Estátua de Pedro Nunes foi alvo de restauro

20 julho 2018


A estátua de Pedro Nunes, situada na Praça com o nome do matemático, em Alcácer do Sal, foi submetida a trabalhos de restauro entre 14 e 19 de julho 2018. 

Esta ação de conservação foi levada a cabo por dois técnicos de uma empresa externa especializada e teve como objetivo proceder à limpeza da emblemática escultura datada de 1979, melhorar a sua conservação, tratar elementos de corrosão e protegê-la contra a erosão futura. 

Procedeu-se também à pintura das letras gravadas na pedra calcária que suporta a estátua, pois a sua leitura era impercetível.

 

Veja as fotos aqui.

Pedro Nunes restaurado

Município de Alcácer apoia associações através da cedência de transportes

19 julho 2018


De forma a dar resposta a uma das necessidades prementes das associações e algumas entidades do concelho de Alcácer do Sal, em 2018 o Município continua a apoiar as deslocações destas com recurso à cedência de transportes da Câmara Municipal.

No primeiro semestre do ano a autarquia possibilitou a concretização de 112 viagens, realizadas em carrinhas, miniautocarros de 28 e 19 lugares ou no autocarro de 55 lugares, sendo que janeiro foi o mês em que menos deslocações ocorreram (14) e maio o que registou mais (28).

Num total de 868 horas foram percorridos 20.004 quilómetros, de norte a sul do país, o que se traduz num apoio do Município de Alcácer do Sal na ordem dos 25.734,66 euros.

Deslocações ao Banco Alimentar, participação em atividades culturais, cumprimento de calendários desportivos e realização de passeios lúdicos foram alguns dos propósitos destas viagens de que usufruíram várias associações e instituições, tais como Veteranos de Alcácer FC, Atlético Clube Alcacerense, União Futebol Clube, GDR 1º de Dezembro de Casebres, Associação Evion, Sociedade 1º de Janeiro Torranense, Sociedade Filarmónica Amizade Visconde de Alcácer, Sociedade Filarmónica Progresso Matos Galamba, ADPA, Núcleo da Liga dos Combatentes, Casa do Benfica, Escuteiros – Agrupamento 844, Delegação de Alcácer do Sal da Liga Portuguesa Contra o Cancro, AURPICAS, Centro Cultural dos Bairros de S. João e Olival Queimado, Centro Social de Santa Susana, ADT, Paróquia do Torrão, Unidade Paroquial de Alcácer e juntas de freguesia do concelho.

Mini-autocarro

Mercadinho de Verão dinamiza frente ribeirinha de Alcácer do Sal

13 julho 2018


Dinamizar a frente ribeirinha da cidade de Alcácer do Sal no período estival, cujas noites amenas convidam a um passeio pela marginal, é o principal objetivo do “Mercadinho de Verão”, que se realiza de 20 de julho a 19 de agosto, no Largo Luís de Camões.

O mercadinho, que visará o comércio de artesanato local, pode ser visitado pelo público às sextas-feiras e sábados, das 20h às 00h, e aos domingos, entre as 20h e as 22h.

Os artesãos interessados em participar podem inscrever-se junto do Gabinete de Feiras da Câmara Municipal de Alcácer, até dia 16 de julho. Para mais informações contacte 265 610 040.


Largo Luís de Camões _ 400px

CMAS assegurou transporte escolar a centenas de alunos

11 julho 2018


“A escola é um elemento fundamental na vida das crianças e dos jovens e jamais algum deles, no concelho de Alcácer do Sal, será privado do devido acesso à educação por residir longe dos estabelecimentos de ensino”. Esta é a garantia deixada por Vítor Proença, presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal que, findo o ano letivo de 2017/ 2018, estima que a autarquia tenha despendido ao longo do mesmo cerca de 303.907,76 euros para assegurar os transportes escolares a centenas de crianças e jovens do município.

No cumprimento do Decreto-Lei n.º 299/84 de 5 de setembro, mas também ciente da importância do transporte escolar no apoio social e considerando as características do território, a Câmara Municipal de Alcácer concede transporte a todos os  alunos, do 1.º ciclo do ensino básico ao secundário, que frequentam estabelecimentos de ensino do concelho e que se encontram a mais de três quilómetros do local onde estes se situam.

Todos os veículos da autarquia destacados para colmatar esta necessidade estão devidamente equipados com cintos de segurança, caixa de primeiros socorros, cadeiras, dísticos e certificado da D.G.V. de inspeção extraordinária. Os alunos do 1.º ciclo do ensino básico e do pré-escolar residentes nas localidades cujos Núcleos de Educação Pré-escolar Itinerante foram encerrados são transportados acompanhados por uma auxiliar de educação, estando também os motoristas habilitados com certificado emitido pela DGTT ao transporte coletivo de crianças.

Além dos seus próprios veículos, o Município assegura o transporte escolar com recurso aos transportes públicos, como os autocarros da Rodoviária do Alentejo (através do carregamento de passes) e táxis (adjudicação de serviços). Atendendo ao número de crianças a transportar e à dimensão geográfica do concelho, a autarquia tem ainda um acordo de cooperação com a Junta de Freguesia de Torrão e a Câmara Municipal de Grândola.


Mini-autocarro

Município serviu mais de 50 mil refeições a alunos do pré-escolar e .º ciclo do concelho

05 julho 2018


O Município de Alcácer do Sal serviu, no ano letivo 2017/ 2018 nos refeitórios escolares da sua responsabilidade, cerca de 50.100 refeições a 486 alunos do 1º ciclo do ensino básico e do ensino pré-escolar do concelho.

“Reconhecendo a importância do fornecimento de refeições equilibradas e racionais a todas as crianças e pretendendo contribuir para que a escola se torne um espaço privilegiado para a educação alimentar e para a promoção da saúde através da alimentação, o Município tem vindo a assumir um grande esforço financeiro para dotar das condições necessárias de funcionamento os refeitórios escolares do Centro de Educação Pré-Escolar de Alcácer, Escola Básica nº 1 de Alcácer e Escola Básica da Comporta, que têm gestão direta da autarquia e para a qual tal representa uma despesa anual estimada em 325 mil euros”, explica o presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença.

Além de evitar deslocações das crianças a casa para o almoço, os refeitórios escolares são de grande importância inclusive a nível social, pois, e segundo o edil, “contribuem para uma maior justiça social, motivando alunos de menores recursos a frequentar a escola”, que aqui encontram refeições nutritivas ao seu dispor. Por estes motivos, o Município não limita o serviço de refeições ao calendário letivo definido pelo Ministério da Educação: este é alargado às A.A.A.F. - Atividades de Animação e Apoio à Família, no pré-escolar e às A.A.F. - Atividades de Apoio à Família, do 1º ciclo nas interrupções letivas do natal, carnaval, páscoa e, após encerramento da atividade letiva, até final do mês de julho.

A Câmara Municipal de Alcácer assegura a elaboração das ementas e a confeção das refeições através de uma equipa experiente e cumprindo todos os normativos legais, cujo trabalho foi reforçado com a implementação do HACCP (Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controlo) adjudicado a uma empresa externa.

 

Heróis da fruta

FÉRIAS DE VERÃO COLOCAM "JOVENS EM MOVIMENTO" NO CONCELHO

28 junho 2018


A Câmara Municipal de Alcácer do Sal, com o apoio das juntas de freguesia do município, disponibiliza até 15 de setembro "Jovens em Movimento", um programa de verão de férias desportivas e culturais que permite a crianças e jovens do concelho estarem, durante o período de atividade não letiva, em contacto com modalidades e ações que promovem hábitos de vida saudáveis, o respeito integral pela natureza e uma educação efetiva da cidadania.

As iniciativas de âmbito desportivo, que compreendem escola de natação, futebol, basquetebol, voleibol e ténis, entre torneios e outras modalidades, decorrem nas instalações do Parque Desportivo Municipal da cidade, Pavilhões Gimnodesportivos de Alcácer do Sal e do Torrão, e Piscina ao Ar Livre de Alcácer e Piscina Convertível do Torrão. O programa arrancou no passado dia 25 de junho e é direcionado para crianças e jovens, entre os 6 e os 16 anos inclusive. As fichas de inscrição podem ser levantadas no Setor de Desporto da Câmara Municipal (sito no Pavilhão Gimnodesportivo) e nas Piscinas de Alcácer e do Torrão, sendo depois entregues no Setor de Desporto ou no Gabinete de Feiras da Câmara Municipal.

Já no dia 2 de julho tem início o programa cultural, dirigido a crianças dos 6 aos 12 anos de idade, na Biblioteca Municipal de Alcácer do Sal. As atividades carecem de inscrição prévia concretizada na Biblioteca e têm o número limite de 15 participantes por cada uma delas. À segunda-feira realiza-se o ateliê “O mundo em que vivemos”, que contempla ações no âmbito da ciência, ambiente, cidadania, história e património. Na terça-feira há “Livros a brincar” (Hora do Conto, ilustração, escrita criativa) e “Jogos de Mesa”, enquanto quarta-feira é dia de “Cozinhar com Livros” e “Clube de Leitura”. Para a quinta-feira ficou reservada a “Oficina das Artes”, ao passo que, à sexta, há “Jogos de Expressão/ Improvisação”.


Piscina Municipal Descoberta de Alcácer

CMAS assina protocolo com Bombeiros Mistos de Alcácer e Torrão

27 junho 2018


A Câmara Municipal de Alcácer do Sal assinou um protocolo de colaboração com os Bombeiros Mistos de Alcácer e com os Bombeiros Mistos do Torrão, nos dias 25 e 27 de junho de 2018 respetivamente, que define uma reformulação dos anteriores acordos em conformidade com a atual legislação e que obteve a concordância de ambas as associações.

Vítor Proença, presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, salientou que estes protocolos "abordam parte da relação entre o Município e as corporações de bombeiros e têm um conjunto de normas e apoios financeiros que elevam o valor da prestação acordada no protocolo anteriormente em vigor", vincando que "ambas as associações podem continuar a contar com o apoio do Município".

O acordo foi assinado na presença dos presidentes da Direção e dos presidentes da Assembleia-Geral de cada organismo, tendo também estado presentes os vereadores a tempo inteiro, bem como um representante da Assembleia Municipal.

Novo quartel dos Bombeiros 3

JOVENS NASCIDOS EM 1999 PARTICIPAM NO DIA DA DEFESA NACIONAL

26 junho 2018


Os jovens do concelho nascidos em 1999 participam, obrigatoriamente, a 9 de julho de 2018 no Dia da Defesa Nacional, no Regimento de Artilharia nº5, em Vendas Novas. O Exército fornece transporte às 7h30 desse dia, na Gare Rodoviária de Alcácer do Sal, sendo que os convocados podem consultar as respetivas listas aqui:


Freguesia de Comporta

Freguesia de S. Martinho

Freguesia de Torrão

União das Freguesias de Alcácer do Sal (Santa Maria do Castelo e Santiago) e Santa Susana 

Estação rodoviária de Alcácer

Volta a Portugal em Bicicleta parte dia 2 de agosto de Alcácer do Sal

26 junho 2018


As emoções da 80ª Volta a Portugal em Bicicleta vão estar presentes em Alcácer do Sal no dia 2 de agosto, no que é a continuidade do regresso da prova à cidade do litoral alentejano, que se efetivou há dois anos atrás, em 2016, após um esforço do presidente da Câmara Municipal de Alcácer, Vítor Proença junto da organização da prova nesse sentido.

Alcácer do Sal recebe, assim, a partida da primeira etapa da Volta que tem chegada em Albufeira, cidade algarvia que não recebia a prova há 15 anos, sendo esta fase precedida de prólogo na Avenida Luísa Todi, em Setúbal.

O presidente da Câmara Municipal de Alcácer, Vítor Proença enaltece o facto de que este dia, que será “inesquecível”, coincide com um “ano especial para o concelho, que celebra os 800 anos do Município”. O autarca recorda que “26 anos depois, em 2016, os habitantes de Alcácer do Sal tornaram a sentir as emoções do ciclismo profissional ao mais alto nível, com a cidade a receber o arranque da penúltima etapa da Volta a Portugal em Bicicleta”, acrescentando que sente “imenso orgulho por receber novamente uma das partidas da prova e, desta feita, logo a primeira na simbólica 80ª edição da mítica Volta”. Esta será a terceira vez que a competição aqui começa. Recorde-se que em 1990 Alcácer viu partir uma etapa da 52ª Volta em direção ao Algarve, o que se repete agora, em 2018.

A 80ª edição da Volta a Portugal em Bicicleta desenrola-se de 1 a 12 de agosto de 2018. As atenções, no entanto, estarão viradas para a primeira etapa após o prólogo, a partir de Alcácer do Sal. Neste âmbito, Vítor Proença sublinha que Alcácer, “considerada por muitos como estando ‘na moda’, está, de facto, no mapa dos eventos de maior relevo em Portugal e em destaque nos roteiros internacionais, principalmente no âmbito turístico e económico, sendo a escolha desta cidade para acolher a 80ª edição da Volta mais uma prova da sua capacidade para ser palco destas iniciativas e a confirmação da sua excelência na arte de bem receber”.
BTT

MUNICÍPIO DE ALCÁCER DO SAL DISPONIBILIZA FATURAÇÃO ELETRÓNICA DO CONSUMO DE ÁGUA

12 junho 2018


O Município de Alcácer do Sal coloca agora ao dispor da população a possibilidade de adesão à faturação eletrónica, um serviço gratuito que compreende o envio das faturas de consumo de água através de e-mail, dispensando a tradicional carta em papel.

Para aderir à fatura eletrónica, o munícipe deve manifestar o seu interesse enviando um e-mail para secretaria.domsu@m-alcacerdosal.pt, do qual deve constar o nome do titular da instalação, o respetivo código de cliente e a confirmação do endereço de correio eletrónico onde pretende receber os documentos.

Além de contribuir para um melhor ambiente, através da redução de utilização de papel, com este serviço o munícipe pode consultar as suas contas de água em qualquer altura e lugar, pode organizar e arquivar as suas faturas em modo digital e, após boa cobrança, o documento digital é válido como recibo.

Para sua comodidade, adira à faturação eletrónica do consumo de água.

água

Recolha de óleos alimentares usados aumentou em Alcácer do Sal em 2016 e 2017

25 maio 2018


O total de óleos alimentares usados recolhidos seletivamente em 2017 no concelho de Alcácer do Sal aumentou quase uma tonelada em comparação com o recolhido em 2016, segundo o relatório anual da AMBILITAL, tendo passado de 2,73 toneladas para 3,58, o que revela uma maior consciência ambiental dos munícipes e da restauração. Já em 2016 estes números tinham subido relativamente aos de 2015, em que foram recuperadas 1,76 toneladas, o que representa um crescimento de 103 por cento quando colocamos lado a lado os anos de 2016 e de 2018.

Sob a gestão da AMBILITAL – Investimentos Ambientais no Alentejo, EIM, os óleos alimentares usados são reciclados no concelho desde 2010, tendo o número de oleões sido reforçado em 2011 até atingir, atualmente, o número de 13 instalados na via pública, além destes óleos serem ainda recolhidos em oito estabelecimentos comerciais. Os oleões abrangem: Casebres, Santa Susana, Rio de Moinhos, Palma, Santa Catarina, Foros de Albergaria, Vale de Guizo, Arêz, Quintinha, Forno da Cal, Largo Visconde de Alcácer, Largo Luís de Camões, Avenida João Soares Branco, bairro da Casa do Povo, junto à Escola Básica nº1 (Telheiros), Largo dos Açougues, antiga Estrada Nacional nº5, junto ao Tribunal e Quinta da Oriola. No Torrão, os locais onde estão disponíveis são o Largo da Graça e a Rua Padre Daniel. Na freguesia da Comporta, há três oleões: junto às instalações da Junta de Freguesia, atrás da GNR e junto aos restaurantes da Carrasqueira.

A recolha diferenciada de óleos usados contribui para o tratamento de um resíduo com fortes impactos ambientais e, ao mesmo tempo, para a redução das emissões atmosféricas de dióxido de carbono, com a utilização posterior deste óleo para a produção de biocombustível.

Além dos óleos alimentares, existem ainda os óleos usados provenientes de motores e lubrificantes que não integram estes postos de recolha. Neste âmbito, este tipo de resíduo gerado nas oficinas da Câmara Municipal de Alcácer do Sal em concreto é encaminhado pelo Município para uma empresa especializada e certificada pela Agência Portuguesa do Ambiente (Carmona, do Grupo Ecosoursing) para que seja devidamente tratado.


Ecoponto

INAUGURAÇÃO DA NOVA EXTENSÃO DE SAÚDE DO TORRÃO REALIZOU-SE ESTA MANHÃ

As pessoas e a saúde em primeiro

23 maio 2018


“É uma alegria muito grande o dia de hoje”. Assim descreveu o presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença o sentimento geral dos presentes esta manhã (23 de maio 2018) na cerimónia de inauguração da nova Extensão de Saúde do Torrão.

“Trata-se de uma obra do Ministério da Saúde, que foi defendida pela Câmara Municipal de Alcácer e Junta de Freguesia de Torrão, e que tem como centro das atenções as pessoas, providenciando-lhes uma nova resposta a nível da saúde”, referiu o autarca, que destacou ainda que “o Município apoia a deslocação de médicos para o Torrão e continuará a apoiar a instalação de enfermeiros e profissionais de saúde aí”, num “trabalho conjunto útil para servir as pessoas”. Recorde-se que foi a Câmara Municipal que cedeu gratuitamente as instalações para acomodar o novo espaço de saúde.

Na inauguração da Extensão de Saúde do Torrão esteve a Secretária de Estado da Saúde, Rosa Valente de Matos, recebida com música pelo Grupo Coral Feminino Cantares do Xarrama, e que disse ter conhecido a antiga Extensão. “Não era funcional, mas era uma casa e o mais importante de uma casa são as pessoas lá dentro – é nas pessoas que temos que nos focar”, sublinhou, chamando ainda a atenção para a importância da promoção da prevenção através de uma vida ativa e alimentação cuidada.

Presentes no evento estiveram também, entre os vários convidados e público, o executivo municipal permanente, a presidente da Assembleia Municipal, o presidente da Junta de Freguesia de Torrão, o presidente da Administração Regional de Saúde do Alentejo, elementos da Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano e responsáveis do Centro de Saúde de Alcácer.

As obras de adaptação da nova Extensão de Saúde do Torrão, a cargo da Administração Regional de Saúde do Alentejo, representaram um investimento de cerca de 224.000,00 euros apoiados pelo Programa Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional Alentejo 2020. Este novo espaço  vai servir cerca de 1.900 utentes, tem uma equipa constituída por dois médicos, dois enfermeiros e duas secretárias clínicas e está dotado de gabinetes médicos, salas de enfermagem, de tratamento e de espera, bem como do equipamento necessário para o apoio administrativo.


Veja aqui as fotos da inauguração. 

Extensão de Saúde do Torrão

Protocolo cria Rede de Bibliotecas do concelho de Alcácer do Sal – RBSal

22 maio 2018


Criar uma estrutura de cooperação com todas as bibliotecas do concelho de Alcácer de Sal, visando a compatibilização e a troca de informação bibliográfica, o fomento de uma política coordenada de aquisições e a dinamização do empréstimo inter-bibliotecas através de uma plataforma tecnológica é o principal objetivo do protocolo esta tarde (22 de maio 2018) assinado e que oficializou a Rede de Bibliotecas de Alcácer do Sal – RBSal.

A cerimónia teve lugar na Biblioteca Municipal da cidade e contou com as presenças do presidente da Câmara Municipal de Alcácer, Vítor Proença, da vereadora Ana Soares, da presidente da Assembleia Municipal, presidente da Junta de Freguesia do Torrão, representante da União das Freguesias, diretores dos Agrupamentos de Escolas de Alcácer e do Torrão, representantes da Rede de Bibliotecas Escolares e DGEstE e professores bibliotecários.

“Esta era uma antiga pretensão, que ainda não tinha sido cimentada, e revela um trabalho muito grande por detrás, pois envolve uma plataforma de consulta muito vasta”, referiu o presidente da Câmara Municipal de Alcácer, Vítor Proença na sua intervenção, salientando que a RBSal permitirá “subscrever uma partilha de recursos, que proporcionará aos cidadãos a ampliação do acesso a novos títulos”. “Em Alcácer continuamos a investir na aquisição de livros, dentro das nossas possibilidades, e temos uma oferta considerável que, em conjunto com a das bibliotecas escolares, proporcionará uma oferta acrescida”, frisou.

À assinatura do protocolo de cooperação entre o Município, Agrupamento de Escolas de Alcácer do Sal (representado pela diretora Maria Teresa de Noronha e Castro) e Agrupamento de Escolas de Torrão (na pessoa do diretor Rui Figueiredo) seguiu-se a apresentação do portal com o catálogo coletivo da Rede de Bibliotecas, que estará disponível em breve para o público, em computadores e telemóveis.

A contadora de histórias Bru Junça foi então convidada a partilhar um pouco do seu trabalho, tendo evocado a escritora torranense Maria de Rosa Colaço e manifestado a sua vontade de dar a conhecer o trabalho da mesma num projeto que a RBSal tentará concretizar no próximo ano letivo, designado por “Terra de Marias Tontas”.

A cerimónia terminou com um beberete.


- Veja aqui o álbum de fotos do evento.

- Consulte aqui o catálogo coletivo da Rede de Bibliotecas de Alcácer do Sal

RBSal

Mais de oito centenas de turistas visitaram Alcácer do Sal entre março e abril 2018

03 maio 2018


O concelho de Alcácer do Sal recebeu 835 turistas em visitas guiadas entre os meses de março e abril deste ano, o que representa um aumento de 146 por cento comparativamente a período homólogo de 2017, em que participaram 340 visitantes em circuitos turísticos acompanhados. Os números, que cresceram além da sua duplicação, reportam-se à concretização de 13 visitas guiadas a grupos compostos por 50 a 100 participantes.

“A promoção turística tem vindo a ser estruturada de forma diferente, com o intuito de trazer mais pessoas a Alcácer do Sal que fiquem a conhecer as nossas potencialidades e as transmitam através do melhor meio de difusão conhecido: o passa-palavra”, referiu o presidente da Câmara Municipal de Alcácer, Vítor Proença.

Os circuitos acompanhados pelas técnicas do Setor de Turismo da autarquia realizaram-se um pouco por todo o concelho, com principal incidência nas visitas a monumentos, tais como a Igreja de Santiago, o Santuário do Senhor dos Mártires e a Cripta Arqueológica, passando ainda pelo cais palafítico da Carrasqueira, a aldeia da Comporta, aldeia de Santa Susana e vila do Torrão. No final das visitas, o principal feedback dos turistas tem sido o facto de Alcácer do Sal ser uma surpresa constante e que, embora o território esteja tão perto de Lisboa, não imaginavam que o concelho tivesse um património e história tão ricos. Outros fatores que revelaram como mais surpreendentes foram os produtos típicos que adquiririam como recordação para levar consigo, como mel, vinho, pinhão, azeite, doces regionais e arroz. No geral, estes visitantes mostraram-se surpreendidos por toda a vida terem parado em Alcácer do Sal a caminho de qualquer outro destino e nunca terem realmente conhecido esta terra, tão fértil em história e patrimónios edificado, cultural, religioso e gastronómico.

O mês de maio vai ser prolífero nestes circuitos turísticos acompanhados, estando, para já, agendadas nove visitas guiadas junto do Setor de Turismo da Câmara Municipal.

