Cucumbi Hotel revitaliza o Barrancão

Mais um empreendimento de sucesso no concelho

07 september 2019


Do Cucumbi Hotel, com amizade.

Esta podia ser a assinatura do Cucumbi Hotel, que se ergue na Herdade Serra dos Mendes (Barrancão) entre planaltos e planícies e uma serenidade inigualável. A informalidade cultiva a amizade espontânea, fruto da simpatia da família que gere este Alojamento Local que abriu portas este ano e que almeja tornar-se um hotel rural.

Catarina e António Francês são os proprietários do Cucumbi, que conta com três apartamentos e quatro suítes, decorados por Sofia Albuquerque com a típica modéstia campestre. A quinta de 118 hectares pertencia à família de Catarina Francês e, há dois anos, a proprietária e o marido assumiram a antiga Cooperativa dos “Cravos Vermelhos” em início de projeto turístico, investiram na reabilitação do espaço e abriram portas em junho, com grande procura por turistas nacionais e internacionais.

Ateliê de cerâmica, salão de jogos, piscina de água salgada, espaços de descanso ao ar livre, sala comum com piano (segundo o proprietário utilizada por Álvaro Cunhal) e uma cozinha comum onde se pode tomar o pequeno-almoço - ou jantar a convite dos proprietários, que apostam nos pratos vegetarianos com produtos biológicos -, são algumas das mais-valias que os hóspedes aqui encontram.

“O que as pessoas gostam é que chegam aqui, jantam connosco e, às tantas, já estão a conversar com os outros hóspedes como se fossem amigos e isso é muito giro. As pessoas ajudam, ensinam-nos imensas coisas e está a ser muito interessante”, disse Catarina Francês, para quem lançar-se neste projeto foi “uma surpresa”.

O Cucumbi (nome do rio que nasce perto da aldeia onde António Francês nasceu, em Angola) é também um projeto sustentável e amigo do ambiente: todas as águas são recicladas e reaproveitadas, os produtos usados são orgânicos e biodegradáveis e a comida é biológica, sendo que estão a tentar que esta seja produzida na totalidade na quinta. De salientar ainda que a herdade possui culturas e árvores variadas, estufas, ovil (têm um rebanho de 180 ovelhas) e um aviário destinado a um projeto de repovoamento para quatro raças autóctones de galinhas em vias de extinção. Além de fornecerem produtos biológicos para o espaço hoteleiro, estas apostas permitem também a concretização de semanas temáticas em que os hóspedes podem acompanhar, por exemplo, a tosquia das ovelhas.  

Este Alojamento Local está a crescer aos poucos e é já mais um empreendimento turístico de sucesso no concelho de Alcácer do Sal.