Saúde Financeira do Município de Alcácer do Sal em evidência com aprovação de contas de 2019

19 june 2020

Em Reunião de Câmara efetuada ontem, dia 18 de junho 2020, foi aprovada uma proposta referente à Prestação de Contas de 2019 da Câmara Municipal de Alcácer do Sal. O facto de, na votação, a proposta não ter tido votos contra, indicia o reconhecimento de um excelente resultado obtido pelo Município de Alcácer no exercício financeiro de 2019, e revela uma gestão transparente alicerçada numa base objetiva a pensar na população e no desenvolvimento económico de todo o concelho. O presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, afirma que o documento da Prestação de Contas de 2019 “reflete um controlo e equilíbrio financeiro inequívocos apesar dos riscos de gestão inerentes a qualquer autarquia” e salientou o facto de que “desde a eleição do atual executivo permanente em 2013, a dívida foi baixando sucessivamente até chegar ao nível mínimo atual”.

Dos dados plasmados na Prestação de Contas de 2019 há a destacar a situação de “superavit”, com cerca de 21 milhões de receita efetiva contra apenas 17 milhões de despesa e pagamentos a fornecedores sem atrasos, aspetos que superaram várias adversidades como sejam o incumprimento da Lei de Finanças Locais por parte do Governo e da desresponsabilização em matérias da sua competência. Também se sublinha o incentivo que foi, e continua a ser dado ao investimento privado no concelho, que se encontra em crescimento vigoroso e proporciona mais emprego e uma valorização verdadeiramente assinalável da economia local. No que diz respeito a obra, o grande destaque vai para as empreitadas sitas no Parque de Feiras, com o Interface de Transportes e a obra do Parque Urbano, que são no seu conjunto, recorde-se, a maior obra alguma vez feita pelo Município de Alcácer do Sal, havendo também a relevar a ETAR do Forno da Cal, o Plano de Mobilidade do Torrão, a Requalificação do Edifício da Oficina da Criança e a Escola dos Telheiros. Não foi descurado o forte apoio ao movimento associativo, cultural, desportivo, às IPSS, Bombeiros e Forças de Segurança do Concelho, e o apoio social às famílias carenciadas e nas áreas da saúde e educação.