 

Castelo Alcácer

PRESTAÇÃO DE CONTAS DE 2017 APROVADA SEM VOTOS CONTRA

24 abril 2018


O relatório de prestação de contas de 2017 da Câmara Municipal de Alcácer do Sal foi aprovado no passado dia 20 de abril em reunião ordinária de Assembleia Municipal sem qualquer voto contra, à semelhança do que sucedeu na reunião de Câmara de 13 de abril.

O documento destaca fortes investimentos nas refeições e transportes escolares, ação social, desporto, cultura e também para com os Bombeiros de Alcácer do Sal e do Torrão, que receberam cerca de 200 mil euros. Evidencia ainda a diminuição dos custos com combustíveis e a redução encargos com iluminação, na sequência da substituição de luminárias por outras mais eficientes.

Relativamente a receitas, o ano transato foi aquele em que o Município de Alcácer do Sal teve a maior receita do quinquénio, na ordem dos 18.728.298,67 euros.

O Governo continua em incumprimento no que diz respeito à Lei de Finanças Locais e aplicação do Fundo de Apoio Municipal, fatores que retiram cerca de 418 mil euros ao Município de Alcácer, que muita falta fazem ao concelho.

O ano de 2017 foi um período de grandes investimentos em obras públicas, entre as quais a recuperação integral da estrada de Casebres, a construção do novo circuito de manutenção da Comporta, a iluminação do património, o arrelvamento do Campo Polidesportivo do Parque Desportivo Municipal, a recuperação de azinhagas, dois novos corredores cicláveis, revitalização do Museu Municipal e intervenções em vários arruamentos no concelho.

Destaque ainda para o facto de a Câmara Municipal de Alcácer do Sal não ter pagamentos em atraso e de o prazo médio de pagamento a fornecedores se situar abaixo dos 30 dias.


salão nobre CMAS.jpg

Galeão Pinto Luísa volta a navegar

19 abril 2018


O galeão do sal Pinto Luísa voltou dia 19 de abril 2018 a navegar nas águas do rio Sado, de frente para a zona ribeirinha de Alcácer do Sal, depois de profundas obras de conservação e restauro no estaleiro de Sarilhos Pequenos, iniciadas em agosto de 2017 e que o deixaram praticamente como novo.

O presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença assistiu ao desfile de chegada da embarcação, que coincidiu com a celebração do aniversário da Universidade Sénior de Alcácer no Largo Luís de Camões, e referiu que ficou "emocionado pelo regresso a casa do galeão Pinto Luísa". O edil acrescentou que "foi ordenada a reparação, pois a embarcação não oferecia condições infraestruturais para navegar", mas "hoje já pode viajar, sendo um motivo de orgulho".

Com um custo total de 140.835,00 euros, comparticipados em 85 por cento pelo FEAMP – Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas na sequência da submissão de uma candidatura pelo Município à ADL – Associação de Desenvolvimento do Litoral Alentejano, a intervenção incidiu sobre os mastros, a roda de proa, a tabica e encabeços a bombordo e estibordo, cabine e o sistema propulsor. O galeão dispõe também de dois tanques novos, um de combustível e outro para águas limpas. Foi ainda renovado o WC e refeita a calafetagem.

A embarcação, símbolo incontestável da cultura da região de Alcácer do Sal, está agora novamente apta a ser utilizada pelos alcacerenses e pelos visitantes, proporcionando um contacto com as atividades náuticas numa perspetiva de aprendizagem, sensibilização, recreio e lazer.


 

Galeão do sal Pinto Luísa

Rastreio do Cancro da Mama avança para a 6ª volta no concelho de Alcácer do Sal

12 abril 2018


Dez anos após a realização da primeira edição em Alcácer do Sal, o concelho acolhe, entre abril e junho, a 6ª volta do programa de Rastreio do Cancro da Mama, da Liga Portuguesa Contra o Cancro.

Realizado com o apoio da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, ULSLA e juntas de freguesia do concelho, o programa, que aposta no diagnóstico precoce do cancro da mama, decorre de segunda a sexta-feira, entre as 8h e as 18h30, tendo sido convidadas para o mesmo 2.089 mulheres, com idades compreendidas entre os 45 e os 69 anos.

A campanha arranca dia 17 de abril junto à Escola Bernardim Ribeiro, no Torrão, onde a Unidade Móvel permanecerá até dia 20, seguindo depois para a Comporta; aí, vai ficar instalada junto ao edifício da junta de freguesia, de 23 de abril a 2 de maio. Alcácer do Sal é o derradeiro ponto de paragem, com a Unidade a manter-se junto ao Centro de Saúde, de 3 de maio a 11 de junho.

Recorde-se que, de dois em dois anos, o Núcleo Regional do Sul da Liga Portuguesa Contra o Cancro mobiliza Unidades Móveis para a realização de mamografias de rastreio nos concelhos da sua área de influência. O exame é gratuito e os resultados são enviados para o médico de família ou, caso não exista, para o coordenador da Unidade de Saúde da área de residência. Se os resultados suscitarem dúvidas, proceder-se-á a um convite para consulta de aferição em Lisboa, onde se realizarão os exames complementares necessários.

Em 2016, no concelho de Alcácer do Sal participaram no rastreio 1.396 mulheres das 2.135 convidadas, o que corresponde a uma taxa de participação de 65 por cento, sendo este valor muito próximo do previsto pelas linhas orientadoras emanadas pela União Europeia para os programas de rastreio de base populacional. Foram chamadas 33 mulheres a consulta de aferição, onde se confirmaram quatro casos positivos (que foram encaminhados para tratamento hospitalar) e seis mulheres ficaram em observação.


Centro de Saúde de Alcácer

Internet gratuita nos centros históricos de Alcácer do Sal e Torrão

03 abril 2018


Largo dos Açougues, Praça Pedro Nunes, Posto de Turismo e zona envolvente, Pavilhão Gimnodesportivo Municipal de Alcácer do Sal e Pavilhão Gracieta Baião, na cidade, e a Praça Bernardim Ribeiro, no Torrão, são os seis pontos do concelho que têm agora rede Wi-fi gratuita.

Com a disponibilização de internet gratuita nos centros históricos de Alcácer e do Torrão, o Município pretende maximizar a experiência no concelho dentro do conceito smart destinations, estimulando, assim, as empresas a inovar na relação com o cliente, além de permitir a munícipes e turistas aceder, sem encargos, a toda a informação digital sobre o concelho.

Este projeto, criado num quadro de crescente penetração da tecnologia, novos padrões de consumo, modelos de negócio e formas de organização da sociedade, com a consciência de que a simplicidade e rapidez no acesso a conteúdos informativos são cada vez mais relevantes, representa um investimento de 54.550,00 euros financiados a 90%, não reembolsáveis, através do orçamento do Instituto de Turismo de Portugal, pela Linha de Apoio à Disponibilização de Redes Wi-fi.

 

Câmara Municipal

A DECO E A CÂMARA MUNICIPAL EM PERMANENTE ALERTA PARA OS DIREITOS DOS CONSUMIDORES

22 março 2018


No âmbito do protocolo com a Câmara Municipal de Alcácer do Sal, a DECO Alentejo registou, em 2017, 86 pedidos de intervenção de consumidores deste município. As situações de sobre-endividamento (38%), o setor das comunicações eletrónicas (17%) e o setor dos bens de consumo (11%) foram os temas que lideraram as reclamações neste último ano.

A parceria tem sido vantajosa para todos os consumidores de Alcácer do Sal que, além de receberem apoio na resolução dos seus conflitos de consumo, beneficiam também de melhor informação para fazer as escolhas mais acertadas.

Os munícipes poderão beneficiar de apoio da DECO efetuando marcação prévia para o atendimento mensal, através do contacto telefónico 265 610 040. Recorde-se que o apoio ao consumidor no município de Alcácer funciona na segunda terça-feira de cada mês, das 14h às 17h, nas instalações da Câmara Municipal.


deco

Alcácer acolheu cerimónia de atribuição do 24º Prémio da Defesa Nacional e Ambiente

16 março 2018


O projeto “EstratagEMAS”, da Base Aérea nº5 da Força Aérea (sita em Monte Real), foi distinguido com o 24º Prémio da Defesa Nacional e Ambiente, galardão que foi entregue na cerimónia que decorreu esta manhã (16 de março) no Auditório Municipal de Alcácer do Sal.

Presentes na iniciativa, que simboliza o compromisso da Defesa Nacional com a preservação do Ambiente, incentivando as boas práticas ambientais e as preocupações com a preservação dos recursos naturais, estiveram: o presidente da Câmara Municipal de Alcácer, Vítor Proença; o Ministro da Defesa Nacional, Azeredo Lopes; o Ministro do Ambiente, Matos Fernandes; a presidente da Assembleia Municipal de Alcácer, o Executivo da Câmara Municipal e o presidente da União das Freguesias; elementos da Estrutura Coordenadora de Assuntos Ambientais da Defesa Nacional; membros da Agência Portuguesa do Ambiente e membros da Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente, entre outros convidados.

O arranque da cerimónia pautou-se pelo discurso de boas-vindas pelo presidente da Câmara Municipal, Vítor Proença que afirmou “ser uma feliz ideia a escolha de Alcácer do Sal para a entrega deste prémio, pois este é um município que aposta no Desenvolvimento Sustentável”, destacando ainda que “atribuir um prémio que galardoa uma unidade, um estabelecimento ou um órgão das Forças Armadas que tenha dado um contributo relevante, através de projetos e iniciativas úteis para um planeta mais saudável, é de incentivar”. O autarca salientou que “muitos dos avanços tecnológicos que as sociedades conhecem nasceram dos militares e das Forças Armadas” e citou, como exemplo, “no território do Vale do Sado, os sistemas mecânicos de preparação das terras”.

Ao visionamento dos filmes das candidaturas vencedoras do Prémio e da Menção Honrosa (atribuída ao Aeródromo de Manobra nº1 da Força Aérea, sito em Macedo, pelo projeto “O Ambiente no AM1”) seguiu-se a apresentação da intervenção no Pego do Altar, onde o Exército tem efetuado trabalhos de limpeza do leito da barragem a fim de aumentar a sua capacidade de armazenamento de água, no âmbito de um Protocolo estabelecido com a Agência Portuguesa do Ambiente.

O Ministro do Ambiente, Matos Fernandes interveio então, destacando ser “estimulante haver concursos como o Prémio da Defesa Nacional e Ambiente, que incentiva a que cada um dê o seu melhor”. Pegando no tema da água, salientou o papel determinante do Exército na operação do Pego do Altar, o qual agradeceu, e frisou que “o uso eficiente da água é algo a ter sempre em consideração”, pois “a água não se inventa e a água que temos hoje é a que teremos amanhã”. “Nós somos a geração futura de que Brundtland falava nos anos 80, quando introduziu o conceito de desenvolvimento sustentável”, afirmou.

Azeredo Lopes, Ministro da Defesa Nacional partilhou desta ideia e acrescentou que, hoje, “o conceito de economia verde está fora de moda por ser redundante – não há economia sem ser verde. A Defesa verde, porém, é bem atual”. “As alterações climáticas vão obrigar-nos a mudar e o conceito de Defesa vai ter de evoluir muito depressa e adaptar-se”, disse.

À cerimónia seguiu-se uma visita aos trabalhos na barragem do Pego do Altar na zona de Santa Susana, que se iniciaram na segunda quinzena de fevereiro e se encontram parados desde o início da vaga de chuvas que se tem verificado. No local, o Ministro do Ambiente fez saber que não se prevê os trabalhos ser retomados, dado que a quota de água da barragem se encontra perto dos 50 por cento e, por isso, deixa de ser necessária a continuidade da operação do Exército.


Pego do Altar

Visitas guiadas disparam no concelho de Alcácer do Sal

14 março 2018


Desde o início do ano de 2018, Alcácer do Sal regista uma procura acima do habitual em termos de visitas guiadas solicitadas junto dos serviços de Turismo do Município.

Entre o início de janeiro e o final de abril estão previstos mais de 900 participantes em visitas guiadas ao concelho, um aumento considerável relativamente ao período homólogo dos dois anos anteriores: em 2016 foram registados 506 visitantes e, no ano seguinte, 463. Aquando da realização destas visitas, um técnico da Câmara Municipal acompanha os grupos de turistas, que deixam Alcácer do Sal com um maior conhecimento da região e vontade de participar noutras atividades e percursos por este técnico divulgados.

Estes turistas procuram ainda os estabelecimentos de restauração local e adquirem também produtos endógenos, como recordação, dinamizando a economia do concelho.


Entradas Cripta

36ª VOLTA AO ALENTEJO TEM META VOLANTE EM ALCÁCER DO SAL DIA 16

09 março 2018


A 36ª Volta ao Alentejo Crédito Agrícola tem meta-volante em Alcácer do Sal no dia 16 de março (sexta-feira), no âmbito da terceira etapa, que ligará Grândola a Arraiolos, numa extensão de 149,3km.

Nesse dia, os ciclistas terão a partida real no IC1-N120 ao meio-dia, passarão por Castelo Ventoso e Albergaria, voltando depois em direção Montemor-Alcácer. Já em Alcácer, passarão pela ponte metálica e voltarão à direita para a meta-volante na Avenida dos Aviadores, por volta das 12h27. Seguirão depois para Santa Susana, deixando o concelho de Alcácer do Sal e rumando a Montemor e, à meta final, em Arraiolos.

A prova de ciclismo, que se realiza de 14 a 18 de março 2018, tem este ano como principais novidades a inclusão de uma etapa de contrarrelógio e a partida de Vendas Novas, cidade que estava fora da “Alentejana” há nove anos e que vai ser o ponto inaugural dos 751,9km que compõem a corrida. Évora vai coroar o vencedor da Volta ao Alentejo em bicicleta, que é uma organização da CIMAC - Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central e da Podium Events, e que conta com o apoio da Câmara Municipal de Alcácer do Sal.

 

Ponte

Presidente da Câmara Municipal obtém respostas para pescadores

08 março 2018


O presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, acompanhado da presidente da Junta de Freguesia da Comporta, Deolinda Florêncio, e de um representante dos pescadores locais, esteve dia 8 de março reunido em Lisboa com o Diretor Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos, José Carlos Simão, e duas técnicas deste organismo.

Na reunião, o presidente da Câmara Municipal de Alcácer manifestou a sua discordância e preocupação por os pescadores da freguesia da Comporta terem sido proibidos, na licença de 2018, de apanhar lingueirão, lamejinha e amêijoa. De acordo com esta licença de apanha de marisco, emitida pela Direção Geral, os pescadores estão limitados a apanhar caranguejo à mão, além de poderem ainda apanhar amêijoa da cabeça (ou amêijoa boa), mas não poderem comercializá-la. A comitiva pediu, então, a revisão da licença, que afeta a vida económica de muitas famílias, tendo o edil Vítor Proença manifestado ainda a sua incompreensão pela alteração da licença (que, em 2017, permitia a apanha das espécies agora proibidas) sem que tal tivesse sido justificado.

O Diretor Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos, José Carlos Simão, forneceu então alguma documentação de fundamentação desta decisão que afeta o canal de Alcácer do Sal e que se prende, essencialmente, com razões microbiológicas e níveis de toxinas. No final, José Carlos Simão assumiu o compromisso de, na segunda quinzena de abril, enviar à Carrasqueira técnicos da Direção Geral para procederem a uma reunião com os pescadores, na qual lhes serão transmitidos procedimentos e informações úteis.

Recorde-se que a reunião com a Direção Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos vem na sequência do compromisso assumido pelo presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença aquando da realização da Presidência Aberta na freguesia da Comporta, no final do mês de janeiro, na qual esta preocupação lhe foi transmitida pela comunidade piscatória e autarca assumiu o compromisso de lutar pelos seus interesses.

Pesca

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA O XXII GRANDE PRÉMIO DA PÁSCOA EM ATLETISMO

05 março 2018


Já se encontram abertas as inscrições para o XXII Grande Prémio da Páscoa em Atletismo, que se realiza na cidade de Alcácer do Sal, no dia 30 de março.

O tradicional evento desportivo, que se concretiza na sexta-feira santa, está aberto a toda a população. Terá início na pista de atletismo do Estádio Municipal de Alcácer e meta na margem sul, junto ao skateparque, abarcando as modalidades de corrida (10 km) e caminhada (4,5 km).

Os interessados em participar podem inscrever-se até às 17h de 27 de março de 2018, sendo que a corrida tem um custo três “passos” e a caminhada custa dois “passos”. As inscrições são gratuitas para crianças com idades até aos 6 anos inclusive e podem ser feitas através do link http://acorrer.pt/eventos/info/1744, no gabinete do Setor de Desporto no Pavilhão Gimnodesportivo Municipal de Alcácer do Sal, Piscina Municipal Coberta de Alcácer, Piscina Municipal Convertível do Torrão e juntas de freguesia do concelho.

Na corrida, serão entregues prémios aos três primeiros lugares masculinos e femininos dos escalões sub23 (até aos 23 anos), elites (dos 24 aos 34 anos), veteranos A (dos 35 aos 49 anos) e veteranos B (mais de 50 anos). Há ainda um prémio especial para o 1º, 2º e 3º classificados masculinos e femininos residentes no concelho. Na caminhada, não há classificação.

O XXII Grande Prémio da Páscoa é promovido pela Câmara Municipal de Alcácer do Sal, tendo como parceiros a União das Freguesias de Alcácer do Sal (Santa Maria do Castelo e Santiago) e Santa Susana, Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Alcácer do Sal e Montemor-o-Novo, Corpo Nacional de Escutas – Agrupamento 844 de Alcácer do Sal, Veteranos FC de Alcácer, Bombeiros Mistos de Alcácer do Sal, BTT Team Cegonhas do Sado, XarramAdventure, Alcácer Trilhos & Aventura TT, Associação Ritmus D'Alcácer e Barbot.

Para mais informações contacte o Setor de Desporto da CMAS, através do telefone 265 613 538, do telemóvel 913 602 387 ou do e-mail desporto@m-alcacerdosal.pt.


» Trânsito condicionado no dia da prova

 

Estádio Municipal de Alcácer

MUNICÍPIO DEU A “SENTIR ALCÁCER” NA 30ª EDIÇÃO DA BTL

05 março 2018


Foram cinco dias de promoção de Alcácer do Sal junto do público e de profissionais da área do turismo; cinco dias a mostrar os produtos endógenos da região, a sua gastronomia, cultura, património e potencialidades nas mais diversas áreas; cinco dias a “Sentir Alcácer”.

A Câmara Municipal de Alcácer do Sal fez-se novamente representar na BTL - Bolsa de Turismo de Lisboa, que decorreu de 28 de fevereiro a 4 de março 2018 na FIL (Parque das Nações), em stand duplo inserido no pavilhão do Alentejo.

“Fazemos um balanço muito positivo da nossa participação na 30ª edição da BTL. Ao longo dos cinco dias do certame, passaram milhares de pessoas pelo stand de Alcácer, que ficaram deslumbradas com os nossos produtos, património e paisagens e bastante interessadas nas áreas de potencial investimento”, refere Vítor Proença, presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal.

Herdades da Comporta e de Portocarro, Pinhão Sado, estabelecimentos “Taberna 2 à Esquina” e “Quanto Baste”, Panificadores do Sado, Manos Lince, Custódia Costa e Casimiro Jerónimo foram algumas das empresas/ pessoas do concelho que estiveram no stand do Município para dar a conhecer os seus produtos, tais como o vinho, azeite, pinhão, petiscos, pratos típicos, pão alentejano, bolos, empadas e artesanato.

“Esta é, sem dúvida, uma feira em que apostar”, afirmou o presidente da Câmara Municipal, Vítor Proença, “pois permite dar a conhecer o concelho e as suas mais-valias, o que poderá vir a traduzir-se, por exemplo, num aumento do número de visitantes ou até na instalação de novos projetos na região”. “Em 2019, cá estaremos novamente a mostrar o nosso melhor”, concluiu.

turismo

ESCOLA DO TORRÃO PRECISA DO SEU VOTO PARA VENCER HINO DOS “HERÓIS DA FRUTA”

26 fevereiro 2018


A Escola Básica do Torrão (Sala JI, 1º, 2º, 3º e 4º anos) precisa do seu voto para vencer o hino dos “Heróis da Fruta” 2017/2018. A votação, aberta a todo o público, decorre até às 23h59 do dia 15 de março, no site www.heroisdafruta.com e vai apurar 80 finalistas: os três mais votados, bem como o mais partilhado de cada distrito ou região autónoma. Os votos elegem, assim, as escolas finalistas, entre as quais o júri escolherá quais serão visitadas pela APCOI - Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil até ao final do ano letivo. Este ano, por se celebrar o 7º aniversário do projeto «Heróis da Fruta - Lanche Escolar Saudável», há ainda dois vencedores adicionais, escolhidos diretamente e pela primeira vez pelo público: o Hino mais votado e o Hino dos Heróis da Fruta mais partilhado na internet através do site oficial, perfazendo o total de 7 Hinos vencedores.

A APCOI - Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil já apresentou os 327 videoclipes criados pelos milhares de alunos das escolas que participam este ano letivo na 7ª edição do projeto «Heróis da Fruta - Lanche Escolar Saudável». Nesta divertida competição, que se assemelha a um "festival da canção" interescolar, as crianças partilham, a cantar, as lições sobre nutrição e saúde que aprenderam ao longo dos últimos meses e convidam os portugueses a escolher e votar no seu vídeo favorito. Cada voto em qualquer hino reverte como donativo para a «Missão 1 Quilo de Ajuda», o fundo social da APCOI que permite distribuir gratuitamente cabazes semanais nas escolas para apoiar a inclusão de fruta no lanche escolar dos alunos mais carenciados do país. Todas as pessoas que votarem nos videoclipes ficarão também habilitadas a ganhar prémios: são mais de mil e quinhentas experiências à escolha para parques aquáticos, zoológicos, museus, aquários, centros de ciência viva e parques de diversões.

A Câmara Municipal de Alcácer do Sal é parceira nesta iniciativa.

Para votar no videoclipe da Escola Básica do Torrão, entre em http://www.apcoi.pt/heroisdafruta7/web/hinodafruta/?fs=&idhino=340

Heróis da fruta

BMAS foi aos lares e centros de dia em 2016 e 2017

20 fevereiro 2018


A Biblioteca Municipal de Alcácer do Sal implementou, no decorrer do ano de 2017, o projeto "A Biblioteca vai aos Lares e Centros de Dia", que teve como objetivo criar uma relação de proximidade entre a Biblioteca e as residências, centros de dia e de convívio do concelho.

Esta atividade, que teve início em setembro de 2016, começou aplicada a três unidades de acolhimento de idosos da AURPICAS, sendo mais tarde alargada aos Centros de Convívio rurais de Palma, Arêz e Montevil, também pertencentes a essa instituição. Em dezembro de 2017, no âmbito da realização da Feira do Livro, a sessão destinada ao Centro de Dia decorreu na Biblioteca, com a presença de um contador de histórias e a participação de duas turmas escolares (3º e 5º anos de escolaridade), assumindo um caráter intergeracional.

Durante todo o ano de 2017, a iniciativa teve uma média de 65 participantes por sessão. Foram realizadas 36 sessões, que contaram com a participação total de 375 pessoas; foram entregues 17 baús de livros, efetuadas 360 leituras de 41 autores e 31 obras, abordados 14 temas diferentes e efetuadas 22 recolhas de memórias e objetos de tradição oral. Segundo a organização, a recetividade por parte dos utentes nos centros de convívio abrangidos foi bastante entusiástica.


