, a ação destina-se a crianças dos 6 aos 12 anos, sendo necessária inscrição prévia através dos telemóveis 965 823 899/ 964 061 182 ou do e-mail a.ardente@gmail.com

Ainda no dia 2, a Biblioteca Municipal de Alcácer acolhe, entre as 14h e as 19h, audições de atrizes para o projeto “Diário dos Infiéis”, que a Água Ardente Produções Teatrais levará a cena em 2017. As interessadas em participar, que devem ter entre 25 e 50 anos de idade, experiência/ formação teatral, disponibilidade para temporada do espetáculo (Setúbal, Alcácer do Sal e possível minidigressão), deverão remeter CV e foto até 27 de março para o e-mail a.ardente@gmail.com.  



* Biografia de Mirró Pereira

Estudou na Escola Superior de Jornalismo, no Porto, tendo exercido a profissão nas redações da RTP, Diário Económico, Jornal de Letras, Notícias Magazine, Comércio do Porto/A Capital. Aluna do Curso de Interpretação-Teatro da Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE), frequentou seminários, workshops e master classes. Fez o Curso de Cultura Teatral e o curso de Costura para Figurinos do Teatro Nacional D. Maria II (TNDM II).

Estreou-se profissionalmente como atriz no Teatro Experimental do Porto, com Norberto Barroca, tendo desde então trabalhado com diversos encenadores e criadores. Foi assistente de encenação de Jorge Silva Melo e Figueira Cid.

Escreveu e encenou o espetáculo Simplesmente Maria e, juntamente com Gisela Duque Pereira, criou a performance musical ANDAMENTO, que teve lugar no Panteão Nacional, para as Festas de Lisboa'15, criação vencedora da edição desse ano do Andar em Festa, desafio promovido pela EGEAC. Criou, com Pedro Costa, a instalação sonora F_didas, a partir das didascálias de Mal Me Queres, texto de teatro de João Santos Lopes. Faz direção de atores e dobragens de animação e locução em várias empresas privadas e na RTP.

Integrou a fundação do Festival de Teatro SETE/ESMAE, é criadora das noites MOTEL# na Companhia Inestética, membro fundador do grupo Onda Poética e de outras tertúlias poéticas. É criadora e diretora artística do festival multidisciplinar Varandas que se realiza todos os anos, no verão, na cidade do Porto. Através da associação cultural PlateiaParalela, na qual faz programação e direção artística, tem criado várias performances, animações culturais, entre outras atividades/eventos/objetos artísticos. Foi programadora para as Artes Performativas do projeto 1 Avenida (2013), tendo dirigido o equipamento cultural no qual o projeto esteve ancorado, o edifício AXA, no Porto, através da Porto Lazer/Câmara Municipal do Porto.