Catarina Furtado “encheu” a Biblioteca Municipal de Alcácer do Sal com a sua simpatia e agradecimento à autarquia

14 december 2015


Catarina Furtado esteve no dia 13 de dezembro de 2015 em Alcácer do Sal a apresentar o seu livro “O que eu vejo e não esqueço”. A apresentadora de televisão encerrou a programação da 19ª. edição da Feira do Livro, iniciativa da Câmara Municipal de Alcácer do Sal marcada pela presença do público que passou pela Biblioteca Municipal para assistir às apresentações de livros ou para simplesmente folhear e comprar livros. 

Ontem (dia 13), Catarina Furtado elogiou a Câmara Municipal pela organização da iniciativa e por tê-la convidado a participar e a apresentar a sua obra na qual conta experiências comoventes em defesa dos mais necessitados nas suas viagens como Embaixadora da Boa Vontade do Fundo das Nações Unidas para a população. Catarina Furtado falou da sua experiência como escritora e agradeceu a presença das pessoas que se deslocaram à biblioteca para assistir à apresentação do seu livro. A apresentadora, que passou o fim de semana em Alcácer do Sal acompanhada pela família, enalteceu a beleza da cidade e prometeu voltar. 

Na sexta-feira (11 de dezembro) foi a vez da jornalista da CMTV, Andreia Vale marcar presença na Feira do Livro, onde apresentou a sua obra “Puxar a brasa à nossa sardinha”. A jornalista explicou os motivos que a levaram a escrever a obra que resulta num conjunto de expressões idiomáticas que utilizamos no dia a dia e que desconhecemos a sua origem. Andreia Vale agradeceu o convite da autarquia para apresentar em Alcácer do Sal a sua obra lançada no mês de junho e que, de acordo com a autora, tem “divertido várias gerações, nomeadamente avós e netos”.

No sábado (12 de dezembro), às 15h, a professora Maria Teresa Lopes Pereira apresentou a sua terceira obra sobre a história de Alcácer do Sal. “Os cavaleiros de Santiago em Alcácer do Sal”, com prefácio do conceituado historiador José Mattoso, é uma obra com forte apoio da Câmara Municipal de Alcácer do Sal. O Presidente da Câmara, Vítor Proença frisou que “assim que lhe foi apresentado o projeto do livro, desde a primeira hora decidiu apoiar o seu lançamento”. Com casa cheia, Maria Teresa Lopes Pereira sentiu-se emocionada por estar rodeada de familiares e amigos que marcaram presença no lançamento da sua obra. A autora disse mesmo que “o seu envolvimento com Alcácer do Sal não se explica, sente-se apenas”. Sobre o seu livro, a autora referiu que sentiu que faltava explicar a importância da Ordem de Santiago em Alcácer do Sal e, por isso, procurou as fontes documentais e escritas para saber a importância da Ordem em Alcácer após a conquista definitiva da cidade em 1217. Considerada já como uma fonte para outros investigadores, a obra será certamente “um grande contributo para o reconhecimento oficial do caminho a sul para Santiago de Compostela”, realçou o Presidente da Câmara Municipal. 

No sábado à noite (12 de dezembro), outro momento alto da edição de 2015 da Feira do Livro, com a presença de Catarina Beato. A autora do blogue “Dias de uma Princesa” falou do seu romance “Provo-te” e abordou a sua experiência de vida, do tempo em que foi jornalista, em que esteve desempregada e da sua incursão na escrita. 

A 19.ª edição da Feira do Livro, inaugurada no dia 4 de dezembro, resultou num momento alto de cultura e de animação na cidade de Alcácer do Sal, iniciativa que está consolidada e que a Câmara Municipal investe como sendo um ex-libris da sua programação cultural.