Solar do Salemas

PEGO DO ALTAR VAI SER ALVO DE OPERAÇÃO DE LIMPEZA DE SEDIMENTOS

14 fevereiro 2018


Teve início esta quarta-feira (14 de fevereiro) a mobilização de meios mecânicos para a zona de Rio Mourinho por parte do Regimento de Engenharia nº 1, uma operação que decorre até ao final da semana com vista a que, no dia 19, tenham início os trabalhos de remoção dos materiais acumulados na albufeira do Pego do Altar, que se prevê durarem cerca de dois meses.

Recorde-se que, face aos níveis excessivamente baixos de armazenamento de algumas albufeiras como consequência da seca, o Ministério do Ambiente determinou prioritária a remoção de sedimentos depositados, que apresentam elevado teor de nutrientes, minimizando as condições de degradação da qualidade da água armazenada na albufeira do Pego do Altar. Para operacionalizar esta ação, celebrou-se um protocolo entre o Exército Português (que disponibilizará os meios humanos e materiais necessários), a Agência Portuguesa do Ambiente (que coordenará as intervenções no terreno e garantirá o apoio logístico necessário) e o Fundo Ambiental (que suportará as despesas inerentes às operações no terreno e a respetiva logística).

Salienta-se que serão constituídos depósitos temporários na margem da albufeira, que podem ser acedidos, sem qualquer custo, por quem manifeste interesse em beneficiar da sua utilização na valorização de solos agrícolas e/ou florestais, interesse este que deve ser comunicado à ARH do Alentejo (arhalt.geral@apambiente.pt) ou à Associação de Beneficiários do Vale do Sado (abvsas@sapo.pt).


Pego do Altar

Centro de Arqueologia Náutica do Alentejo Litoral instala-se em Alcácer do Sal

07 fevereiro 2018


O projeto de investigação científica e académica que irá proceder à exploração do património cultural subaquático do rio Sado deu hoje (7 de fevereiro) um importante passo, com a assinatura do contrato de comodato entre o Município de Alcácer do Sal e a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, que estabelece na Ameira a sede do CANAL - Centro de Arqueologia Náutica  do Alentejo Litoral.

Na cerimónia, que teve lugar nas instalações do CANAL, marcaram presença, entre outros, a secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, o presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, a presidente da Assembleia Municipal de Alcácer, o Comandante do Porto de Setúbal e a Diretora Regional de Cultura do Alentejo.

“É uma honra imensa assinar este contrato junto a este nosso rio de culturas”, referiu o presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, no início da sua intervenção, na qual salientou o interesse do município na preservação da sua história. “É a memória que nos projeta para o futuro, por isso a assinatura deste contrato tem uma carga simbólica muito grande”, acrescentou, dizendo ainda, relativamente às instalações onde irá funcionar o Centro, que tinha “a expetativa de ali poder albergar um projeto como este, extraordinariamente interessante”, que abrirá “portas imensas com o trabalho que já está a ser desenvolvido”.

Alexandre Monteiro, responsável pelo projeto, manifestou a sua satisfação ao ver esta obra crescer, frisando que o rio tem “um manancial imenso, com um potencial enorme histórico-arqueológico”. “Temos os parceiros indicados para este projeto. Conseguiremos fazer o rio falar e contar a sua história”, disse.

Também o diretor da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, Francisco Caramelo, enalteceu a ligação da faculdade “a este ilustre e esclarecido município, que reconhece a importância do seu património” e sublinhou a vontade da Universidade Nova em “estreitar relações e fazer do património algo com valor”.

Maria Fernanda Rollo, secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, interveio também neste ato solene, tendo frisado no seu discurso “a responsabilidade de todos de olhar pelo património, biodiversidade e riqueza do imenso conhecimento transmitido pelos nossos antepassados”. Para a secretária de Estado, o projeto do CANAL pode mesmo ajudar no combate ao insucesso escolar, num mundo em que muitas das profissões atuais vão desaparecer e é um risco não prosseguir os estudos até ao ensino superior. “Imaginei esta coisa fantástica, neste cenário mágico de Alcácer, e acompanhei a visão do Dr. Alexandre. É preciso coragem e acreditar e temos aqui pessoas com vontade” de ajudar e inovar, concluiu.

Recorde-se que em setembro de 2015 Câmara Municipal, Instituto de Arqueologia e Paleociências e Instituto de História Contemporânea da FCSH/UNL firmaram um protocolo de cooperação para investigar o património subaquático, entre a cidade e a feitoria fenícia de Abul, nascendo assim o projeto do Centro de Arqueologia Náutica do Alentejo Litoral. O CANAL propõe-se a: localizar, identificar e caracterizar naufrágios ou outras estruturas submersas na zona; determinar a natureza histórico-arqueológica da paisagem cultural marítimo-fluvial da região; desenvolver o potencial turístico-arqueológico do território; formar os participantes em arqueologia fluvial e subaquática, através da implementação de projetos internacionais de arqueologia náutica; sensibilizar a população para a importância da memória ligada ao Sado e a necessária preservação do seu património flúvio-marítimo; realização de “escolas de verão” para estudantes de arqueologia, mergulhadores e pescadores.


» Veja aqui as fotos da assinatura do contrato de comodato.

Alcácer vista do rio

Câmara Municipal apoia deslocações ao Banco Alimentar

06 fevereiro 2018


A Câmara Municipal de Alcácer do Sal, ciente da importância de apoiar os mais necessitados no concelho, disponibiliza mensalmente uma carrinha, que se desloca às instalações do Banco Alimentar em Vila Nova de Santo André para recolher bens alimentares a serem entregues a três instituições do concelho.

Embora esta prática esteja em vigor há algum tempo, aumentou-se agora a periodicidade com que se concretiza, passando a ter lugar à segunda quarta-feira de cada mês. AURPICAS – Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Concelho de Alcácer do Sal, Centro Social de Santa Susana e Centro Cultural dos Bairros de S. João e Olival Queimado são as entidades a quem os bens alimentares se destinam.

Recorde-se que o Banco Alimentar Contra a Fome assenta no aproveitamento dos excedentes agroalimentares, desperdícios não comercializáveis mas consumíveis, excedentes de refeitórios, cadeias de restauração e alimentos não confecionados, e também dádivas do público, através de coletas. Estando ao serviço de outras associações que lutam contra a fome, o Banco Alimentar não distribui diretamente alimentos às pessoas, fazendo-o através de outras associações, grupos e comunidades com as quais estabelece um acordo de abastecimento gratuito. As associações distribuem depois os alimentos, também a título gratuito, em refeições via "Cantinas Sociais", cabazes de produtos alimentares entregues às famílias ou através do próprio serviço de alimentação.

Câmara Municipal.JPG

CÂMARA MUNICIPAL DELEGA COMPETÊNCIAS NAS JUNTAS DE FREGUESIA DO CONCELHO

06 fevereiro 2018


O salão nobre dos Paços do Concelho acolheu esta terça-feira (6 de fevereiro) a assinatura dos Acordos de Execução e dos Contratos Interadministrativos entre a câmara municipal de Alcácer do Sal as juntas de freguesia da Comporta, Torrão, São Martinho e União das Freguesias de Alcácer do Sal (Santa Maria do Castelo e Santiago) e Santa Susana.

Tendo contado com a presença de todos os presidentes das juntas do concelho e executivo municipal permanente, o ato formaliza a delegação de competências da autarquia nestes órgãos, o que representa uma transferência de cerca de 300 mil euros da câmara para os mesmos.

“Estes instrumentos de gestão autárquica, consagrados por lei, são bastante importantes, pois vieram agilizar processos que poderiam demorar um pouco mais a ser resolvidos”, referiu o presidente da câmara municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença. “As juntas de freguesia”, prosseguiu, “têm uma grande relação de proximidade com os munícipes e um conhecimento profundo da sua área de intervenção, pelo que faz todo o sentido delegar-lhes certas competências, para uma resposta mais célere e eficaz”.

Recorde-se que, no âmbito dos Acordos de Execução, dentro das respetivas áreas de circunscrição territorial, as juntas de freguesia ficam responsáveis pelas reparações nos estabelecimentos de educação pré-escolar e do 1.º ciclo do ensino básico e respetiva manutenção do espaço envolvente, gerir e assegurar a manutenção de espaços verdes, assegurar a limpeza das vias e espaços públicos, sarjetas e sumidouros, e gerir a ocupação de espaço público.

Nos Contratos Interadministrativos, são delegadas nas juntas as competências de licenciamento de vedações fora do perímetro urbano e apoio à educação pré-escolar e 1.º ciclo do ensino básico. A junta de freguesia do Torrão fica responsável pela limpeza de fontanários na sua área de intervenção.

Câmara Municipal

Presidente da Câmara procura soluções para viabilizar a produção de arroz em 2018

01 fevereiro 2018


Empenhado em lutar pelos orizicultores e pela produção de arroz no concelho, severamente ameaçada pela seca que se vive no país, o presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença reuniu no passado dia 31 de janeiro com o ministro da Agricultura, Capoulas Santos. A acompanhar o presidente estiveram a Associação de Regantes, Associação de Agricultores de Alcácer, Aparroz e Soprasado.

Na sessão expôs-se a situação de seca e os riscos bem presentes de não se conseguir produzir arroz em 2018, sendo que o concelho de Alcácer representa 30 por cento da produção nacional. Recorde-se que os canteiros começam a encher no final de abril/ início de maio e a barragem de Vale do Gaio só dispõe de 12 por cento de água e a do Pego do Altar de 9 por cento. Na impossibilidade de produzir arroz, os solos da região, demasiado salinizados, inviabilizam a opção por culturas alternativas com mínimos aceitáveis ou qualquer rendimento. A não produção de arroz causaria ainda um prejuízo de 12 mil milhões de euros ao país (que teria de proceder à importação do mesmo), que se faria sentir particularmente na região, nomeadamente na manutenção dos postos de trabalho destas associações.

Uma das soluções a curto-prazo solicitada pela comitiva foi a redução do custo da importação da água de Alqueva, ao que o ministro da Agricultura, Capoulas Santos, respondeu que não consegue, nem tem capacidade para o diminuir. O custo da água tem um peso de 15 por cento nos fatores de produção de arroz; trazer a mesma de Alqueva aumenta esta percentagem para 65, o que é incomportável. Face a isto, propôs-se que a água de Alqueva seja conduzida às barragens de Vale do Gaio e Pego do Altar, o que é tecnicamente possível. Abordou-se também a possibilidade de criação de mais duas barragens, que chegaram a estar projetadas e que permitiriam aproveitar água que não está a ser devidamente usufruída. Também a água do Sado se poderia aproveitar, convertendo-se em água doce, avançou a comitiva, salientando que teria de construir-se diques onde se separaria a água do seu sal.

No sentido mais imediato, o ministro comprometeu-se a explorar todos os mecanismos que o Estado prevê e permite em situações de seca severa e que não passam por decisões da União Europeia, ao que os agricultores pediram, para os apoiar nos prejuízos incalculáveis que vão ter, que sejam acionadas linhas de crédito bonificadas, que não estão a ser disponibilizadas aos produtores do vale do Sado.

O presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, muito preocupado com a situação, informou que vai solicitar uma reunião ao ministro do Ambiente e que vai continuar a dedicar-se a tentar encontrar soluções a médio-prazo e também medidas que minimizem os prejuízos para estes produtores.

Arroz

Câmara Municipal de Alcácer resolve situações de vínculos precários

31 janeiro 2018


São 24 os trabalhadores em exercício de funções que satisfazem necessidades permanentes e sem vínculo jurídico adequado que a Câmara Municipal de Alcácer do Sal pretende integrar nos quadros de pessoal do município, ao abrigo da Lei n.º112/2017, de 29 de dezembro, aprovada pela Assembleia da República e que veio estabelecer o programa de regularização extraordinária dos vínculos precários.

A lista destas situações, que contempla 12 técnicos superiores, 11 assistentes operacionais e um assistente técnico, foi aprovada por maioria na reunião de Câmara do passado dia 25 de janeiro, com quatro votos a favor da CDU e três abstenções do PS. A mesma votação recebeu a proposta da 1ª alteração ao Mapa de Pessoal 2018, que visa a criação de lugares para acomodar estes trabalhadores.

Contabilidade, engenharia civil, audiovisuais, comunicação social, área jurídica, carpintaria, higiene e limpeza, geografia, ação social, cultura, desporto, ciências documentais e arqueologia são as áreas visadas.

“Trata-se de reconhecer o mérito e a qualidade dos préstimos destas pessoas, mas, acima de tudo, de lhes proporcionar uma maior estabilidade nas suas vidas”, frisou o presidente da Câmara Municipal, Vítor Proença, a propósito destas duas propostas que vão ainda ser submetidas a Assembleia Municipal, no final de fevereiro.


Alcácer vista da margem sul

Presidente da CMAS integra Conselho Consultivo da Comarca de Setúbal

30 janeiro 2018

“É uma honra para o Município de Alcácer do Sal estar presente num órgão de importância tão significativa”. Foi com estas palavras que Vítor Proença descreveu a sua integração no Conselho Consultivo da Comarca de Setúbal, na qualidade de presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal.

Na última reunião ordinária de Câmara (25 de janeiro) o autarca deu a conhecer ao executivo municipal o facto de ter sido convidado por Manuel Sequeira, juiz presidente da Comarca de Setúbal, para fazer parte deste Conselho, convite este que aceitou.

O presidente da Câmara salientou que o Município vai continuar a lutar pela valorização do tribunal de Alcácer do Sal, para que recupere os magistrados perdidos e volte a julgar casos com penas inferiores ou até cinco anos de prisão.

Recorde-se que, desde 2014, o Tribunal de Alcácer do Sal opera como secção de proximidade (atualmente designada como Juízo Local de Proximidade), onde se realizam serviços judiciais, tais como a entrega de requerimentos e a consulta do estado de processos, ou atos judiciais como inquirição de testemunhas por videoconferência. No passado mês de dezembro, o presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal foi recebido pela Ministra da Justiça, Francisca Van Dunen, tendo Vítor Proença pedido que o Tribunal de Alcácer passe a dispor de um magistrado do Ministério Público de forma permanente, de modo a aproximar a justiça dos cidadãos. A Ministra não assumiu qualquer compromisso.


Presidente

VEREADOR MANUEL VÍTOR DE JESUS REALIZA ATENDIMENTO AO PÚBLICO NO TORRÃO

29 janeiro 2018


O vereador da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Manuel Vítor de Jesus, vai prestar atendimento ao público na Zona de Atividades Económicas do Torrão na última quarta-feira de cada mês, durante o período da manhã, a partir das 10h no âmbito dos pelouros que lhe estão atribuídos (educação, gestão urbanística e fiscalização, licenciamento, mobilidade, habitação e centros históricos, assuntos jurídicos, proteção civil, gabinete veterinário).

O primeiro atendimento realiza-se já no dia 31 de janeiro de 2018.

É necessária marcação prévia, que deve ser efetuada até à última sexta-feira antes dos atendimentos, presencialmente na Delegação Municipal no Torrão ou através do telefone 265 247 043. 

vila do Torrão

Alcácer do Sal recebe e mantém acesa a “Chama da Solidariedade”

24 janeiro 2018


O presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, recebeu esta manhã (24 de janeiro 2018) a “Chama da Solidariedade” das mãos do presidente do Município de Grândola, António Figueira Mendes, e transmitiu-a à AURPICAS – Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Concelho de Alcácer do Sal, entidade depositária e a primeira a acolher este instrumento simbólico, que vai permanecer em terras alcacerenses até 6 de fevereiro.

A cerimónia decorreu no Largo Luís de Camões com a presença do vereador Nuno Pestana, da presidente da Assembleia Municipal de Alcácer, Maria Antónia Mendes, presidentes e representantes das juntas de freguesia do concelho, presidente da Assembleia Municipal de Grândola, presidente da UDIPSS – Setúbal e representantes do movimento associativo e IPSS’s locais, entre outros.

“Alcácer do Sal tem uma intensa atividade no que respeita à solidariedade. Neste mundo de desigualdades, é necessário ter em conta a solidariedade e aquilo que as entidades e as autarquias locais, por todo o país, fazem. A todos, o nosso muito obrigado”, disse o presidente da Câmara Municipal de Alcácer, Vítor Proença, na sua intervenção, acrescentado ainda ter “a certeza que esta Chama vai brilhar dia e noite nos corações de toda a população”.

A animação não faltou nesta cerimónia, com as atuações das crianças da creche e jardim de infância de Grândola e dos alunos do Agrupamento de Escolas de Alcácer, tendo também brindado os presentes com a sua atuação o Grupo Coral Feminino Cantares do Xarrama (que interpretou, além do seu repertório, o hino da “Chama da Solidariedade”) e os utentes da AURPICAS.

Esta iniciativa, da responsabilidade da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade e da União Distrital das Instituições Particulares de Solidariedade Social de Setúbal, com o apoio dos municípios do distrito, pretende difundir os valores que unem as diferentes instituições de solidariedade e apelar ao espírito comunitário.

A percorrer o país desde 2006, a “Chama da Solidariedade” vai passar por todos os concelhos do distrito de Setúbal até junho, tendo começado pelo concelho do Seixal, em setembro de 2017, seguindo-se Almada, Palmela, Sines e Santiago do Cacém. Foi Grândola quem agora passou testemunho a Alcácer do Sal, seguindo-se depois Barreiro, Moita, Montijo, Alcochete, Sesimbra e Setúbal, onde terá lugar a Festa da Solidariedade, com a “Chama da Solidariedade” a ser entregue a outra zona do país.



» Veja aqui o álbum de fotos desta cerimónia.

» Consulte aqui o circuito que a "Chama da Solidariedade" percorrerá no concelho

Alcácer do Sal - vista cidade

Município de Alcácer do Sal apoiou 289 viagens em 2017

23 janeiro 2018


O Município de Alcácer do Sal possibilitou a concretização de 289 viagens a cerca de 50 entidades e associações do concelho em 2017, através da cedência de transportes da Câmara Municipal.

Desde o autocarro de 55 lugares e miniautocarros de 28 e 19 lugares a carrinhas cedidos, foram percorridos 58.733 quilómetros em 2.527 horas no ano passado, o que representa um custo total de 72.648,45 euros para a autarquia: 45.062,49 euros em combustível e 27.585,96 euros em pagamento a condutores.

Agosto foi o mês em que mais viagens se realizaram (37), situando-se a média mensal, no geral, acima das 20 deslocações.

Este apoio, que representa um investimento avultado por parte do Município de Alcácer do Sal, possibilita às entidades educativas e sociais e às associações do concelho a prossecução das suas atividades, passando pelo cumprimento de calendários futebolísticos, participação em atividades culturais, concretização de iniciativas desportivas e visitas educativas e recreativas, entre outros.

Mini-autocarro

Turistas procuram cada vez mais a Cripta Arqueológica do Castelo de Alcácer do Sal

11 janeiro 2018

A procura da Cripta Arqueológica do Castelo de Alcácer do Sal para visitas turísticas e pedagógicas aumentou em 2017, mantendo a tendência que se verifica desde 2012 e que afirma o espaço museológico como um dos marcos patrimoniais mais visitados do concelho, ponto de paragem imperdível.

Em 2017 estiveram na Cripta 7.846 turistas, mais 13,9 por cento do que em 2016, ano que registou 6.889 visitantes. São os turistas nacionais que mais têm passado por este espaço, verificando-se também aqui um aumento de 13 por cento na procura. Do total de 7.846 visitantes, 6.072 foram então portugueses e 1.774 estrangeiros, com destaque para os provenientes do Reino Unido (846), Espanha (480) e França (234).

O maior número de visitas ocorreu no terceiro trimestre de 2017, estando em destaque as de âmbito turístico, cujos valores cresceram 8,7 por cento. Na vertente pedagógica, realizaram-se mais 34 visitas do que em 2016.  

O turismo sénior é o que mais se evidencia: em 2017, as visitas da faixa etária com idade igual ou superior a 60 anos quase duplicaram, tendo crescido 49,4 por cento.

Inaugurada em 2008, a Cripta Arqueológica do Castelo de Alcácer do Sal proporciona uma leitura diferenciada de 27 séculos de história que se entrecruzam no mesmo espaço subterrâneo. O seu horário de funcionamento durante o inverno decorre de terça-feira a domingo, das 9h às 12h30 e das 14h às 17h30, com a última entrada meia hora antes do encerramento em cada período.

Entradas Cripta

PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL REALIZA ATENDIMENTO AO PÚBLICO NO TORRÃO MENSALMENTE

10 janeiro 2018


O presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, vai prestar atendimento ao público na Zona de Atividades Económicas do Torrão na primeira quarta-feira de cada mês, durante o período da manhã, a partir das 9h30. O primeiro atendimento realiza-se já no dia 7 de fevereiro.

O atendimento carece de marcação prévia, que deve ser efetuada até às 12h de segunda-feira, presencialmente na Delegação Municipal no Torrão ou por telefone, através do número 265 247 043. Com esta marcação pretende-se que o presidente possa preparar as questões a apresentar pelos munícipes e, assim, responder mais eficazmente aos assuntos colocados. Durante o atendimento, os munícipes podem apresentar diretamente ao edil os seus problemas específicos que dependam da autarquia para resolução, bem como colocar questões que considerem pertinentes.


Presidente_Vitor_Proenca.jpg

Município de Alcácer do Sal atinge as mil camas turísticas

Segundo dados do Anuário Estatístico da Região Alentejo

29 dezembro 2017


O Turismo tornou a aumentar em Alcácer do Sal em 2016, firmando a tendência crescente da procura do concelho como destino para férias, visitas ou “escapadinhas” nas épocas festivas e fins de semana prolongados.

Segundo dados do Anuário Estatístico da Região Alentejo, recentemente publicado, em 2016 registaram-se 49.741 dormidas nos estabelecimentos hoteleiros do concelho, o que representa um crescimento de oito por cento em comparação com período homólogo de 2015, traduzido em mais 3.763 turistas a pernoitarem aqui.

A própria hotelaria registou um incremento no número de camas, tendo ganho mais de cem com a abertura de mais um alojamento local. Os estabelecimentos hoteleiros no concelho, que passaram assim a 11, aumentaram desta forma a sua capacidade de alojamento de 897 para 1.000 camas.

O número de hóspedes aumentou 15,7 por cento, tendo passado de 19.376 em 2015 para 22.421 em 2016. Os turistas que procuraram Alcácer do Sal eram maioritariamente nacionais, seguindo-se os oriundos de Espanha e, logo depois, os do Reino Unido. A registar ainda a procura por parte de turistas de nacionalidade francesa, americana e asiática.

Ainda de acordo com o Anuário Estatístico da Região Alentejo, Alcácer foi um dos 40 municípios que registaram valores acima de 60 por cento em termos de sazonalidade, ou seja, 62,5 por cento das dormidas registaram-se entre os meses de julho a setembro.


Passeio de Barco no Sado

BENEFÍCIOS FISCAIS INCENTIVAM REABILITAÇÃO URBANA DO TORRÃO

22 dezembro 2017


A delimitação da ARU - Área de Reabilitação Urbana do Torrão, que abrange a totalidade dos 39,49 hectares da vila desde o seu núcleo mais antigo às áreas envolventes de génese mais recente, recebeu aprovação na sessão ordinária de Assembleia Municipal de 21 de dezembro, sob proposta da Câmara Municipal.

