Câmara reclama do Ministério da Saúde correções no auto-agendamento de vacinas

03 june 2021


A Câmara Municipal de Alcácer do Sal responsabiliza a ARS do Alentejo e o Ministério da Saúde pelas falhas em processos de auto-agendamento de vacinas, hoje ocorridas em Alcácer do Sal, que prejudicaram alguns cidadãos que não puderam ser vacinados, apesar de terem recebido as respetivas confirmações.

Um sistema de auto-agendamento que foi criado, em que quem requer a vacinação recebe a sua confirmação. Por insuficiências do sistema, o transporte e o fornecimento das vacinas para o Centro de Saúde de Alcácer não acontece em tempo útil, criando aborrecimentos e falsas expetativas às pessoas que acabam por não ser vacinadas conforme a confirmação.

A responsabilidade, a nosso ver, é da ARS do Alentejo e do Ministério da Saúde.

A Câmara Municipal de Alcácer do Sal não pode deixar de voltar a valorizar o excecional trabalho dos profissionais do centro de saúde local, que são completamente alheios a estes episódios pontuais de falhas que têm que ser urgentemente corrigidas.