Segundo Vítor Proença, presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, “esta ação visa estimular a reabilitação urbana do Torrão, incentivando o processo por parte dos proprietários através de uma série de benefícios fiscais aplicáveis, entre as quais a isenção de taxas municipais referentes ao licenciamento, comunicação prévia e autorização das operações urbanísticas, taxas de emissão de alvarás, de ocupação de domínio público e de realização de vistorias”. A estas acrescem a redução da taxa pela realização de infraestruturas urbanísticas em 50 por cento nas situações em que haja lugar à sua tributação, isenção de IMI durante cinco anos para prédios urbanos dentro dos respetivos artigos da Lei das Finanças Locais, isenção de IMT nas aquisições de prédios urbanos destinados a reabilitação urbanística (desde que o adquirente inicie as obras no prazo de três anos a contar da data de aquisição) e ainda benefícios a nível de IVA e IRC, contemplados no Estatuto dos Benefícios Fiscais.

A ARU do Torrão pretende reverter a degradação do edificado da vila e promover a sua revitalização económica e social, opções estratégicas que passam, num plano mais concreto, por reabilitar os edifícios da vila, (re)povoar/ (re)urbanizar as zonas mais antigas, garantir a qualidade urbana do centro histórico mantendo a sua expressão construtiva, materiais, paleta de cores, desenho, composição característica de elementos dos edifícios e reverter situações indesejáveis, e potenciar novos investimentos, com vista à dinamização de atividades económicas.


vila do Torrão

ORÇAMENTO PARA 2018 APOSTA NA PROMOÇÃO ECONÓMICA E TURÍSTICA

22 dezembro 2017


Promoção económica e do turismo, ambiente, modernização municipal, educação, saúde e áreas sociais são os eixos prioritários das Grandes Opções do Plano e Orçamento Municipal para 2018, que foi ontem (21 de dezembro) aprovado por maioria em reunião ordinária da Assembleia Municipal de Alcácer do Sal, que teve lugar no salão nobre dos Paços do Concelho.

Com um valor de 25,6 milhões de euros, o Orçamento para 2018 aposta fortemente no tecido económico, dedicando-lhe 31% do seu total, com vista à concretização de empreitadas de grande envergadura, como o interface de transportes e o parque ribeirinho nascente, e a finalização da obra do Museu Municipal Pedro Nunes.

A taxa de IMI vai manter-se no valor mínimo de 0,3%, sendo Alcácer do Sal o único município no distrito de Setúbal a aplicá-lo, num claro apoio aos mais desfavorecidos, que beneficiarão ainda de auxílios de âmbito social e na área da educação, desde os transportes à alimentação e material escolar. Também as IPSS’s, movimento associativo, bombeiros, sociedades filarmónicas, associações culturais e desportivas continuarão a receber um apoio sólido e substancial para a prossecução das suas atividades enquanto forças vivas do concelho.

Destaque ainda para o investimento do município nas plataformas das redes de dados e nas áreas operativas e, acima de tudo, no seu bem mais valioso - o fator humano -, traduzido no reposicionamento das condições remuneratórias dos trabalhadores.

Recorde-se que as Grandes Opções do Plano e Orçamento Municipal para 2018 haviam já sido aprovadas em reunião de Câmara, ocorrida no passado dia 14 de dezembro. 


salão nobre CMAS.jpg

Secretário de Estado do Ambiente assumiu não ter respostas imediatas para a seca severa

Comissão de Ambiente e Ordenamento do Território realiza visita de trabalho a Alcácer

19 dezembro 2017


O secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins assumiu não ter respostas imediatas para fazer face às preocupações sobre a situação de seca severa na Bacia Hidrográfica do Sado apresentadas pelo presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal e pelos produtores de arroz de Alcácer do Sal, assim como da Associação de Regantes e Beneficiários do Vale do Sado e Associação dos Agricultores de Alcácer do Sal. Ontem, dia 18 de dezembro, Carlos Martins esteve nas Barragens de Pego do Altar e de Vale do Gaio no âmbito da visita de trabalho a Alcácer da Comissão de Ambiente e Ordenamento do Território. Os 11 deputados da Assembleia da República que integram a Comissão constataram a situação de seca severa nas barragens e ouviram as preocupações do autarca, agricultores e produtores de arroz.

Questionado sobre uma solução imediata para responder às preocupações dos produtores de arroz, que temem não poder semear em 2018, o secretário de Estado admitiu não ter “nenhuma solução milagrosa repentina”, anunciando o que de imediato está a ser feito: “Vamos avançar com a retirada de sedimentos das barragens que ocupam quase 15 a 20 por cento da sua capacidade natural no início do próximo ano”. O secretário de Estado disse ainda que, em 2018, o Governo vai estar em “estreita ligação com os utilizadores e com estudos técnico-científicos que justifiquem, do ponto de vista económico, a construção de novas barragens”. O alargamento do perímetro do Alqueva também está a ser estudado pela Águas de Portugal e pela Edia, o que visa a compatibilidade agrícola com o abastecimento de água, mas soluções para os agricultores e produtores de arroz para o próximo ano agrícola, nada adiantou, explicando que “a albufeira de Pego do Altar não pode receber água a partir de outra origem e, por isso, só a natureza pode trazer uma solução”. O secretário de Estado do Ambiente afirmou ainda que o Governo está a tentar encontrar uma solução para antecipar situações críticas para minorar preocupações dos agricultores.

João Reis Mendes, presidente da APARROZ, lançou a questão de se equacionar uma compensação para os agricultores de produção-integrada agroambiental. Recorde-se que a Câmara Municipal, em conjunto com as associações de Alcácer do Sal, solicitou uma reunião ao ministro da Agricultura para encontrar uma solução para 2018, mas, até à data, o Ministério não respondeu.

A deslocação da Comissão de Ambiente e o do secretário de Estado a Alcácer prolongou-se durante a tarde, com uma reunião com várias entidades e representantes das organizações locais ligadas à produção de arroz e à agricultura. Na reunião, que decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho, estiveram ainda autarcas, tais como o presidente da Câmara Municipal de Grândola e vereadores das Câmaras de Sines e Santiago do Cacém. Os representantes das associações deram conta aos deputados e ao secretário de Estado do impacto que sentem devido à seca e temem que, se nada for feito e se as medidas não forem concretizadas e calendarizadas, a região possa ser fortemente penalizada em termos económicos.

Pego do Altar

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO TORRÃO ADERE AO PROJETO “HERÓIS DA FRUTA 17/18

29 novembro 2017


No ano letivo de 2017/2018, 41 alunos do 1.º ciclo do Ensino Básico do Agrupamento de Escolas do Torrão participam no projeto “Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável”, uma iniciativa de intervenção educativa de âmbito nacional promovida pela APCOI – Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil, que visa motivar as crianças portuguesas até aos 10 anos a ingerirem mais fruta diariamente, uma vez que este consumo se encontra abaixo do desejável.

“Heróis da Fruta - Lanche Escolar Saudável” constitui, assim, um programa motivacional que tem como objetivos pedagógicos: incentivar as crianças a ingerirem fruta todos os dias, na escola e em casa; dar a conhecer a importância da fruta na alimentação e na manutenção da saúde; encorajar as crianças a orgulharem-se de praticar uma alimentação saudável e variada; despertar a comunidade em geral para os benefícios da adoção de pequenas mudanças saudáveis nos hábitos diários.

A Câmara Municipal de Alcácer do Sal será, novamente, autarquia parceira deste projeto que vai já na sua 7ª edição.

Heróis da fruta

Câmara pretende declaração de calamidade para que nova cultura não seja inviabilizada

Autarca reuniu com produtores de arroz e agricultores de Alcácer

22 novembro 2017

O presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, preocupado com a situação de seca que a região do Vale do Sado atravessa, reuniu na semana passada com as associações de produtores de arroz e de regantes para se inteirar da situação e tomar medidas. 

Os produtores dizem que a região vive uma situação de calamidade e que em 2018 a cultura de arroz está comprometida. 

No encontro, que contou com a presença do presidente da União das Freguesias de Alcácer do Sal e de representantes da Associação de Regantes do Vale do Sado, Associação de Agricultores de Alcácer do Sal, Agrupamento de Produtores de Arroz  e da Soprasado foi aprovado um pedido de audiência urgente com o Ministro da Agricultura para a apresentação de medidas de curto-prazo.

Os orizicultores pedem a adoção de medidas urgentes por parte do Governo para que possam iniciar uma nova cultura, porque, se isso não acontecer a produção será inviabilizada. Os produtores exigem ainda uma redução do preço da água do Alqueva cobrado pela Edia e pedem a criação de linhas de crédito que permitam aos produtores suportar o aumento de custos e perda de rendimentos provocados pela seca.

Arroz

MUNICÍPIO REDUZ CONSUMO DE ÁGUA PARA FAZER FRENTE À SECA

21 novembro 2017


Num período em que grande parte do território nacional está em seca extrema ou severa, para fazer frente à diminuição de água no concelho, o Município de Alcácer do Sal decidiu adotar algumas medidas a curto-prazo. Entre estas, contam-se: a redução na lavagem de ruas; a redução de consumo dos sistemas de rega; redução das lavagens das viaturas municipais.

A nível individual, o Município recomenda a consulta do site www.fecheatorneira.pt, do qual constam informações sobre o uso eficiente da água, curiosidades sobre gestos do dia a dia em que nunca antes reparou e dados sobre o impacto da falta de água na agricultura. Encontrará também informações úteis direcionadas para famílias e crianças sobre como poupar água, um património comum que não é inesgotável. 

Vale do Gaio

ALCÁCER ADERE À CAMPANHA “É TEMPO DE AJUDAR”

16 novembro 2017


Pelo segundo ano consecutivo, Alcácer do Sal adere à campanha solidária “É TEMPO DE AJUDAR”, uma iniciativa que resulta de uma parceria entre o Município, a Associação de Solidariedade Social do Grupo Nabeiro - Coração Delta e o Intermarché Super de Alcácer do Sal, com o apoio da Fidelidade Seguros.

A decorrer entre 24 e 26 de novembro de 2017 no Intermarché de Alcácer, com a participação de voluntários, a campanha visa recolher produtos de higiene indispensáveis, que serão entregues a idosos em situação de vulnerabilidade económica e/ ou social, sinalizados pelos parceiros sociais do concelho. Devido aos seus fracos recursos económicos, que a população idosa destina a produtos de primeira necessidade, como bens alimentares e medicação, é muitas vezes negligenciada a compra de outros bens essenciais. No sentido de colmatar algumas dificuldades, promover o bem-estar dos idosos do concelho e no seguimento do trabalho de intervenção social que a Câmara Municipal tem vindo a implementar nos últimos anos, Alcácer do Sal junta-se, mais uma vez, a esta campanha solidária.


Campanha é tempo de ajudar

ALCÁCER DO SAL CONQUISTA A POLÓNIA

10 novembro 2017


Depois de França, o filme promocional do Município de Alcácer do Sal conquistou a Polónia e arrecadou a estatueta vencedora na categoria “Best Script”, no 12th FilmAT Film, Art & Tourism Festival, da Varsóvia.

Este é o sétimo galardão internacional que “Live a Day in Alcácer” conquista. A este, somam-se: 2º Prémio "City Tourism Film", no festival The Golden City Gate 2016 (Berlim); 1º Prémio "Corporate Tourism Film" - On the East Coast of Europe 2016 (Bulgária); 1º Prémio "Cultural Landscapes" e "Nature Tourism", festival Terres de Catalunya 2017 (Espanha); 3º prémio na categoria "Corporate: Tourism Films", no “US International Film & Video Festival” (EUA); "Silver Dolphin" na categoria "Tourism Films", no “Cannes Corporate Media & TV Awards” (França). Em agosto, o vídeo foi também selecionado como o melhor web film no site internacional "Best Ads on TV".

“Live a Day in Alcácer” é uma produção audiovisual da Ideias com Pernas, realizada por David Mendes, numa produção executiva da InfoPortugal.


Live a day in Alcácer

Crianças de Alcácer do Sal refletem se o Lobo Mau merece presente de natal

12ª Oficina dos Sonhos

08 novembro 2017


Será que o lobo mau merece um presente de natal? Esta é a pergunta à qual 645 crianças do concelho de Alcácer do Sal vão responder no âmbito da Oficina dos Sonhos, que se realiza de 13 de novembro a 7 de dezembro, no Santuário do Senhor dos Mártires, na cidade.

Baseada no conto “Feliz Natal Lobo Mau”, de Clara Cunha, a animação de natal é promovida pela Câmara Municipal de Alcácer do Sal, através da Oficina da Criança e da Biblioteca Municipal, e cofinanciada pelo programa Alentejo2020. A iniciativa vai realizar-se de segunda a sexta-feira, entre as 9h30 e as 12h30 (mediante marcação prévia) e tem como público-alvo as crianças do pré-escolar e 1º ciclo do ensino básico do concelho, dos estabelecimentos públicos e privados.

Na dramatização desta história, repleta de personagens conhecidas da pequenada (desde os Três Porquinhos à Velha da Cabaça, com as suas personalidades muito características), o Lobo Mau procura o Capuchinho Vermelho na noite de natal, mas, ao invés dela, depara-se com o Pai Natal. As crianças tomam então parte ativa na narrativa e são convidadas a participar na mesma e a decidir se o Lobo Mau merece um presente de natal. Reflete-se sobre o comportamento deste, o que fez de errado no conto do Capuchinho Vermelho e o que poderia mudar para agir de forma correta. Inerente está também uma introspeção, com o comportamento do Lobo a refletir algumas das atitudes do dia a dia, num convite aberto à aprendizagem sobre como ser uma pessoa melhor e viver positivamente em sociedade.

À semelhança das edições anteriores, realiza-se depois um ateliê, que este ano passa pela reciclagem de CD’s antigos, que vão ser transformados em bolas para árvores de natal, adornadas com tecidos e botões, que as crianças podem levar para casa.

Com doze edições consecutivas, a Oficina dos Sonhos apela à magia do natal como forma de transmissão de valores aos mais novos, uma via pedagógica divertida e enquadrada com a época festiva.

Oficina dos Sonhos 2017_1700

Distribuição de Pelouros na Câmara Municipal de Alcácer do Sal

31 outubro 2017


A primeira Reunião Ordinária da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, realizada no dia 26 de outubro, deu conhecimento de várias decisões do novo Presidente da Câmara. Decorrente dos resultados das últimas autárquicas, a distribuição de pelouros ficou assim estabelecida:

 

Presidente da Câmara Municipal, Vítor Proença: Coordenação Geral; Planeamento Estratégico e Urbanístico; Desenvolvimento Económico e Turismo; Cultura; Administração e Finanças; Projetos Municipais e Comunicação e Rede de Dados e Comunicações.

 

Vereadora Ana Luísa Soares: Obras Municipais e Administração Direta; Serviços Gerais e Urbanos; Espaços Verdes; Espaços Públicos; Higiene e Limpeza; Eletrificação, Iluminação Pública e Telecomunicações, Rede Viária e Ambiente (Águas e Saneamento).

 

Vereador Manuel Vítor de Jesus: Educação; Gestão Urbanística e Fiscalização; Licenciamentos, Mobilidade, Habitação e Centros Históricos, Assuntos Jurídicos, Proteção Civil e Gabinete Veterinário.

 

Vereador Nuno Pestana: Recursos Humanos; Saúde, Ação Social, Desporto e Movimento Associativo, Juventude, Cedência de viaturas a entidades e Feiras e Certames.

 

É também já conhecida a composição do Gabinete de Apoio à Presidência, constituída pela Chefe de Gabinete, Ana Isabel Martins Mendes (licenciada em Comunicação) e Adjunta, Ana Filipa Ribeiro Gonçalves. O Gabinete de Apoio aos Vereadores em Regime de Tempo Inteiro é constituído por José Manuel dos Mártires Balona e Susana Maria Quintas Semião.

 

A periodicidade das Reuniões de Câmara ficou também definida, sendo que estas se realizam às 2ªs e 4ªs quintas-feiras do mês.


Executivo Municipal 2017-2021 _ 400px.JPG

Presidente reeleito apresenta conjunto de compromissos para os primeiros 100 dias do mandato

Tomada de posse dos órgãos do Município de Alcácer realizou-se a 20 de outubro

24 outubro 2017


O reeleito presidente da Câmara Municipal de Alcácer do sal, Vítor Proença, apresentou um conjunto de compromissos para os primeiros 100 dias do mandato.

Durante o discurso de tomada de posse, que se realizou na sexta-feira (20 de outubro), no Auditório Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença anunciou um conjunto de nove propostas que o executivo pretende concretizar e que passam; pela instalação de uma rede wifi em vários pontos de Alcácer e Torrão, Praça Pedro Nunes, Pavilhão gimnodesportivo, Largo Luís de Camões, Largo dos Açougues, Praça Bernardim Ribeiro e Pavilhão Gracieta Baião, com o objetivo de proporcionar aos residentes e turistas maior amplitude no acesso à informação turística da região; iniciar a elaboração do projeto “Valorização dos Espaços na zona envolvente ao Castelo”, definindo propostas que tenham em conta o Centro Histórico, os seus acessos, os estudos de tráfego e circulação, as áreas e percursos de grande interesse cultural e turístico, assim como os condicionamentos que existem; abrir um concurso público para o interface de transportes, no valor de cerca de 1 milhão de euros, proporcionando novas infraestruturas, pavimentação e estacionamentos, numa vasta área que circunda a Praça de Touros e que vai da Associação de Regantes à avenida dos Aviadores.

Abrir um concurso público para o Parque de Feiras, no valor de 2 milhões de euros, transformando-o num Parque Urbano acolhedor de visitantes com valências novas com infraestruturas; reparar cinco habitações sociais do município no Bairro de S. João e abrir um concurso para atribuição das mesmas foram outras propostas anunciadas pelo presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal para os primeiros 100 dias do mandato, assim como a construção um novo talude na Rua João Bico, junto às escadinhas do lagar como mais um passo para embelezar a cidade; repor em navegação o galeão “Pinto Luísa” após profundíssima reparação, que vai custar mais de 100 mil euros dado o péssimo estado a que chegou e iniciar a reestruturação orgânica da Câmara Municipal, adequada às exigências do novo tempo e com maior exigência para todos, para um melhor serviço.

O autarca referiu ainda que vai solicitar um conjunto de encontros e reuniões prioritárias com a Secretaria de Estado da Administração Interna e com: os Comandos da GNR para solicitar reforço de efetivos, de modo a garantir mais segurança; com o Ministério da Educação, para insistir na necessidade de reforço de auxiliares nas escolas, na cedência do Lar de Estudantes e em obras na EB Bernardim Ribeiro; com o Ministério da Saúde, para reclamar o recrutamento urgente de mais 22 enfermeiros e um muito melhor funcionamento do HLA, a par da necessidade de mais médicos, enfermeiros e auxiliares de ação médica no Centro de Saúde e nas nossas extensões de saúde, que devem ter dignidade e melhores condições; com a Ministra da Justiça, para reclamar a devolução de competências para o Tribunal de Alcácer (que hoje pouco mais é do que nada); com a Infraestruturas de Portugal e com a Secretaria de Estado das Obras Públicas, para tratar da necessidade de novos investimentos rodoviários, particularmente o alargamento da EN253 (Alcácer/ Comporta), que deve ter bermas e no início das obras do IC1 que foram prometidas para março 2018; com vários investidores que apostam no concelho de Alcácer do Sal, assim como com várias associações e IPSS´s do município, algumas delas a necessitarem de apoio urgente da Segurança Social.


Presidente

Mérito Escolar reconhecido pelo Município de Alcácer do Sal

06 outubro 2017


Foi com orgulho que familiares, amigos, educadores e professores viram nesta noite de sexta-feira (6 de outubro) ser reconhecido o empenho e conquistas de dez alunos do concelho de Alcácer do Sal no 2º e 3º ciclos do Ensino Básico, Ensino Secundário e Ensino Profissional.

A cerimónia dos Prémios de Mérito Municipal Escolar, que encheu por completo o Salão Nobre dos Paços do Concelho, salientou e recompensou publicamente uma dezena de jovens que no ano letivo 2016/ 2017 tiveram uma excelente prestação escolar e que são, por isso, um exemplo para os seus colegas e uma fonte de inspiração. “Espero que continuem no caminho dos bons resultados, pois partilho da opinião de que a educação pode mudar o mundo”, referiu Vítor Proença, presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, que congratulou os alunos e lhes desejou muito sucesso.

Nesta noite foram entregues os Certificados de Mérito Municipal Escolar e correspondentes prémios a: Mariana dos Santos, Inês Monteiro e Inês Guerra (2º ciclo do ensino básico do Agrupamento de Escolas de Alcácer do Sal); Duarte Fava (2º ciclo do ensino básico do Agrupamento de Escolas do Torrão); Alice Correia e Rui Filipe (3º ciclo do ensino básico do Agrupamento de Escolas de Alcácer); Ana Carracha (3º ciclo do ensino básico do Agrupamento de Escolas do Torrão); Marcelo Arsénio (prémio de mérito cívico no 3º ciclo do ensino básico do Agrupamento de Escolas do Torrão, distinção recebida por Virgílio Silva, presidente da Junta de Freguesia do Torrão, dada a ausência de Marcelo por motivos de saúde); Ana Fortunato (ensino secundário, área das Artes Visuais); Maria Carolina da Silva (cursos profissionais).

O Município de Alcácer do Sal deseja a estes jovens muitos êxitos futuros e que consigam alcançar as metas a que se proponham.

 


» Veja as fotos deste evento aqui.

Salão Nobre

Câmara promoveu receção aos docentes e não-docentes do concelho

20 setembro 2017


A Câmara Municipal realizou na tarde de 20 de setembro, na Herdade da Barrosinha, a receção ao pessoal docente e não-docente do concelho de Alcácer do Sal, uma iniciativa que se repete e que pretende dar as boas-vindas aos professores das escolas, Universidades Seniores de Alcácer do Sal e do Torrão e auxiliares de educação.

No arranque de mais um ano letivo, 150 docentes e não-docentes marcaram presença no encontro. O Presidente da Câmara Municipal, Vítor Proença deu-lhes as boas-vindas e lembrou o seu papel no desenvolvimento educativo das crianças, jovens e atividades promovidas pelas Universidades Seniores.

Vítor Proença deu ainda a conhecer a recente candidatura da Câmara Municipal (já aprovada) para promover a igualdade no acesso ao ensino, melhorar o sucesso dos alunos e a qualidade e eficiência do sistema de educação. O Plano Municipal de Combate ao Insucesso Escolar no Concelho de Alcácer do Sal, cuja candidatura apresentada pela autarquia ao programa ALENTEJO’2020, foi agora aprovada.

Teresa Castro, presidente do Agrupamento de Escolas de Alcácer do Sal sublinhou a importância da receção para o acolhimento dos docentes e não-docentes, alguns colocados pela primeira vez em Alcácer. A mesma opinião tem Célia Sabino, subdiretora do Agrupamento de Escolas do Torrão, que realçou o evento como uma oportunidade para se conhecerem e trocarem ideias.

No final foram entregues as agendas aos docentes, uma oferta do Município.

Criança a pintar

Trabalhadores do município passam a ter mais três dias de férias

19 setembro 2017


O Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal e representantes do Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local - STAL, assinaram na segunda-feira (18 de setembro), no Auditório Municipal a alteração ao Acordo Coletivo de Entidade Empregadora Pública.

Esta alteração traduz-se no aumento para três dias úteis do período de férias do trabalhador por obtenção de menção positiva na avaliação do desempenho, ou sistema equiparado, referente ao ano anterior. O trabalhador tem direito a um período mínimo de férias de 22 dias úteis remunerados em cada ano civil. Com este acordo, os trabalhadores do Município passam a ter mais três dias úteis de férias. A outra cláusula a ser aditada ao Acordo Coletivo de Entidade Empregadora Pública (ACEEP) refere-se às dispensas, faltas justificadas e tolerâncias de ponto. “O trabalhador tem direito a dispensa do serviço no seu dia de aniversário, sem perda de remuneração. Os trabalhadores em regime de horário por turnos poderão optar pelo gozo do dia de aniversário no dia seguinte”. Aos trabalhadores que nasceram a 29 de fevereiro, e em ano comum, deverá ser concedida dispensa ao serviço no dia 1 de março.

Para além dos feriados obrigatórios e municipal, os trabalhadores têm direito a gozar tolerância de ponto na terça-feira de Carnaval.

O Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, considera de “extrema importância estas alterações, porque se tratam de mais um incentivo do Município aos valiosos trabalhadores”.

O acordo foi assinado após ter sido aprovado por unanimidade no órgão executivo municipal.

plenário de funcionários

FUNDADOR DA AMCOR DÁ NOME A RUA EM ALCÁCER DO SAL

13 setembro 2017


O empresário Hervé Joseph Matias, atual diretor da Amcor Flexibles Neocoel – Embalagens Unipessoal, Lda – AF Lisboa, vai dar o nome a uma rua na Zona Industrial Ligeira de Alcácer do Sal, onde se encontra localizada a empresa com 55 trabalhadores. A atribuição do topónimo foi proposto em colaboração com a União das Freguesias de Alcácer do Sal, tendo sido aprovado pelo executivo da Câmara Municipal de Alcácer durante a Reunião de Câmara no dia 3 de agosto.

Hervé Joseph Matias, em 1996, envolveu-se com três amigos e sócios num projeto que viria a tornar-se o mais importante da sua vida – a Leaderpack – Embalagens Flexíveis, Lda. O projeto concretizou-se em Alcácer do Sal, em 1997. Além da criação de postos de trabalho diretos, a empresa beneficia indiretamente outros postos de trabalho, o comércio local e as várias instituições locais, de solidariedade social, escolas e grupos desportivos, onde se destaca o recente apoio na reabilitação do Centro Cultural dos Bairros S. João e Olival Queimado.Hervé Matias assume a liderança da empresa desde 2005 e, por sua influência pessoal, outras empresas procuraram Alcácer do Sal para instalar novas indústrias e criar novos postos de trabalho.

A Câmara Municipal de Alcácer do Sal e a União das Freguesias reconhecem, assim, o trabalho de Hervé Joseph Matias e o papel da sua empresa na revitalização da economia do concelho e na criação de postos de trabalho com a atribuição a uma rua do nome do empresário, que vai assistir à cerimónia de descerramento da placa no próximo dia 20 de setembro, às 11h00.

ZIL Alcácer

Câmara Municipal oferece cadernos de atividades aos alunos do 1º ciclo do Ensino Básico

12 setembro 2017


A Câmara Municipal de Alcácer do Sal oferece a todos os alunos do 1.º ciclo do Ensino Básico do concelho os cadernos de atividades. A entrega vai ser feita pelo Executivo Municipal entre os dias 13 e 15 de setembro. O universo abrangido pela oferta será de cerca de 389 alunos, o que representa um custo para o município de 12.034.96 euros. 

No que diz respeito à educação pré-escolar, vão funcionar as Escolas Básicas de Palma, Casebres, Olival Queimado, Comporta, n.º 1 (Telheiros), n.º 2 (Pedro Nunes), bem como o Centro Escolar deoTorrão e Centro de Educação Pré-Escolar de Alcácer do Sal que, neste momento, tem a funcionar cinco salas com 106 crianças, de idades compreendidas entre os 3 e os 6 anos. O Centro de Educação Pré-Escolar tem, no total, oito salas com capacidade para 200 crianças e neste momento integra toda a educação pré-escolar existente no concelho, com exceção das localidades da Comporta e do Torrão. Das escolas acima referidas, três têm refeitórios escolares da responsabilidade da Câmara Municipal - a saber a Escola n.º 1 (Telheiros), Centro Escolar da Comporta e Centro de Educação Pré-Escolar de Alcácer do Sal-, que servirão neste ano letivo aproximadamente 285 refeições diárias. De acordo com a Câmara Municipal, estima-se ainda que sejam cerca de 400 os alunos transportados, com um custo para a autarquia de 321.429,20 euros.

crianças na escola - 400px - Cópia.JPG

Novos Embaixadores do Alentejo/ Ribatejo apresentados na Pousada do Castelo de Alcácer

12 setembro 2017


A Pousada D. Afonso II, no Castelo de Alcácer do Sal, acolhe no dia 16 de setembro a apresentação à imprensa dos novos embaixadores do Alentejo/Ribatejo, selecionados pela Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, um evento que conta com o apoio da Câmara Municipal de Alcácer.

Agendada para as 18h30, a iniciativa contempla um espaço aberto aos jornalistas para entrevistas e fotografias e inclui uma prova gastronómica, da qual fazem parte os vinhos da adega da Herdade da Barrosinha. À noite, as figuras públicas desfrutarão de um momento musical a cargo do alcacerense Fábio Veríssimo, receberão os seus Diplomas de Embaixadores das mãos do presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, Ceia da Silva e o presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, entregar-lhes-á uma lembrança simbólica.

Os próximos embaixadores do Alentejo/Ribatejo são: a  cantora Áurea, a fadista Raquel Tavares, os atores Ruy de Carvalho, Eunice Muñoz e Sara Matos e a jornalista Ana Sofia Cardoso. Em comum,  têm o facto de terem nascido nesta região ou serem apaixonados pela mesma, considerando-a um dos destinos mais atrativos e genuínos para passar férias, visitar, gozar alguns dias de descanso ou até mesmo viver momentos marcantes das suas vidas. Com a nomeação destas figuras conhecidas do grande público enquanto embaixadores do Alentejo/Ribatejo, a ERT pretende alavancar a promoção da região enquanto destino turístico de excelência.

Os novos embaixadores vão chegar a Alcácer do Sal logo no dia 15 de setembro e aqui permanecerão até dia 17. Ao longo destes três dias, vão ter a oportunidade de jantar na Torre (Comporta), visitar o cais palafítico da Carrasqueira, visitar e provar vinhos da adega da Comporta, almoçar num restaurante da cidade e efetuar um passeio de barco no Sado, a partir de Troia.

Pousada D. Afonso II

Aprovada candidatura comunitária de combate ao insucesso escolar no município de Alcácer do Sal

07 setembro 2017


Promover a igualdade no acesso ao ensino, melhorar o sucesso dos alunos e a qualidade e eficiência do sistema de educação são os objetivos do Plano Municipal de Combate ao Insucesso Escolar no Concelho de Alcácer do Sal, cuja candidatura apresentada pela Câmara Municipal ao programa ALENTEJO’2020 foi agora aprovada.

Com um custo total estimado em 597.006,30 euros, o Programa Municipal vai ser cofinanciado em 85% no âmbito do Eixo 2 (“Ensino e Qualificação do Capital Humano”), Prioridade 10.1 do Programa Operacional Regional do Alentejo [ALENTEJO’2020], Aviso nºALT20-66-2016-28. Com a aprovação desta candidatura, estão cobertas despesas como, por exemplo, o custo do combustível das deslocações de alunos e a organização de eventos (como jornadas de educação e seminários) ao longo de três anos, ficando o Município com mais verba disponível para outros fins.

Aprovado em Assembleia Municipal a 29 de junho do corrente ano, o Plano Municipal de Combate ao Insucesso Escolar corresponde a uma iniciativa do Município de Alcácer do Sal com vista a promover a melhoria do sucesso educativo e a redução do abandono escolar no concelho, num esforço coletivo que inclui o envolvimento ativo de outros agentes, em especial os Agrupamentos de Escolas de Alcácer do Sal e do Torrão. Esta operação será materializada através de um conjunto de atividades complementares, entre as quais: Programa de Desenvolvimento Extracurricular para o 1.º Ciclo, Centro de Recursos e Atividades Pedagógicas, promoção da atividade física e do desenvolvimento motor no pré-escolar, promoção do livro e da leitura, Programa de Apoios Específicos de Suporte às Aprendizagens e promoção do valor social e económico da Educação. 

Criança a pintar

Concurso para a construção da ETAR da Comporta publicado em DR

ETAR da Comporta um passo mais próxima

17 agosto 2017


O concurso público da empreitada de conceção-construção da ETAR da Comporta foi publicado em Diário da República no dia 9 de agosto, dando resposta a um dos anseios da população, da Câmara Municipal de Alcácer do Sal e da Junta de Freguesia da Comporta.

Tendo como adjudicante a AgdA – Águas Públicas do Alentejo, S.A, a empreitada, orçada em 1.350.000,00 euros e com o prazo de execução de um ano (ao qual acresce mais um ano para a fase de arranque da instalação), servirá uma população de 2500 habitantes equivalentes em época alta.

A empresa Águas Públicas do Alentejo e a Câmara Municipal de Alcácer do Sal valorizam esta obra futura, vencidas que foram várias etapas: localizações, terrenos, declarações de impacto ambiental.

A Estação de Tratamento de Águas Residuais da Comporta vai ficar localizada a sul da EN253, fora da linha de vista da estrada nacional e da povoação da Comporta e enquadrada na paisagem natural. O seu princípio de funcionamento será baseado em sistema de lamas ativadas em regime sequencial e disporá de tratamento da fase gasosa, para evitar quaisquer odores na zona. O efluente tratado terá como destino final a infiltração no solo, evitando qualquer descarga para o sensível meio recetor constituído pelo estuário do Sado e, em particular, pelo sapal da Carrasqueira e do Esteiro Novo. A ETAR disporá ainda de um sistema de receção e tratamento para efluentes transportados por limpa-fossas e fará a reutilização de águas tratadas que, através de um tratamento específico, serão utilizadas como água de serviço.

Numa segunda fase, o sistema de águas residuais da Comporta avançará com o lançamento do concurso público para a construção da Estação e Condutas Elevatórias, que receberão as águas residuais drenadas pela rede de coletores urbanos da Comporta e as conduzirão para a ETAR.


ETAR norte

Câmara Municipal de Alcácer do Sal vence ação judicial contra EDP

EDP condenada a pagar indemnização ao Município

16 agosto 2017


Reclamando os cidadãos um cada vez maior rigor na gestão dos bens do domínio público, o que se projeta numa maior exigência sobre responsáveis e/ou decisores políticos, a Câmara Municipal de Alcácer do Sal, tendo tomado conhecimento que, pelo menos desde o ano de 2008, a EDP Distribuição S.A, enquanto concessionária da rede de baixa tensão do Município, estava a usufruir de uma receita indevida pela disponibilização dos apoios a diversos operadores de telecomunicações, intentou uma ação judicial contra esta empresa reclamando o pagamento de uma indemnização.

Constituído um tribunal arbitral, presidido pelo Professor Doutor Paz Ferreira, foi a EDP Distribuição S.A. condenada a pagar ao município de Alcácer do Sal 50% de toda a receita que auferiu desde o ano de 2008 ao ano de 2017, e ainda ficou investida no direito a auferir a receita que a referida empresa receber descontada dos custos que em concreto tiver.

Esta decisão, inédita no panorama nacional, abala todo o sector e promove uma maior responsabilidade dos concedentes enquanto entidades a quem o património público é atribuído para gestão. Com certeza outros municípios, tomando conhecimento da ação de Alcácer do Sal, irão agora intentar ações similares.

Segundo Vítor Proença, presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, assinala-se “o ato de coragem do Município, numa ação que teve as suas exigências e que parecia ser um ato perdido, dado que o Município enfrentou um gigante”.

Logótipo CMAS.jpg

Presidente da Câmara volta a pedir obras na EN253 entre Alcácer e a Comporta

Autarca envia carta ao Presidente e ao Secretário de Estado da Infraestruturas de Portugal

01 agosto 2017


O Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, enviou hoje (1 de agosto) uma carta ao Presidente da Infraestruturas de Portugal, com conhecimento ao Secretário de Estado das Infraestruturas, a solicitar, mais uma vez, uma intervenção estrutural na EN253 entre Alcácer do Sal e a Comporta. O autarca já tinha solicitado as obras naquela via, onde na noite de dia 29 de julho ocorreu mais um acidente, provocando um morto e dois feridos graves.

Na carta, Vítor Proença volta a solicitar à Infraestruturas de Portugal “uma intervenção estrutural naquela estrada, já que a mesma tem uma procura enormíssima no acesso às praias da Comporta, Soltróia, Carvalhal, Pego, Brejos da Carregueira, entre outras”. O Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal lembra o Presidente e o Secretário de Estado da Infraestruturas de Portugal que é “urgente alargar a plataforma do perfil transversal, construir bermas, retirando muitas raízes de árvores”, reforçando que “com frequência ocorrem acidentes e despistes, dada a enormíssima procura na circulação rodoviária quer de pesados, quer de ligeiros”.

“Hoje a Comporta constitui um valor enorme para a economia portuguesa, com uma procura externa crescente  particularmente oriunda de França e Espanha e, de forma evidente, oriunda da região de Setúbal e da Área Metropolitana de Lisboa, que prefere vir para as praias através da A2 e do IC1”, refere ainda o autarca que aproveitou a oportunidade para solicitar igualmente uma intervenção na EN261 (Comporta - Troia), junto à aldeia da Comporta, onde há falta de segurança nos estacionamentos e no acesso à praia.


Comporta

CÂMARA MUNICIPAL SOLICITA INTERVENÇÃO A ENTIDADES COMPETENTES PARA REDUZIR POPULAÇÃO DE MOSCAS

26 julho 2017


A Câmara Municipal de Alcácer do Sal, preocupada com as várias reclamações sobre o aumento da população de moscas no concelho, solicitou a intervenção das entidades competentes para determinar a fonte do problema e apurar soluções.

Numa saída conjunta de técnicos da Unidade de Saúde de Alcácer do Sal com profissionais da autarquia do Ambiente e Sanidade Animal, apurou-se que a situação poderá estar relacionada com práticas agrícolas intensivas na zona, que poderão utilizar lamas e/ou estrumes para fertilizar os solos. Recolhidos alguns insetos como amostras, foram enviados para o Centro de Estudos de Vetores e Doenças Infeciosas (CEVDI) do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, que determinou tratar-se da vulgar mosca doméstica.

Por forma a garantir que não há riscos para a saúde pública, para a qualidade do ambiente e evitar incómodo para as populações residentes, o município de Alcácer do Sal pediu a intervenção das entidades competentes na fiscalização das explorações agrícolas da zona no que respeita às práticas de fertilização de solos, através de ofício enviado à CCDR – Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo, à APA – Agência Portuguesa do Ambiente, Alentejo e à DRAP - Direção Regional de Agricultura e Pescas do Alentejo.

A nível de recomendações de saúde, Tamara Prokopenko, Delegada de Saúde Adjunta do USP Alentejo Litoral - núcleo Alcácer do Sal refere que deverá reforçar-se a impenetrabilidade dos edifícios (redes mosquiteiras nas janelas e reposteiros flexíveis nas portas de entrada, entre outros) e as boas práticas de gestão dos resíduos e higiene (utilização de contentores com tampa acionada por pedal, mantendo os mesmos fechados quando não utilizados e assegurar que todos os recipientes de lixo estão hermeticamente fechados); deverá remover-se frequentemente do edifício os resíduos, sobretudo os alimentares; acondicionar os alimentos no frio em recipientes adequados e tapados; reforçar a higiene dos materiais e equipamentos (mesas, bancadas, pavimentos, etc) para remover sujidade orgânica; limpar os restos de comida e derramamentos de líquidos de alimentos na cozinha; remover as fezes dos animais de estimação e as moscas mortas, que atraem outras pragas.

Arrozal

INSCRIÇÕES PARA O XXI GRANDE PRÉMIO DA PÁSCOA EM ATLETISMO

ATÉ DIA 12 DE ABRIL 2017

22 março 2017


O desporto volta a estar em destaque na sexta-feira santa: dia 14 de abril, pelas 10h, realiza-se a 21ª edição do Grande Prémio da Páscoa em Atletismo, que vai ter início na pista de atletismo do Estádio Municipal de Alcácer do Sal e meta na margem sul, junto ao skateparque, contemplando as modalidades de corrida (10 km) e caminhada (4,5 km).

As inscrições decorrem até às 17h de 12 de abril e têm um custo de 2 euros para a caminhada, 3 euros para a corrida e são gratuitas para crianças com idades até aos 6 anos inclusive. As inscrições podem ser feitas através do sitewww.acorrer.pt, nogabinete do setor de Desporto no Pavilhão Gimnodesportivo Municipal de Alcácer do Sal, Piscina Municipal Coberta de Alcácer, Piscina Municipal Convertível do Torrão e juntas de freguesia do concelho. O levantamento dos dorsais deve realizar-seaté ao dia antecedente à prova no Pavilhão Gimnodesportivo de Alcácer e Piscina Convertível do Torrão, e no dia da prova no Estádio Municipal.

Na corrida, há prémios para os três primeiros lugares masculinos e femininos dos escalões sub23 (até aos 23 anos), elites (dos 24 aos 34 anos), veteranos A (dos 35 aos 49 anos) e veteranos B (mais de 50 anos). Há ainda um prémio especial para o 1º, 2º e 3º classificados masculinos e femininos residentes no concelho. Na caminhada, à semelhança das edições anteriores, não há classificação.

O XXI Grande Prémio da Páscoa é promovido pela Câmara Municipal de Alcácer do Sal, tendo como parceirosa União das Freguesias de Alcácer do Sal (Santa Maria do Castelo e Santiago) e Santa Susana,Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Alcácer do Sal e Montemor-o-Novo,Corpo Nacional de Escutas – Agrupamento 844 de Alcácer do Sal, Veteranos FC de Alcácer, Bombeiros Mistos de Alcácer do Sal, BTT Team Cegonhas do Sado, XarramAdventure, Alcácer Trilhos & Aventura TT e Barbot.

 

 

» Percurso disponível em:

https://www.facebook.com/CMAlcacerdosal/photos/a.232112623465607.70022.232055850137951/1489511497725707/?type=3&theater

 

» Ficha de inscrição para download aqui

foto por definição

4 escolas do concelho de Alcácer do Sal precisam do seu voto

Alunos gravam telediscos para incentivar os adultos a comer de forma mais saudável. A competição decorre até 10 de março.

13 fevereiro 2017


A APCOI - Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil apresentou os vídeos, apelidados de “Hinos da Fruta”, criados pelos 53.399 alunos de todos os distritos do país que participam este ano letivo na 6ª edição do projeto «Heróis da Fruta - Lanche Escolar Saudável». Nesta divertida competição nacional, da qual a Câmara Municipal de Alcácer do Sal é parceira, as crianças partilham a cantar as lições que aprenderam ao longo do projeto sobre a importância dos hábitos saudáveis e convidam os adultos para votar no “Hino da Fruta” da turma ou da escola.

A votação já está aberta a todo o público e decorre até às 23h59 do dia 10 de março no site www.heroisdafruta.com e vai apurar 80 hinos finalistas: os três mais votados, bem como o mais partilhado de cada distrito ou região autónoma.

Mário Silva, presidente e fundador da APCOI e mentor do projeto "Heróis da Fruta - Lanche Escolar Saudável" lembra que “cada voto em qualquer hino da fruta reverte como donativo para a «Missão 1 Quilo de Ajuda», um fundo social que permite à APCOI distribuir gratuitamente cabazes semanais nas escolas para apoiar a inclusão de fruta no lanche escolar dos alunos mais carenciados do país”. Mário Silva acrescenta ainda que “todas as pessoas que votarem nos hinos da fruta ficarão também habilitadas a ganhar fantásticos prémios. São mais de mil experiências à escolha para parques aquáticos, zoológicos, museus, aquários, centros de ciência viva e parques de diversões. Além disso, há um super prémio: uma viagem de sonho aos Açores”.

 


Lista dos 4 vídeos das escolas participantes do concelho de Alcácer do Sal:

Centro Escolar da Comporta - Sala 1, Sala 2

EB1 de Torrão - Agrupamento de Escolas de Torrão - Sala 1, 1º Ano, 2º e 3º Ano, 4º Ano

Centro Pré Escolar de Alcácer do Sal - Sala Vermelha, Sala Laranja, Sala Azul, Sala Arco-Íris, Sala Verde

Escola Básica Pedro Nunes - 1º Ano, 2º Ano, 2º Ano, 4º Ano

 


Sobre o Projeto «Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável»

Depois do sucesso das edições anteriores que envolveram no total 236.227 alunos, no ano letivo 2016/2017 participam no projeto «Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável» 53.399 alunos, de 2.665 turmas, de 900 jardins de infância e escolas básicas do 1º ciclo de todos os distritos do país, incluindo as regiões autónomas da Madeira e dos Açores. «Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável» é atualmente o maior programa gratuito de educação para a saúde de âmbito nacional, com uma das maiores taxas de sucesso de sempre em reeducação alimentar infantil em Portugal: está estatisticamente comprovado que a aplicação do modelo pedagógico dos «Heróis da Fruta» aumenta em, pelo menos, 42% o consumo de fruta diário das crianças que nele participam. Além do incentivo ao consumo de fruta nas quantidades recomendadas pela OMS (Organização Mundial de Saúde), o projeto leva também às crianças lições importantes sobre alimentação saudável, higiene oral, atividade física, economia e poupança, respeito pelo ambiente e bem-estar emocional que as ajudam a crescer saudáveis, ativas e felizes.

Site oficial do projeto «Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável»: www.heroisdafruta.com

Heróis da fruta

Museu Pedro Nunes, um museu voltado para o Mundo

16 janeiro 2017


As obras de requalificação do Museu Pedro Nunes arrancam brevemente. A assinatura do Ato de Consignação da Obra do Museu Municipal entre a autarquia e a empresa IN SITU realizou-se esta tarde (16 de janeiro) no Salão Nobre dos Paços do Concelho. Na assistência, para além do executivo municipal, esteve também António Balona, presidente da Assembleia Municipal, os presidentes da União das Freguesias de Alcácer e da Junta de Freguesia do Torrão, técnicos da autarquia envolvidos no projeto e representantes das empresas que vão efetuar a obra e a musealização numa fase posterior.

A obra era uma antiga ambição de Alcácer do Sal, desejada há muito tempo. O Presidente da Câmara Municipal, Vítor Proença, satisfeito com a concretização deste projeto, disse mesmo que, “do ponto de vista afetivo, esta obra do Museu Pedro Nunes tem um grande significado” para si. Também Marisol Ferreira, responsável pelo Serviço de Arqueologia da autarquia, disse que “ o ato de consignação da obra significa muito para toda a equipa da arqueologia, uma história que começou há mais de 10 anos com as escavações”. A responsável agradeceu ao presidente e a todo o executivo por terem acredito neste projeto e na equipa. Emocionado também, o arquiteto da Câmara Municipal, Mário Conceição falou da importância da recuperação do antigo museu encerrado há 10 anos para a população de Alcácer do Sal.

O Museu Municipal Pedro Nunes vai tornar-se num espaço adequado às suas funções, sem desvirtuar o que outrora foi a Igreja do Espírito Santo, edifício classificado como património de interesse público. Esta obra, há muito reclamada pelos alcacerenses, vai agora ser uma realidade com um investimento elegível de 775.140,38euros a que corresponde uma comparticipação do FEDER de 658.869,32euros, valor referente nesta fase à obra construtiva. Segue-se, após conclusão para breve, a intervenção de conteúdos museológicos que vai elevar toda a operação para cerca de 1,5 milhões de euros, valor global de toda a intervenção do novo Museu.

Numa outra fase, vai arrancar a museografia para ser dada ênfase ao rio Sado como espaço determinante na origem e desenvolvimento deste núcleo urbano e o seu papel decisivo nos contactos comerciais com o mediterrâneo. Neste sentido, vai ser exposto um conjunto de peças demonstrativas das diferentes épocas de ocupação que refletem a importância dos contactos comerciais facilitados pelo rio Sado, desde a Idade do Ferro até à Época Moderna, sendo dado destaque ao matemático Pedro Nunes, também designado por Petrus Nonius - o salaciense, inventor do nónio e fundador da navegação teórica que mudou a forma como os descobridores portugueses percorriam o mundo.

Para informação complementar do espólio exposto e do guia da exposição, vai ser realizado um making-off do museu, destinado a contextualizar a exposição, apresentando Alcácer do Sal como cidade portuária onde circulavam também homens e ideias, e o rio Sado como determinante na chegada e partida de produtos, encruzilhada de povos oriundos do Mediterrâneo.

No âmbito museológico, pretende-se também apresentar outras aplicações interativas que facilitem o processo de transmissão do conhecimento, potenciando a experiência do visitante e permitindo que o utilizador seja envolvido no contexto e se sinta parte da história exibida. Através do recurso a ecrãs interativos, smartphone e sistema de QRcodes a tablets, os visitantes destes espaços podem obter mais informação sobre as obras e peças em exibição, tornando-se também elementos ativos, tornando a “viagem” à exposição mais criativa e cativante. 

Museu Municipal Pedro Nunes

Candidatura apresentada pelo Município a investimentos comunitários foi aprovada

Corredor Ciclável do Forno da Cal

11 janeiro 2017


O município de Alcácer do Sal viu aprovada mais uma candidatura no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano Sustentável de Alcácer do Sal.

Depois da aprovação do projeto de construção do Corredor Ciclável da Quintinha, em execução e com um investimento elegível de 98.432,87 euros a que corresponde um apoio de verbas comunitárias (FEDER) de 83.667,94 euros, foi aprovado no dia 4 de janeiro o projeto que vai concretizar o Corredor Ciclável do Forno da Cal, com um investimento elegível de 21.899,18 euros a que corresponde um FEDER de 18.614,30 euros. As obras visam a promoção da mobilidade urbana sustentável e a "viabilização de deslocações de natureza quotidiana dos bairros periféricos - Bairro da Quintinha e Bairro do Forno da Cal - com a zona ribeirinha/ centro histórico da cidade, potenciando também uma utilização mais intensa do corredor ciclável já existente na zona ribeirinha poente".

Outro projeto que o Município de Alcácer do Sal candidatou e já obteve financiamento assegurado é a requalificação do Museu Pedro Nunes num espaço museológico adequado às suas funções. A consignação da empreitada realiza-se no próximo dia 16 de janeiro. A obra visa tornar o Museu Municipal Pedro Nunes um espaço adequado às suas funções, sem desvirtuar o que outrora foi a Igreja do Espírito Santo, edifício classificado como património de interesse público. Esta obra, há muito reclamada pelos alcacerenses, vai agora ser uma realidade com um investimento elegível de 775.140,38 euros, a que corresponde uma comparticipação do FEDER de 658.869,32 euros.

Encontram-se submetidas mais duas candidaturas que aguardam a deliberação quanto à sua aprovação: a iluminação cénica do património histórico do concelho de Alcácer do Sal (cujo investimento elegível é de 138.692,85 euros) e a Reabilitação da Escola Básica n.º1 de Alcácer do Sal – Escola dos Telheiros (com o investimento elegível de 1.265.907,44 euros). Ambas as operações têm enquadramento no Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial do Litoral Alentejo.

De bicicleta pela margem sul

Negócios e Turismo florescem em Alcácer do Sal

Segundo o INE

10 janeiro 2017


O concelho de Alcácer do Sal recebeu, entre novembro de 2015 e outubro de 2016, a criação de 50 novas empresas, a maioria no setor terciário, associadas à hotelaria e restauração. Segue-se o setor primário (agricultura e pecuária) e, residualmente, o setor secundário, associado à construção civil, metalomecânica e confeção de roupa com uma dimensão familiar.

Os dados, divulgados recentemente pelo INE – Instituto Nacional de Estatística, indicam ainda que, destas 50 empresas, cinco são sociedades anónimas, 19 sociedades unipessoais e as restantes são sociedades por quotas.

Relativamente ao comércio internacional em 2015, e apesar de os valores no concelho não atingirem os 25 milhões de euros de exportações e as importações serem de pouco mais de 5 milhões de euros, a balança comercial teve uma taxa de variação muito superior ao registado na NUT III, que corresponde ao Alentejo Litoral.

No que se refere ao Turismo, em 2015 as dormidas no concelho mostraram-se proporcionais ao número de estabelecimentos hoteleiros, cujo peso do município na NUT III é de quase 8%. Estes números prendem-se com a capacidade de resposta à procura, que se traduz em 10 estabelecimentos hoteleiros no concelho, que perfazem uma capacidade de alojamento de 897 camas. O número de dormidas situou-se nas 45.978, num total de 19.376 hóspedes, gerando proveitos positivos na ordem dos 2.231 milhões euros.

O concelho de Alcácer do Sal afirma-se, assim, pela crescente aposta na área dos negócios e do turismo, a ter em consideração quando se reflete sobre o futuro.

fábrica

As mortes voltaram ao IC1

28 dezembro 2016


O Município de Alcácer do Sal apresenta as mais sentidas condolências aos familiares dos dois jovens falecidos no brutal acidente de 27/12/2016 em pleno IC1, no Bairro das Amoreiras, concelho de Grândola. Deseja igualmente um pleno restabelecimento ao outro ocupante da viatura que se despistou.

A Câmara Municipal de Alcácer do Sal volta a reclamar a urgente reparação do IC1 entre Alcácer do Sal e Grândola, renovando a sua total incompreensão pelo facto do atual Governo não conseguir encontrar solução para a reparação que todos exigem.

Exige-se uma intervenção vigorosa do Primeiro-Ministro, já que aquela estrada é um perigo constante para a vida das pessoas, numa reparação que já devia ter sido feita há, pelo menos, seis anos.

ic1- em mau estado

CRIANÇAS DO CONCELHO TORNAM-SE “HERÓIS DA FRUTA”

17 novembro 2016


279 crianças do concelho (149 do pré-escolar e 130 do 1º ciclo do ensino básico) estão a participar no projeto “Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável”, uma iniciativa de intervenção educativa de âmbito nacional promovida pela APCOI – Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil e coordenada no concelho pela Câmara Municipal de Alcácer do Sal enquanto interlocutora entre os professores e a APCOI.

Dirigido a crianças até aos 10 anos de idade, o projeto “Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável” pretende: incentivar as crianças a ingerirem fruta todos os dias; dar a conhecer a importância da fruta na alimentação e na manutenção da saúde; encorajar as crianças a orgulharem-se de praticar uma alimentação saudável e variada; despertar a comunidade em geral para os benefícios da adoção de pequenas mudanças saudáveis nos hábitos diários.

Ao longo do ano letivo, a iniciativa desenvolve-se em três etapas: a primeira, com a duração de 12 semanas, visa motivar as crianças, que ganham diariamente estrelas no "Quadro de Mérito" da sala de aula, como recompensa pela ingestão de fruta. Os professores têm também à sua disposição centenas atividades facultativas, que incluem fichas de trabalho, jogos pedagógicos e muitos outros conteúdos divertidos para transmitir aos mais pequenos todos os passos para se tornarem verdadeiros "Heróis da Fruta". Nas semanas seguintes entra-se na segunda etapa, que visa mobilizar os encarregados de educação e na qual a motivação é reforçada com uma competição nacional, que utiliza a música como veículo para levar as lições do projeto até casa, convidando os adultos a ver, ouvir e votar no "Hino da Fruta" criado em conjunto pelos alunos da turma ou da escola. No final do programa (terceira etapa), há diplomas oficiais que conferem o direito de usar o título de "Herói da Fruta", com o compromisso adicional de continuar a comer fruta todos os dias, na escola e em casa.  Os melhores "Hinos da Fruta" do ano são escolhidos pelo júri e recebem na sua escola a visita das mascotes do projeto, com um espetáculo interativo intitulado "A Super Festa dos Heróis da Fruta". 

Heróis da fruta

Novos achados na villa romana de Santa Catarina de Sítimos

15 novembro 2016


O Gabinete de Arqueologia da Câmara Municipal de Alcácer do Sal encontrou hoje (15 de novembro) uma das extremidades da piscina romana identificada em Santa Catarina de Sítimos, o que permite conhecer as suas reais dimensões (20 metros de comprimento x 8,30 metros de largura).

Devido à proximidade das obras de remodelação da rede de águas de Santa Catarina destas estruturas, o Gabinete de Arqueologia da Câmara Municipal efetuou uma sondagem no local onde vai passar uma das novas condutas, que colocou a descoberto uma das extremidades da natatio. “Esta piscina confirma a importância da eventual villa romana existente neste local”, referiu Rita Balona, arqueóloga do gabinete.

Identificada em 2007, a piscina romana apresenta-se, de acordo com o Gabinete de Arqueologia, em bom estado de conservação face a outros achados semelhantes encontrados em vários locais do país e da região. 

Villa de Santa Catarina de Sitimos

Crianças do concelho de Alcácer do Sal tentam salvar o Pai Natal

11ª edição da Oficina dos Sonhos

28 outubro 2016


O conto “O Rapto do Pai Natal”, de L. Frank Baum, é o ponto de partida da 11ª edição da Oficina dos Sonhos, a animação de natal levada a cabo pela Câmara Municipal de Alcácer do Sal através da Oficina da Criança e da Biblioteca Municipal.

A ter lugar na Santa Casa da Misericórdia de Alcácer de 14 de novembro a 7 de dezembro, entre as 9h30 e as 12h30 (mediante marcação prévia junto da Biblioteca), a iniciativa vai contar com a participação de cerca de 650 crianças do pré-escolar e 1º ciclo do ensino básico do concelho.

A proposta da 11ª Oficina dos Sonhos consiste na dramatização do conto “O Rapto do Pai Natal”, publicado pelo norte-americano L. Frank Baum, autor da conhecida aventura da literatura infanto-juvenil “O Feiticeiro de Oz”. As crianças vão ser transportadas para o ambiente da história e tornar-se atores ativos, que interagem e participam na encenação, na qual vão aprender uma valiosa lição sobre valores morais que, muitas vezes, se confrontam com os “monstros da montanha”: o egoísmo, a inveja, o ódio, a maldade e o arrependimento. São estes monstros que vão raptar o Pai Natal para impedi-lo de distribuir os presentes e os mais novos vão tentar salvá-lo. No final da dramatização realiza-se um ateliê de expressão plástica, no qual as crianças criarão o seu próprio monstrinho para levar para casa.

A Oficina dos Sonhos realiza-se há uma década e tem conquistado crianças, professores e educadores que, anualmente, embarcam nesta aventura de espírito natalício.

foto por definição

Câmara Municipal apoia produtores de arroz do concelho

21 outubro 2016


O Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, acompanhado por três representantes da Aparroz - Agrupamento de Produtores de Arroz do Vale do Sado, reuniu ontem (20 de outubro) com o Secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Luís Vieira.

Durante o encontro foram colocadas várias questões que preocupam o setor, nomeadamente a necessidade de valorização do arroz de origem portuguesa, em particular nas variedades do arroz carolino e do arroz agulha, já que os consumidores estão a ser prejudicados com o arroz importado de países extra comunitários. A reunião destinou-se igualmente a abordar a necessidade da diminuição do custo da água oriunda da barragem de Alqueva e fornecida pela EDIA, com um valor cinco vezes mais caro do que a água fornecida pela Associação de Regantes. Em anos de seca, os produtores de arroz tem de recorrer à água oriunda do Alqueva. Recorde-se que a cultura do arroz usa 12 a 15 mil litros de água por hectare.

Na reunião foi também abordado o custo dos fatores de produção, entre os quais sementes, adubos e fitofármacos que são vendidos em Portugal pelas multinacionais cerca de 40% mais caros do que em Espanha ou Itália, provocando custos de produtos muito elevados. A Aparroz propôs a utilização de um mecanismo de importação paralela, de modo a obrigar as multinacionais a baixarem os fatores de produção.

Esta reunião vem no seguimento de outras já efetuados com membros do Governo para minimizar alguns dos problemas dos produtores de arroz de Alcácer do Sal.

Arroz

Mérito Escolar de dez alunos do concelho reconhecido pela CMAS

05 outubro 2016


Dez alunos do concelho viram ontem à noite (4 de outubro) o seu percurso escolar reconhecido pelo Município na cerimónia de Prémios de Mérito Escolar Municipal, que teve lugar no Salão Nobre dos Paços do Concelho e que celebrou o seu empenho e conquistas, destacando-os como referência para os seus colegas.

“Em muitos pontos do mundo, as crianças não têm oportunidade de frequentar a escola, nem têm as mesmas condições de acesso aos estudos. Estes alunos agarraram a sua oportunidade, trabalharam arduamente e estão de parabéns por tudo o que alcançaram”, referiu o presidente da Câmara Municipal de Alcácer, Vítor Proença, na cerimónia. O autarca salientou ainda o apoio fundamental dos pais no trajeto escolar destes jovens e o trabalho dos professores e educadores.

A par do presidente da Câmara Municipal, estiveram presentes na entrega dos Prémios de Mérito Escolar Municipal os vereadores Manuel Vítor de Jesus, Ana Soares e Nuno Pestana; o presidente da Assembleia Municipal, António Balona; o presidente da Junta de Freguesia do Torrão, Virgílio Silva; o diretor do Agrupamento de Escolas do Torrão, Jorge Magarreiro; professores, familiares e amigos dos jovens distinguidos.

Os alunos do concelho que no ano letivo 2015/ 2016 se destacaram com uma excelente prestação escolar e que, por isso, receberam uma oferta simbólica, um cheque de apoio aos estudos e um Diploma de Mérito Escolar Municipal foram: Leonor Pereira, Ana Lopes e Irina Sombreireiro (2º ciclo do ensino básico do Agrupamento de Escolas de Alcácer do Sal); Vanessa Galego (2º ciclo do ensino básico do Agrupamento de Escolas do Torrão); Beatriz Pereira, Pedro Candeias e Madalena Batista (3º ciclo do ensino básico do Agrupamento de Escolas de Alcácer do Sal); Margarida Costa (3º ciclo do ensino básico do Agrupamento de Escolas do Torrão); José Marques (ensino secundário - prémio entregue ao seu irmão em sua representação); Duarte Tavares (ensino secundário profissional).

A Câmara Municipal de Alcácer do Sal congratula estes alunos e faz votos de um excelente percurso escolar, pessoal e profissional.

Prémios de Mérito Escolar Municipal 2016

Centro de Educação Pré-Escolar de Alcácer inaugurado a 14 de setembro

Uma escola para todos com qualidade

15 setembro 2016


Alcácer do Sal e o país contam desde ontem (14 de setembro) com um novo Centro de Educação Pré-Escolar com capacidade para 200 crianças, num investimento de mais de 900 mil euros.

A remodelação e ampliação de uma antiga escola do primeiro ciclo e ensino pré-escolar, localizada no bairro do Morgadinho, permitiu criar o novo centro educativo, que conta com oito salas, o dobro do que tinha antes. Cada sala tem cerca de 49 metros quadrados e cada conjunto de duas salas conta com um espaço de expressão plástica, vestiário e casas de banho, três delas com chuveiro. A nova escola conta ainda com um novo edifício, que alberga o refeitório e a cozinha, ginásio, uma sala polivalente, uma biblioteca, uma sala de informática e ainda uma sala de professores. Ao ar livre, o novo estabelecimento escolar conta com alpendres, espaços ajardinados, uma caixa de areia e uma zona de pavimento sintético com vários elementos didáticos que vai ficar acessível a todas as crianças, após uma intervenção. A obra de requalificação incluiu ainda uma intervenção na cobertura e a ampliação e requalificação de espaços exteriores. As crianças dos três aos cinco anos passam agora a ter um estabelecimento dedicado.

O novo centro pré-escolar de Alcácer do Sal, que representou um investimento total de 906 mil euros, com comparticipação em 85% pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), vai receber este ano 113 alunos do concelho, divididos em cinco turmas, que contam com o apoio de cinco educadoras, cinco assistentes operacionais e duas assistentes técnicas.

O Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, referiu após o descerramento da placa que marca a data da inauguração que, "hoje em dia, ganhar uma escola nova em Portugal é quase um milagre” e anunciou que “a par desta escola, a Câmara Municipal está já a trabalhar no projeto de remodelação completa da Escola Básica do Primeiro Ciclo dos Telheiros, uma obra que vai custar mais de um milhão de euros, estando ainda prevista a requalificação da Oficina da Criança".

Na inauguração, que contou com a presença de pais, família e das crianças, esteve Teresa Carvalho, a Presidente do Agrupamento de escolas de Alcácer do Sal, que realçou a importância da nova escola afirmando mesmo que, “se durante anos se pensava que a passagem pelo pré-escolar era uma possibilidade apenas acessível a uma certa classe média informada, hoje assume-se que o direito a uma educação pré-escolar é para todas as crianças”. O Presidente da CCDR Alentejo e da Autoridade de Gestão do Inalentejo e Alentejo 2020, Roberto Grilo, elogiou o trabalho feito pelo Executivo para que o Centro de Educação Pré-Escolar fosse uma realidade, felicitando o Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, pelo “particular envolvimento na ação determinante do município a que preside neste processo”. “Não é um milagre. Foi a sua resiliência, a sua capacidade de acreditar em nome deste povo e deste concelho”, disse Roberto Grilo.

Centro de Educação Pré-Escolar - Inauguração

CMAS volta a oferecer manuais e cadernos de atividades

05 setembro 2016


A Câmara Municipal de Alcácer do Sal volta a oferecer manuais escolares aos alunos do primeiro ciclo do concelho, um investimento que se mantém sendo a educação uma das prioridades do executivo municipal. Este ano, como o Ministério da Educação apenas oferece os manuais escolares aos alunos do 1º ano, a Câmara Municipal vai oferecer a estes alunos  o caderno de atividades necessário ao seu trabalho diário.

Aos alunos do 2º, 3º e 4º anos, a Câmara Municipal oferece os manuais escolares e os cadernos de atividades, à semelhança dos anos letivos anteriores.

O universo de alunos abrangidos pela oferta dos manuais e cadernos de atividades será de cerca de 425 alunos, o que representa um custo para o município de 24.293,62 € (vinte e quatro mil duzentos e noventa e três euros e sessenta e dois cêntimos).

A Câmara Municipal, tal como nos anos anteriores, irá também oferecer aos alunos do 1º ciclo do ensino básico vales para aquisição de material escolar, destinados aos alunos posicionados nos escalões A e B da ação social escolar, no valor de 40,00 € no escalão A e 20,00 € no escalão B.

Irá também oferecer às crianças do ensino pré-escolar vales para aquisição de material escolar, destinados aos alunos posicionados nos escalões A e B da ação social escolar, no valor de 20,00 € no escalão A e 10,00 € no escalão B.

Crianças na escola

Inscrições para Universidade Sénior abrem a 1 de setembro

23 agosto 2016


As inscrições para o ano letivo 2016/ 2017 da Universidade Sénior de Alcácer do Sal decorrem de 1 a 16 de setembro.


Os interessados em inscrever-se na qualidade de alunos poderão dirigir-se ao Gabinete de Ação Social, no edifício dos serviços técnicos da Câmara Municipal (Abegoaria), e proceder à respetiva inscrição. À semelhança do ano letivo anterior, estão previstas as disciplinas de Inglês I e II, Informática I e II, Fundamentos de Astronomia, Biologia, Expressão Plástica, Lavores, Língua Portuguesa I e II, Literatura, Coro, História do Século XX, Yoga, entre outras.


Estão também abertas inscrições para professores voluntários que queiram colaborar, quer para disciplinas anuais, quer para aulas pontuais ou workshops que queiram dinamizar.


» Ficha de inscrição disponível aqui.

Logótipo Universidade Sénior de Alcácer

Rede Local Intervenção Social desempenha funções em Alcácer do Sal

Rede Local Intervenção Social desempenha funções em Alcácer do Sal

02 agosto 2016

A equipa de profissionais da RLIS (Rede Local de Intervenção Social) / SAAS (Serviço de Atendimento e Acompanhamento Social) retomou as suas funções no dia 1 de agosto com atendimento e acompanhamento social no concelho de Alcácer do Sal. Nesse sentido a equipa desloca-se à cidade de Alcácer do Sal todas as terças e quintas-feiras entre as 10h00 e as 13h00 e entre as 14h00 e as 17h00, com atendimento no edifício da Junta de Freguesia de Santiago. A equipa é constituída por três técnicas, Mara Pereira, psicóloga responsável pela coordenação do projeto; Cláudia Chora, Socióloga e Paula Tobias, Assistente Social. Na Freguesia da Comporta, o atendimento é feito no edifício da Junta de Freguesia, todas as (terceiras) quartas-feiras de cada mês, entre as 14h00 e as 17h00 e na Freguesia do Torrão, as técnicas do projeto que visa a prevenção e a resolução de problemas sociais , vão estar no edifício da Junta de Freguesia, todas as (segundas) quintas-feiras do mês, entre as 14h00 e as 17h00. O atendimento será efetuado consoante marcação.

foto por definição

Câmara lança concurso público para requalificação do Museu Pedro Nunes

28 julho 2016

O Museu Municipal Pedro Nunes, instalado no edifício centenário da Igreja do Espírito Santo, vai ser alvo de um investimento de requalificação de 800 mil euros, que inclui um novo projeto museológico. 

A abertura/ lançamento do procedimento por concurso público para a execução por empreitada da requalificação do museu foi aprovada por unanimidade na reunião de Câmara de 28 de julho, onde foi também aprovada a nomeação do júri do procedimento. A intervenção prevê o acondicionamento das estruturas arqueológicas, trabalhos para a conservação e manutenção do edifício, a reposição do pavimento original em tijoleira de barro e a introdução de espaços e infraestruturas para o funcionamento do museu.

O lançamento do concurso público para esta empreitada representa para o Presidente da Câmara Municipal, Vítor Proença, o cumprimento de “um antigo objetivo” do município, além de acrescentar “mais oferta turística, histórica, património e conhecimento ao concelho”. Após a requalificação do edifício, a conclusão das componentes museográfica e museológica deverá completar o projeto, prevendo o autarca que o investimento total no Museu Pedro Nunes atinja “cerca de 800 mil euros”, uma obra comparticipada com fundos comunitários.

Museu Municipal Pedro Nunes

Novo Sistema Intercetor de Alcácer do Sal contribui para despoluir o rio Sado

14 julho 2016


O novo Sistema Intercetor de Alcácer do Sal foi esta manhã (14 de julho) inaugurado, numa cerimónia que contou com as presenças de Carlos Martins, Secretário de Estado do Ambiente, Vítor Proença, presidente da Câmara Municipal de Alcácer e Joaquim Marques Ferreira, presidente do Conselho de Administração da Águas Públicas do Alentejo.

A obra, da Águas Públicas do Alentejo e executada pela empresa Tomás de Oliveira S.A, vai permitir transportar os efluentes da parte baixa da cidade (que representa 60 por cento do total) para a Estação de Tratamento de Águas Residuais, no Pinhal do Concelho, inaugurada em abril deste ano.

Para Vítor Proença, Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, o novo Sistema Intercetor constitui um “investimento fundamental para a cidade”, sendo uma “significativa alegria assinalar a sua inauguração”. “Trata-se de um sistema extraordinariamente complexo e que está concretizado, a par da construção do novo sistema de captação de água da Ameira 2, que aumentou o volume de água captada fornecida às populações”, explicou.

O Sistema Intercetor tem início na Estação Elevatória1 (EE1), localizada atrás do antigo quartel dos Bombeiros, e segue junto ao rio até à EE3, no final da Avenida João Soares Branco, que tem por função elevar os efluentes para a ETAR de Alcácer. A meio da marginal foi construída a Estação Elevatória2, que conduz para a EE3 os efluentes drenados pelos coletores da avenida. A empreitada incluiu a construção de três estações elevatórias, uma conduta gravítica com 500 metros e condutas elevatórias.

“Pela sua localização, as estações elevatórias tiveram cuidados especiais na sua construção: estão dotadas de sistema de desodorização e têm em conta um efeito mínimo de ruído”, explicou Marques Ferreira, Presidente do Conselho de Administração da AgdA – Águas Públicas do Alentejo. “O Sistema Intercetor irá contribuir para uma aproximação da população ao rio que, a partir de hoje, terá uma menor carga poluente e irá registar uma melhoria significativa da qualidade da água”, prosseguiu, deixando ainda um agradecimento a “residentes, utentes e comerciantes que, durante o período da obra, foram de alguma forma perturbados”, acreditando que “a geração futura vai agradecer o investimento e o esforço”. O Secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, subscreveu estas declarações, salientando que, “num momento de recursos escassos, deve-se potenciá-los para o desenvolvimento das gerações futuras”, afirmando ainda “depositar a maior confiança de que esta obra seja um fator decisivo para se ter um ambiente melhor”.

Com o investimento realizado em Alcácer do Sal, só em saneamento, no valor de 4.2 milhões de euros (2.4 milhões de euros para a ETAR e 1.8 milhões para o Sistema Intercetor), é assegurado o adequado tratamento das águas residuais geradas na cidade.

O Presidente da Câmara Municipal, Vítor Proença, aproveitou a cerimónia de inauguração para informar de novas opções municipais que o Executivo Camarário tem desenvolvido nos dois últimos anos, particularmente a construção da nova ETAR de Rio de Moinhos, os projetos de construção de duas novas ETAR’s (Bairros da Quintinha e Forno da Cal), bem como o início, para breve, das obras dos novos sistemas de abastecimento de águas em Santa Catarina e no Batão, e o novo sistema de saneamento da Calçada da Fonte Nova, em Alcácer do Sal.

Inauguração do Sistema Intercetor de Alcácer

Festival Sabores do Sado traz milhares à margem sul de Alcácer

Festival Sabores do Sado traz milhares à margem sul de Alcácer

11 julho 2016


Milhares de pessoas passaram pela margem sul de Alcácer do Sal entre 8 e 10 de julho, data em que se realizou mais uma edição do Festival Sabores do Sado, com muita música, artesanato, animação, tasquinhas do movimento associativo local e deliciosos petiscos com sabor a rio, entre os quais o famoso camarão do Sado.

A iniciativa, organizada pela União das Freguesias de Alcácer do Sal (Santa Maria do Castelo e Santiago) e Santa Susana com o apoio da Câmara Municipal, teve como ponto alto a noite de sábado (9 de julho), em que se realizou a tradicional eucaristia na Igreja de Santa Maria do Castelo, seguida de romaria até ao cais da Ribeira Velha, onde a imagem da Santa foi depositada no galeão do sal “Pinto Luísa” e partiu em procissão pelo rio, juntamente com as embarcações engalanadas que quiseram prestar a sua homenagem e pedir a bênção da santa. A romaria e a procissão tiveram o acompanhamento musical da banda da Sociedade Filarmónica Progresso Matos Galamba.

Como cabeças de cartaz nesta edição, destaque para a dupla romântica Ricardo e Henrique, para os irmãos mais famosos do quizomba “Némanus” e ainda para a cantora Bruna, que subiu a palco após a estrondosa vitória da equipa de futebol portuguesa em França, jogo que foi transmitido na margem sul em ecrã gigante.

 

Veja as fotografias do evento aqui: https://www.facebook.com/CMAlcacerdosal/photos/?tab=album&album_id=1244183735591819

Romaria no Festival Sabores do Sado

XXVI Feira do Turismo e das Atividades Económicas com milhares de visitantes

PIMEL 2016 – ALCÁCER DO SAL - TERRA FÉRTIL

27 junho 2016

O concerto do cantor e compositor Nelson Freitas encerrou ontem (26 de junho), com grande enchente de público, a PIMEL - XXVI Feira do Turismo e das Atividades Económicas de Alcácer do Sal, organizada pela Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Associação de Agricultores de Alcácer e Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Alcácer do Sal e Montemor-o-Novo. 

Desde sexta-feira, dia 24 de junho, Feriado Municipal, foram várias as iniciativas e momentos que marcaram a edição deste ano da feira. A inauguração, que contou com a presença da apresentadora Bárbara Guimarães e do ator Jorge Corrula (embaixadores do Alentejo), que estiveram em Alcácer a convite do Presidente da Câmara Municipal, Vítor Proença, foi um dos momentos altos na divulgação do certame e dos produtos endógenos da região. A presença do Ministro da Economia, Prof. Manuel Caldeira Cabral e do Secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches, na sexta-feira (24 de junho), foi outro momento marcante da feira. O Ministro, acompanhado pelo presidente da Câmara e restante executivo, presidente da Assembleia Municipal e presidentes de junta do concelho, visitaram os expositores, onde os setores agroalimentar, vinícola, florestal, turístico  e agrícola marcaram forte presença. O ministro gostou do que viu, referindo que “a PIMEL é uma montra do melhor que se produz neste concelho com grande potencial económico e dinamismo”, adiantando que “o turismo tem de ser desconcentrado e Alcácer do Sal tem um grande potencial devido ao seu património histórico”. A agricultura esteve em ano com grande representação na PIMEL. Foi isso mesmo que comprovou o Ministro da Economia, após uma visita aos expositores e máquinas agrícolas. Manuel Caldeira Cabral agradeceu ao Presidente da Câmara Municipal o convite e despediu-se da PIMEL com grande satisfação pela forma como foi recebido e pelo que viu. 

Para o Presidente da Câmara Municipal, que destacou a importância de todos os trabalhadores na organização do certame, “ a PIMEL deste ano  foi marcada pela mensagem «Alcácer do Sal – Terra Fértil» para mostrar a importância do concelho na produção agroalimentar, procurado por muitas empresas para aqui se instalarem”. Vítor Proença realçou ainda o modelo de organização da feira deste ano (organizada em conjunto com a Associação de Agricultores e Caixa de Crédito Agrícola). O Presidente da Câmara Municipal frisou que a PIMEL tornou-se mais forte e abrangente”

A programação da PIMEL 2016 teve no sábado outro momento marcante e que muitos não vão esquecer: o concerto de Mariza, que contou com vários convidados (Jorge Fernando, Fábia Rebordão e Artur Batalha), trouxe a Alcácer do Sal milhares de visitantes que encheram por completo o recinto da feira para ver um espetáculo único de uma das mais consagradas artistas do panorama musical nacional e internacional.

Durante a PIMEL – XXVI Feira do Turismo e das Atividades Económicas realizaram-se ainda três concursos. O primeiro foi o concurso de mel, que teve 41 méis participantes repartidos por três modalidades e cujos vencedores foram João Vacas Pinto (mel de rosmaninho), Jorge Ribeiro Filipe (mel multifloral) e António Caldeira Silvério (mel do concelho de Alcácer e Melhor Mel da PIMEL 2016). A segunda entrega de prémios correspondeu ao X Concurso de Petiscos “Sabores da nossa Terra”, que teve como vencedores os “miminhos de orelha de porco preto”, do Alcácer do Sal FC Veteranos (1º lugar), as “sardinhas velhas”, do Café Sado (2º lugar) e as “amêijoas à Candeia”, da Candeia dos Açougues (3º lugar). Realizou-se ainda a 26ª edição do Concurso de Doçaria, cujos vencedores foram Maria dos Anjos Leitão (modalidade mel e/ ou pinhão) com as suas pinhoadas , Genoveva Jerónimo (modalidade de doces conventuais e Melhor Doce da PIMEL 2016) com “encharcada”, e Aldegundes Freitas (modalidade livre) com as suas queijadas de requeijão.

Durante os três dias do certame realizaram-se várias atividades desportivas, com destaque para a passagem pelo Skate Parque do circuito nacional de BMX Freestyle e aulas de aeróbica e fitness. No espaço infantil, os ateliês da arqueologia voltaram a ser um dos pontos de grande animação por parte dos mais pequenos, assim como a tenda Kidzania. Os visitantes tiveram também a ter oportunidade de fazer batismos a cavalo e passeios de charrete. 

A cozinha ao vivo com o Chef João Pais, da Herdade da Barrosinha, foi outra das iniciativas da PIMEL e contou com a presença de vários convidados de Alcácer do Sal, caso do Chef João Emídio e Maria Falcão, figura emblemática de Alcácer.Os apreciadores da festa brava assistiram a uma corrida de toiros, na Praça João Branco Núncio, que contou com os cavaleiros Luís Rouxinol, João Moura Jr., Telles Bastos e os Forcados Amadores de Montemor, que lidaram seis toiros da ganadaria Passanha, enquanto os amantes da arte equestre puderam assistir a uma gala do Mestre Valença.

No âmbito da programação musical , a Orquestra Ligeira do Exército subiu a palco na primeira noite e revelou a sua excelente qualidade numa impressionante interpretação de temas bem conhecidos do grande público. 


» Veja as fotos da PIMEL 2016 clicando nos links mais abaixo:

- 1º dia, 24 de junho

- 2º dia, 25 de junho

- 3º dia, 26 de junho


pimel 2016

Presidente da Câmara reuniu com Ministra da Justiça

Questões relacionadas com o Tribunal de Alcácer do Sal esclarecidas

14 junho 2016

O Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença foi recebido diia 14 de junho pela Ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, na sua qualidade de Presidente da Câmara Municipal e Presidente da Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral (CIMAL). A reunião destinou-se a solicitar à Ministra a devolução de competências para o Tribunal de Alcácer, esvaziado de todas as competências pelo anterior Governo PSD/CDS que o transformou numa secção de proximidade. 

A Ministra da Justiça disse ao Presidente da Câmara Municipal, Vítor Proença, que o Tribunal de Alcácer do Sal virá a ter novas competências, passando a acolher a prática de atos judiciais (julgamentos e inquirições). Segundo os critérios apresentados pela Ministra da Justiça ao autarca, estes atos judiciais far-se-ão sentir, sobretudo, nos segmentos de menores e família e criminal, evitando em determinadas circunstâncias deslocações para fora do Município.

A Ministra manifestou igualmente disponibilidade para que o Tribunal de Alcácer do Sal receba alguns julgamentos, introduzindo-se uma norma de obrigatoriedade de realização de julgamentos no concelho em que foram praticados os atos, nomeadamente para crimes puníveis com pena de prisão não superior a cinco anos. A Ministra da Justiça informou ainda o autarca de que estas medidas podem entrar em vigor a partir de 1 de janeiro de 2017. 

O Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal considera que “está a fazer-se justiça a Alcácer do Sal, pois o Tribunal voltará a ter julgamentos, deixando de ser uma secção de proximidade, que pouco mais era do que um Tribunal encerrado”.

Tribunal

Câmara Municipal envolve entidades locais na organização da PIMEL

PIMEL 2016, de 24 a 26 de junho

07 junho 2016

A XXVI Feira do Turismo e das Atividades Económicas – PIMEL 2016 conta nesta edição com a coorganização da Caixa de Crédito Agrícola de Alcácer do Sal e da Associação dos Agricultores de Alcácer. As duas entidades sediadas no concelho aceitaram o repto do Presidente da Câmara Municipal, Vítor Proença para, em conjunto com o Município, serem parceiros na organização da feira. 

Durante a conferência de imprensa da PIMEL 2016, realizada no dia 6 de junho num restaurante da cidade, que contou com a presença dos vereadores Ana Soares (responsável pelo setor das obras) e Nuno Pestana (coordenador da feira), de Carlos Bicha da Silva (Presidente do Conselho de Administração da Caixa de Crédito Agrícola de Alcácer do Sal e Montemor-o-Novo) e de Francisco Vacas (Presidente da Associação dos Agricultores de Alcácer do Sal), as duas instituições que, respetivamente, comemoram este ano 100 e 40 anos de existência, explicaram os motivos que os levaram a aceitar o desafio para tornar a PIMEL uma feira ainda mais competitiva e com mais ofertas. 

A Feira do Turismo e das Atividades Económicas começa dia 24 de junho (feriado municipal), às 11h00 e termina no domingo, dia 26. A componente económica e agrícola vai estar este ano fortemente representada com uma área de exposição de bovinos, ovinos e caprinos renovada e “muito agradável de se visitar”, anunciou Francisco Vacas, satisfeito com a adesão do setor agrícola local e nacional à PIMEL. “O Presidente da Câmara privilegiou este ano o setor agrícola, que vem dar resposta aos agricultores da região interessados em ter acesso às últimas novidades do setor”, acrescentou Francisco Vacas. Este ano o espaço da PIMEL vai contar igualmente com uma exposição de máquinas agrícolas, com várias empresas nacionais representadas, e no Pavilhão Gracieta Baião o setor vai estar também muito participado por empresas locais relacionadas com o setor agrícola. 

“Alcácer do Sal – Terra Fértil” é o tema da PIMEL 2016 que vai contar com uma programação diversificada e com artistas de renome nacional e internacional. A fadista Mariza vai trazer ao palco da PIMEL alguns convidados e apresentar em Alcácer do Sal um concerto diferente do alinhamento do da sua digressão mundial. Mariza vai trazer uma jovem fadista apadrinhada por si e por Jorge Fernando, a jovem Fábia Rebordão e o fadista Artur Batalha, conhecido como o “Príncipe do Fado”, que vai interpretar com a artista o tema “Promete, Jura”, gravado pelos dois e apenas interpretado uma vez ao vivo.  A presença de Mariza em Alcácer  vem na sequência de um pedido feito pelo Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal a Francisco Tudella, da Herdade de Vale Sabroso, amigo da fadista que, após o repto do autarca, desenvolveu todos os esforços para que a mesma atuasse na PIMEL. Na conferência de imprensa, o Presidente da Câmara, Vítor Proença agradeceu ao empresário o esforço e a dedicação.“Esperamos um grande concerto em Alcácer do Sal, certamente uma das maiores enchentes de público”, disse o autarca. 

Os visitantes da PIMEL vão ter ainda oportunidade de assistir ao espetáculo da Orquestra Ligeira do Exército, à Gala Equestre do Mestre Valença com a fadista Teresa Tapadas e Bailado Clássico, animação de rua e ao concerto de Nelson Freitas. A tourada realiza-se este ano à noite, a partir das 22h00 de 24 de junho, na Praça de Touros João Branco Núncio. O cartel já está fechado, integrando-o o cavaleiro Luís Rouxinol, que esteve na conferência de imprensa da feira, e os forcados de Montemor-o-Novo. O restante cartel é constituído pelos cavaleiros João Moura Júnior e Manuel Ribeiro e os Toiros Passanha. A programação da PIMEL vai dar igualmente um grande enfoque ao movimento associativo local, à gastronomia - com a cozinha ao vivo-, à doçaria, mel e petiscos.

A abertura oficial da Feira realiza-se a 24 de junho, Dia do Município e dia da Caixa de Crédito Agrícola, entidade que foi no dia 3 de junho agraciada com a Medalha de Ouro de Mérito Municipal, pelo seu centésimo aniversário. Carlos Bicha agradeceu à Câmara Municipal o reconhecimento e reforçou a importância, a responsabilidade e o orgulho da entidade bancária em coorganizar a PIME,L que tem como patrocinadores ANRITA, Tintas Barbot, Águas Públicas do Alentejo, Turismo do Alentejo e Ribatejo, Super Bock e Delta Cafés. 

Pimel 2016

Câmara Municipal entregou a Medalha de Ouro de Mérito Municipal à Caixa de Crédito Agrícola de Alcácer do Sal

06 junho 2016


A Câmara Municipal de Alcácer do Sal atribuiu a Medalha de Ouro de Mérito Municipal à Caixa de Crédito Agrícola de Alcácer do Sal e Montemor-o-Novo pelo seu centésimo aniversário.

A entrega da mais alta distinção do Município de Alcácer realizou-se na passada sexta-feira, dia 3 de junho, na Pousada D. Afonso II com a presença de vários dirigentes da entidade bancária, nomeadamente Luís Santa Marta, Presidente da Mesa da Assembleia-Geral da Caixa de Crédito Agrícola de Alcácer do Sal e Montemor-o-Novo; Carlos Bicha da Silva, Presidente do Conselho de Administração da Caixa de Crédito Agrícola de Alcácer do Sal e Montemor-o-Novo; Manuel Soares, Presidente da Assembleia-Geral da Federação Nacional das Caixas de Crédito Agrícola; Licínio Pina, Presidente do Conselho de Administração da Caixa Central de Crédito Agrícola e do Grupo Crédito Agrícola. Na cerimónia estiveram também Carlos Courelas, Presidente do Conselho-Geral e de Supervisão da Caixa Central de Crédito Agrícola; João Marques, vice-presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo e o Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, o anfitrião da cerimónia.

O Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal entregou a Medalha de Ouro de Mérito a Carlos Bicha da Silva, reforçando a importância da instituição bancária como “um motor de desenvolvimento local através da relação de proximidade com os clientes, contribuindo para dar resposta às suas ambições e projetos financeiros tendo, ainda durante estes 100 anos de existência, contribuído de forma determinante para o engrandecimento do concelho de Alcácer do Sal”. A autarquia lembra ainda que a Caixa de Crédito Agrícola apoia os “agricultores, criadores de gado e festividades promovidas por associações locais, contribuindo para o desenvolvimento das atividades, criação de postos de trabalho e dinamização da economia; apoia atividades desportivas, culturais, feiras, instituições sem fins lucrativos, entre outros, tendo sido parceira do Município na realização da PIMEL, através das ofertas dos concursos promovidos nesse âmbito”.

A assistir à cerimónia estiveram cerca de uma centena de pessoas, associadas à entidade bancária, ao setor agrícola e industrial. Os vereadores Manuel Vítor de Jesus, Ana Soares e Nuno Pestana assistiram igualmente à cerimónia, assim como o Presidente da Assembleia Municipal de Alcácer do Sal, António Balona que, na qualidade de Presidente da Associação dos Bombeiros Mistos de Alcácer do Sal, recebeu um apoio financeiro para os Bombeiros de Alcácer atribuídos pela Caixa de Crédito Agrícola, que teve o mesmo gesto para com os Bombeiros de Montemor. Na cerimónia marcaram também presença os Presidentes da União das Freguesias de Alcácer do Sal, Comporta, São Martinho e Torrão.

No final da cerimónia realizou-se um momento musical com a participação dos artistas alcacerenses Maria Mirra e Hugo Morais e de um Grupo Coral de Montemor-o-Novo.

A Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Alcácer do Sal foi fundada a 3 de junho de 1916, e viu aprovados os seus estatutos por alvará publicado nos Paços do Governo da República pelo então Presidente da República Portuguesa, Dr. Bernardino Machado. 


» Veja as fotografias desta cerimónia aqui.

Caixa de Crédito Agrícola recebe medalha

Programação do Festival com espetáculos para todas as faixas etárias e gostos teatrais

2º edição do Encontros – Festival de Teatro de Alcácer de 13 de maio a 10 de junho com a participação de 7 companhias de teatro

04 maio 2016


A 2ª edição do Encontros- Festival de Teatro de Alcácer do Sal começa no dia 13 de maio, com o espetáculo de Pedro Tochas, e prolonga-se até 10 de junho. Durante praticamente um mês, vão passar pelo Auditório Municipal de Alcácer, Biblioteca Municipal e Praça Pedro Nunes vários espetáculos de companhias de teatro e atores bem conhecidos do público, naquela que é a segunda iniciativa do género organizada pela Câmara Municipal de Alcácer do Sal e pela Água Ardente – Produções teatrais.

A apresentação do Encontros realizou-se ontem (3 de maio) numa conferência de imprensa onde marcaram presença, para além do Presidente da Câmara Municipal, Vítor Proença e do diretor artístico do Festival, Olavo Nóbrega, também os atores Pedro Górgia - que vai participar no Festival de Teatro com a organização do “Ateliê Me: Minha Vida Dava um Filme” - e Ricardo Peres, da companhia “Os Irmãos Machado”, que vai estar em Alcácer com um espetáculo de comédia e malabarismo “radical” no dia 27 de maio.

O Presidente da Câmara Municipal, Vítor Proença realçou a importância deste festival para a formação de novos públicos em Alcácer do Sal, reafirmando que “a programação deste ano do Encontros é abrangente e vão existir espetáculos para todas as faixas etárias e vários gostos teatrais”. É o caso do espetáculo do conhecido ator Pedro Tochas, do espetáculo Barba Azul do “Teatro Marionetas do Porto” (destinado ao público infantil), da presença em palco de “Os Irmãos Machado”, do Teatro de Animação de Setúbal e do espetáculo de comédia “Absolutamente Fabulosos”, com os atores Luís Aleluia, Noémia Costa e Joana Figueira”, bem conhecidos da série da RTP1 “Beirais”. O público vai ter ainda oportunidade de participar no ateliê organizado pelo ator Pedro Górgia , conhecido do público pela sua participação em várias telenovelas, e vai poder assistir ao espetáculo “Pele.. Memórias” ,do Projeto Marca d’ Água e PensarTeatro, encenado pelo diretor artístico do Festival, Olavo Nóbrega.

"A cultura, a par do desenvolvimento económico do concelho e do turismo, são algumas das prioridades da Câmara Municipal", disse ainda o Presidente da Câmara Municipal de Alcácer que deixou já garantias de continuidade da terceira edição do Festival, que poderá mesmo tornar-se internacional e, certamente, irá ter uma extensão em Lisboa, com uma parceria do Teatro do Bairro. 

Olavo Nóbrega agradeceu o apoio da autarquia na realização da 2ª edição do Encontros, destacando a qualidade da programação com uma atenção especial para o público mais jovem. “Queremos captar o interesse da população mais nova e acredito que a programação deste ano tem todas as componentes para agradar todos os gostos e faixas etárias”, disse o diretor artístico do festival. 

Também o ator Ricardo Peres, de “Os Irmãos Machado”, destacou a qualidade da programação do Encontros e falou do espetáculo que vai apresentar no Auditório Municipal, no dia 27 de maio. “Trata-se de uma comédia de intervenção com algum improviso e com a participação do público”, explicou o ator, realçando também o apoio da Câmara Municipal de Alcácer do Sal na realização do Festival de Teatro, acrescentando que “há coisas a acontecer fora das grandes cidades e há que aproveitar estas iniciativas para descentralizar o teatro e formar novos públicos”. O ator Pedro Górgia reafirmou a importância do Encontros para o dinamismo cultural do concelho. "Encontros é a palavra certa, porque vamos ter oportunidade de fazer partilhas do que gostamos com os outros”, salientou. 

À semelhança do ano passado, as entradas são pagas, com o custo de 5 euros para o bilhete normal e 20 euros para o acesso a todos os espetáculos que vão ter como palco o Auditório Municipal, a Biblioteca Municipal e depois, no último dia (10 de junho), a Praça Pedro Nunes, com o espetáculo de rua dos “PIA – PROJETOS DE INTERVENÇÃO ARTÍSTICA”.

 

Encontros 2016

Câmara comemorou 500 anos do Foral Manuelino de Alcácer

02 maio 2016


As celebrações dos 500 anos da atribuição do Foral Manuelino a Alcácer do Sal tiveram o ponto alto no sábado, dia 30 de abril, com uma palestra sobre o foral pela historiadora Maria Teresa Lopes Pereira, iniciativa que se realizou na Igreja de Nossa Senhora de Aracoelli, seguida de sonoridades medievais e renascentistas pelo grupo musical "Ensemble Carmin'Antiqua". 

Foi um dia para os participantes nas iniciativas ficarem a conhecer melhor a história da cidade, as estações arqueológicas do Castelo e a Cripta Arqueológica de Alcácer do Sal, no subsolo da Pousada D. Afonso II. 

Ainda no âmbito das comemorações, foi inaugurada uma exposição sobre a época quinhentista na Pousada D. Afonso II, onde está patente "uma cópia do Foral Manuelino do século XVII", uma vez que o documento original, datado de 1516,"estará desaparecido", segundo Marisol Ferreira, responsável pelo setor de arqueologia da Câmara Municipal . A não perder esta exposição, patente até dia 30 de maio.

500 anos do Foral1

Polidesportivo na Carrasqueira inaugurado dia 1 de maio

28 abril 2016


O novo campo polidesportivo da Carrasqueira vai ser inaugurado no dia 1 de maio, às 15h00, pelo Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença e pela Presidente da Junta de Freguesia da Comporta, Maria José Martins.

Antes, às 14h45, vai ser assinado o Contrato de Comodato entre o Município de Alcácer do Sal e a Freguesia da Comporta para a cedência da antiga Escola Primária da Carrasqueira que a Junta de Freguesia já está a utilizar no apoio às associações locais.

A construção do polidesportivo da Carrasqueira resultou de uma candidatura da Junta de Freguesia da Comporta, com o apoio da Câmara Municipal de Alcácer, ao Eixo 4 do PROMAR (Desenvolvimento Sustentável das Zonas da Pesca). A Câmara Municipal contribuiu para a construção do equipamento desportivo com a verba não comparticipada da candidatura e finalizou a obra com o lançamento de uma empreitada para o fornecimento e assentamento da vedação, pintura do pavimento no recinto desportivo e respetivas marcações no campo de jogos, assim como no fornecimento e montagem das balizas e aplicação de rede no valor de cerca de 47 mil euros. Para que a candidatura fosse possível, a Câmara Municipal aprovou igualmente a cedência do terreno à Junta de Freguesia para a localização do equipamento.

Segundo Vítor Proença, Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, “o polidesportivo da Carrasqueira vem colmatar uma carência grande para a juventude, uma vez que não existia na aldeia nenhum equipamento do género”. Também a Presidente da Junta de Freguesia da Comporta, Maria José Martins refere que “existe na freguesia apenas um campo de futebol inativo e sem condições”, acrescentando que “o novo equipamento pretende incrementar as atividades desportivas e culturais na freguesia, envolvendo toda a comunidade da Carrasqueira”.

O dia 1 de maio vai ser de festa na Carrasqueira. Após a inauguração do Polidesportivo realiza-se um jogo de futsal Carrasqueira vs Comporta, seguido de um baile popular e churrasco no espaço da festa.

Campo polidesportivo da Carrasqueira.JPG

5ª Volta do Rastreio do Cancro da Mama no concelho de Alcácer do Sal

20 abril 2016


O programa de Rastreio do Cancro da Mama, da Liga Portuguesa Contra o Cancro, regressa ao concelho de Alcácer do Sal nos meses de maio e junho, com uma novidade este ano: um horário contínuo de segunda a sexta-feira, entre as 8h e as 18h30, com as colaboradoras sempre disponíveis na Unidade para receberem as convidadas.

O rastreio, que vai na sua 5ª volta e que conta com o apoio da Câmara Municipal de Alcácer do Sal e juntas de freguesia do concelho, arranca dia 2 de maio junto à Escola Bernardim Ribeiro, no Torrão, onde a Unidade permanecerá até dia 4, seguindo depois para a Comporta para duas ações a 6 e 9 de maio, junto às instalações da junta de freguesia. Alcácer do Sal é a última paragem, com a Unidade a permanecer junto ao Centro de Saúde de 11 de maio a 14 de junho.

Cerca de 2.200 mulheres, com idades compreendidas entre os 45 e os 69 anos, vão ser convidadas a participar nesta campanha que aposta no diagnóstico precoce do cancro que mata cerca de 1.500 mulheres por ano só em Portugal.

A cada dois anos, o Núcleo Regional do Sul da Liga Portuguesa Contra o Cancro mobiliza Unidades Móveis para procederem à realização de mamografias de rastreio nos concelhos da sua área de influência. O exame é gratuito e os resultados são enviados diretamente para o médico de família ou, caso não tenha, para o coordenador da Unidade de Saúde da área de residência. Se os resultados suscitarem dúvidas aos médicos, proceder-se-á a um convite para consulta de aferição em Lisboa, onde se realizam todos os exames complementares necessários.

O programa de Rastreio do Cancro da Mama chegou a Alcácer do Sal em 2008 e, desde então, tem registado uma adesão crescente. Em 2014 foram convidadas a participar 2.201 mulheres, 60,6% das quais compareceram ao exame. Das mamografias registadas, 33 resultaram em convites para aferição em Lisboa, sendo que, das 22 consultas que efetivamente se realizaram, cinco casos encontram-se sob vigilância e 11 foram enviados para tratamento hospitalar.

Rastreio Cancro da Mama 2016

Câmara adquire nova viatura para a recolha de resíduos sólidos urbanos

13 abril 2016


A Câmara Municipal de Alcácer do Sal adquiriu uma nova viatura para a recolha de resíduos sólidos urbanos no concelho. 

Esta viatura permite a recolha dos contentores enterrados existentes na zona da marginal da cidade de Alcácer, o que, até ao momento, não era possível apesar da existência destes contentores no âmbito do projeto RUAS. 

Este investimento de cerca de 190 mil euros permite otimizar o serviço prestado no âmbito da recolha de resíduos indiferenciados. Os motoristas e a equipa de cantoneiros de limpeza encontram-se atualmente a efetuar ensaios para que, a curto-prazo, se inicie a operacionalização efetiva da recolha.

 

Nova viatura lixo

População da Comporta conta com novo equipamento de apoio social

Município apoia obra com verbas e apoio logístico

11 abril 2016


A população da Comporta conta com um novo equipamento de apoio às crianças e aos idosos. A ampliação do Centro Social Paroquial de São Pedro da Comporta foi inaugurada no sábado, dia 9 de abril 2016, com a presença do Presidente da Câmara Municipal, executivo municipal, Presidente da Assembleia Municipal e pela Presidente da Junta de Freguesia, entre outras personalidades, tais com o Bispo de Setúbal, Pároco da Comporta e Diretora do Centro Distrital de Setúbal da Segurança Social.

O Presidente da Câmara Municipal, Vítor Proença felicitou a direção do Centro pela concretização da obra de grande importância para a população da Comporta, que passa a contar com um centro moderno e com capacidade de resposta às suas necessidades sociais.

A obra, que passou pela adaptação do antigo edifício escolar que foi cedido pela Câmara Municipal, vai ter capacidade para responder às necessidades da população através dos serviços de centro de dia para idosos e creche para as crianças.

O Centro Social e Paroquial de São Pedro da Comporta é uma instituição particular de solidariedade social fundada em 1979. As antigas instalações funcionavam num pré-fabricado com muitos anos de existência e que já não reuniam as condições adequadas ao melhor funcionamento. Em fevereiro de 2015 o Centro iniciou a requalificação e ampliação da antiga Escola Primária da Comporta, hoje a nova sede do centro dotada de novas valências: creche e serviço de apoio domiciliário. No verão deste ano vão também poder ter Campo de Férias para crianças da Paróquia da Comporta dos 6 aos 12 anos de idade. Nesta altura decorre ainda o processo com a Segurança Social para a reabertura do Centro de Dia, valência de extrema importância pelo vasto número de população envelhecida que a freguesia tem.

Para a remodelação e ampliação da antiga escola primária para adaptação ao Centro Social e Paroquial S. Pedro da Comporta, a Câmara Municipal, para além da cedência do terreno e do edifício agora ampliado, elaborou o projeto de arquitetura e atribuiu apoios financeiros de 27.600 euros. A Câmara Municipal apoiou igualmente os trabalhos para a extensão da conduta de abastecimento de água e construção do ramal para a rede de incêndios no edifício, totalizando cerca de 12 mil euros, e cedeu materiais para a construção das áreas exteriores do edifício, num valor de 3.500 euros.

Centro Social da Comporta

Nova ETAR de Alcácer do Sal melhora qualidade de vida da população e do ambiente

04 abril 2016


A ETAR de Alcácer do Sal, localizada junto aos Bairros de São João e Olival Queimado, no Pinhal do concelho, foi inaugurada no dia 1 de abril de 2016, com a presença do Ministro do Ambiente e do Secretário de Estado do Ambiente, do Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal e restante executivo municipal, do Presidente da Assembleia Municipal e do Presidente da Junta de Freguesia do Torrão, assim como do Presidente do Conselho de Administração da Águas Públicas do Alentejo, Joaquim Marques Ferreira. A obra da responsabilidade da Águas Públicas do Alentejo veio melhorar significativamente o tratamento dos esgotos da cidade de Alcácer. 

O Presidente da Câmara Municipal, Vítor Proença, considerou a construção da ETAR de grande importância para a melhoria da qualidade de vida da população e do meio ambiente, porque “quando as obras de construção das 3 estações elevatórias estiverem concluídas para elevar os efluentes da zona baixa da cidade até à ETAR, fecha-se um ciclo e o rio Sado passará a estar menos poluído e mais convidativo para a avifauna e para o turismo”. 

A nova ETAR de Alcácer do Sal foi dimensionada para tratar as águas residuais urbanas geradas pela população de Alcácer do Sal, num total de 10.700 habitantes – equivalentes, através de um sistema de lamas ativadas por reator biológico em vala de oxidação. A ETAR dispõe ainda de uma unidade para receção de efluentes transportados por limpa fossas. Representando um investimento global de 2,4 milhões de euros, cofinanciado em 70% pelo QREN, estas empreitadas visam intervir nas vertentes do abastecimento de água, com a construção de um sistema de adução (captação, transporte e armazenamento de água para consumo) e ainda no tratamento das águas residuais, com a construção de um sistema de interceção (transporte de águas residuais), para serem tratadas na nova ETAR. Em concreto, a empreitada relativa ao sistema de adução de Alcácer do Sal vai permitir reforçar o abastecimento de água à cidade com duas novas captações subterrâneas, melhorar a capacidade de transporte de água tratada com a construção da nova estação elevatória e de uma conduta com cerca de 4 quilómetros para ligar a nova estação elevatória ao reservatório do Laranjal. Este reservatório será também reforçado em 50% na sua capacidade de armazenamento de água tratada com a construção de uma nova célula de 1.000 m3. Por sua vez, a empreitada relativa ao sistema intercetor vai permitir criar o sistema de transporte das águas residuais geradas na parte sul da cidade até à nova ETAR, sendo neste contexto construídas três novas estações elevatórias, uma conduta gravítica com 500 metros e uma conduta elevatória com cerca de 5 quilómetros.

 A AgdA, empresa pública cujos acionistas são a AdP- Águas de Portugal e a AMGAP – Associação de Municípios para a Gestão das Águas Públicas do Alentejo, surge na sequência do Contrato de Parceria Pública para a gestão integrada dos serviços de abastecimento de água para consumo público e de saneamento de águas residuais, celebrado em 2009 entre o Estado Português e 21 municípios do Alentejo, cobrindo uma área de 18,5% do território nacional e uma população de cerca de 250. 000 habitantes. Atualmente são 20 os municípios aderentes, incluindo Alcácer do Sal, tendo sido o Presidente da Câmara Municipal, Vítor Proença um dos autarcas que integrou o grupo negociador que deu origem à AGDA através de um contrato de parceria Pública entre o Estado Português e os municípios. Esta parceria visa garantir a qualidade, a continuidade e a eficiência dos serviços de águas “em alta”, numa região cujo processo de desertificação se pretende contrariar, oferecendo condições de vida adequadas para as suas populações e condições para atrair as empresas criando emprego e riqueza. Na cerimónia de inauguração da nova ETAR de Alcácer do Sal, o ministro do Ambiente felicitou os 20 municípios que integram a entidade gestora do Sistema Público de Parceria Integrado de Águas do Alentejo (SPPIAAlentejo), pelo "modelo de gestão inovador" que desenvolveram a partir de 2009. 

etar

Marcha lenta no IC1 entre Alcácer do Sal-Grândola com centenas de veículos

04 abril 2016


Centenas de veículos participaram na passada sexta-feira (1 de abril 2016) numa marcha lenta no Itinerário Complementar (IC) 1, entre Alcácer do Sal e Grândola, numa iniciativa em que foi exigida a intervenção do primeiro-ministro para desbloquear as obras de reparação da estrada. 

"Eu apelo diretamente ao primeiro-ministro [António Costa]. É extraordinariamente perigoso o que se está a passar, ou seja, a estrada continuar nestas condições", disse à agência Lusa o presidente da Câmara de Alcácer do Sal, Vítor Proença. O autarca, tal como o presidente da Câmara de Grândola, António Figueira Mendes, participaram na marcha lenta, promovida pela Comissão de Utentes do IC1 de Alcácer do Sal e Grândola, para exigir a "reparação urgente" do troço daquela estrada que atravessa os dois concelhos, no distrito de Setúbal. 

O protesto contou com "centenas de veículos", segundo o autarca Vítor Proença. Os participantes arrancaram das duas sedes de concelho, em simultâneo, e encontraram-se na zona de Albergaria.  "Aderiu muita gente e o trânsito foi fortemente condicionado", frisou o Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, explicando que, apesar da perturbação causada, da parte dos restantes automobilistas que circulavam no IC1 à hora do protesto "houve muita compreensão". "Quem aqui circula sabe que esta estrada é extraordinariamente perigosa", acrescentou, defendendo que é necessária "a urgente reparação" da via para "evitar mais acidentes" e deixando um apelo ao primeiro-ministro. "É preciso uma intervenção ao mais alto nível para desbloquear este processo, para que avancem as obras", realçou, afirmando não acreditar no início da empreitada no final do ano, prometido, a 18 de março, pelo secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme W. d´Oliveira Martins. 

Também em declarações à Lusa, Manuel Rocha, da Comissão de Utentes do IC1, congratulou-se com a "excelente participação" na marcha lenta, que começou a desmobilizar "por volta das 19h20". Nesta ação, destacou, foi aprovada uma resolução que vai ser agora enviada ao Governo e aos partidos da Assembleia da República."O documento exige a reparação urgente da estrada, porque estamos fartos de promessas e de uma 'mão cheia de nada' ", referiu. 

A reparação "urgente" do troço do IC1 entre Alcácer do Sal e Grândola tem sido repetidamente reclamada ao longo dos últimos anos, pela população e pelos autarcas, tendo a marcha lenta de dia 1 sido a terceira ação de protesto do género naquela via.

 

 

ic-1-2

Câmara Municipal organiza Miss Alcácer 2016

31 março 2016


A Câmara Municipal de Alcácer do Sal, em parceria com o Projeto Miss Portuguesa 2016, vai organizar o concurso Miss Alcácer do Sal, cuja final está marcada para o dia 10 de junho, no Auditório Municipal. 

O Presidente da Câmara Municipal, Vítor Proença, acompanhado pelo vereador da Ação Social, Nuno Pestana, pelo organizador do evento, Isidro Brito e pela jovem alcacerense Ana Rita Tavares, que participou em 2012 no concurso Miss Portuguesa - tendo representado Portugal na China - apresentaram ontem (30 de março) a iniciativa, que pretende, de acordo com o Presidente da Câmara Municipal, Vítor Proença, “proporcionar às jovens de Alcácer uma nova experiência, trazendo a Alcácer um evento nacional, divulgar as potencialidades do município e ajudar o comércio local, que pode decidir como pretende participar no evento. Além disso", adiantou o autarca, o concurso “tem uma forte componente social”. As jovens que concorram a Miss Alcácer do Sal não pagam inscrição, fazem antes um donativo (que será divulgado mais tarde) para o Centro Cultural dos Bairros São João e Olival Queimado; "começa aqui a componente social do concurso", referiu o vereador Nuno Pestana. 

Ser Miss não é só ser bonita; este concurso, que tem as patentes de topo dos concursos de beleza nacionais e internacionais, vai ser também uma “experiência muito enriquecedora para as candidatas”, referiu Ana Rita Tavares, apelando às jovens para aproveitarem esta oportunidade que a Câmara Municipal está a proporcionar. Ana Rita foi convidada pela autarquia para colaborar na organização do evento em Alcácer, manifestando-se disponível para ajudar e orientar as candidatas que têm de ter entre os 17 e os 25 anos. 

As CANDIDATURAS podem ser feitas até 13 de maio, enviando a ficha de inscrição devidamente preenchida e três fotos para o e-mail geral@missportuguesa.pt ou pessoalmente nos Paços do Concelho, Serviços Técnicos da Câmara (Abegoaria Municipal), Juntas de Freguesia do concelho, biblioteca municipal em Alcácer, Torrão e Comporta, Piscina Municipal Coberta de Alcácer do Sal e Loja Valentina, na rua Direita.

Alcácer do Sal é a única Câmara do Distrito de Setúbal a participar no evento. Este projeto que a Miss Portuguesa vai lançar este ano, numa parceria com as autarquias (apenas 10 foram convidadas), contempla parcerias com o poder local, trazendo assim os castings e o concurso a vários locais do país. Isidro Brito, da organização da Miss Portuguesa referiu que “eleger uma Miss é eleger a beleza, mas também se trata de uma grande responsabilidade para as jovens que devem, acima de tudo, divulgar as suas cidades, tradições, a sua terra”.


DOCUMENTAÇÃO

» Ficha de Inscrição/ Regulamento




miss alcácer do sal

83 crianças da Oficina da Criança comemoraram Dia Internacional das Florestas na Mata de Valverde

21 março 2016

A Câmara Municipal de Alcácer do Sal proporcionou hoje (21 de março 2016) um dia diferente a 83 crianças inscritas nos tempos livres da Oficina da Criança que, na Mata de Valverde, uma das mais matas mais antigas do país, participaram nas comemorações do Dia Internacional das Florestas.

Divididas em grupos, as crianças celebraram a natureza, num contacto com as atividades desenvolvidas na Mata: efetuaram uma visita guiada ao viveiro florestal; plantaram árvores em espaços localizados nas imediações do viveiro e assistiram à anilhagem de aves. Durante a iniciativa, organizada em parceria pela Câmara Municipal de Alcácer do Sal e pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), as crianças assistiram ainda a uma apresentação sobre proteção das florestas e conservação da fauna florestal, com uma sessão prática de construção e colocação de abrigos para aves e morcegos.

Isabel Correia, responsável da Oficina da Criança, valoriza a iniciativa referindo que “o contacto com a natureza é sempre um motivo de festa e esta atividade, para além de lhes suscitar conhecimento e aprendizagem, contribui certamente para a formação das crianças e para melhor entenderem o ambiente”. 

Após a realização das atividades para os mais pequenos, o ICNF e a Águas Públicas do Alentejo deram a conhecer um protocolo referente à Mata Nacional de Valverde para a manutenção de infraestruturas de captação de águas subterrâneas para abastecimento público na Mata,  assinado em 2014.De acordo com Pedro Rocha, Diretor do Departamento de Conservação da Natureza e Florestas do Alentejo, este protocolo vem no seguimento daquilo que se pretende para o futuro, “abrir a mata à sociedade e intensificar parcerias para melhorar as atividades desenvolvidas no local, onde existem mil hectares de pinheiro manso e um viveiro florestal que fornece plantas para a conservação da natureza no país e para várias autarquias”. 

A Águas Públicas do Alentejo faz a captação de água para abastecimento público de um aquífero localizado na mata e, em contrapartida, executa uma série de melhorias para tornar a mata mais sustentável, tais como a limpeza da mata, instalação de uma unidade de energia solar fotovoltaica, instalação de um marco de incêndio e instalação de sistemas de rega sustentáveis.

mata valverde

Bispo de Setúbal encontrou-se com Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal

17 março 2016

O Bispo de Setúbal, D. José Ornelas, foi recebido hoje (17 de março 2016) pelo Presidente da Câmara Municipal, Vítor Proença. 

D. José Ornelas, ordenado Bispo de Setúbal em outubro de 2015, veio a Alcácer do Sal cumprimentar o autarca e agradecer todo o trabalho de colaboração por parte da Câmara Municipal com a Paróquia da Comporta, que faz parte da Diocese de Setúbal. 

D. José Ornelas, que se fez acompanhar pelo vigário-geral da Diocese de Setúbal, o Padre José Aires Lobato, disse que “é fácil estreitar relações quando existe boa vontade por parte das entidades, como é o caso da Câmara Municipal e do seu presidente em prol do bem-estar da população”. 

O Presidente da Câmara Municipal considera que “o apoio que está a ser prestado ao Centro Social e Paroquial da Comporta, em matéria de projeto, apoio financeiro e logístico, bem como na candidatura a financiamentos comunitários foi feita em prol de um grande equipamento social tão necessário para a população”.

Bispo1

Câmara Municipal de Alcácer do Sal convida-o a visitar o concelho

“Alcácer com Vida” arranca dia 20 de março

09 março 2016


Conhecer um museu único que conta histórias com milhares de anos, passear por um cais palafítico no coração da Reserva Natural do Estuário do Sado, visitar centros históricos que se rasgam em varandas de ferro forjado ou descobrir recantos de salinas e campos de arroz onde o homem molda a paisagem às suas necessidades são algumas das propostas do programa turístico “Alcácer com Vida”, em que a Câmara Municipal de Alcácer do Sal volta a apostar em 2016, um agradável convite a uma visita a este amplo e belo território à beira-Sado.

A primeira atividade “Alcácer com Vida” realiza-se no dia 20 de março e consiste num passeio no galeão do sal Amendoeira até à entrada do estuário do Sado, acompanhado por um guia especializado na observação de aves, com binóculos e guias de campo. O ponto de encontro será o cais da margem sul, às 10h.

Os interessados em participar nesta atividade organizada pela Birds & Nature devem inscrever-se até ao dia 16 de março junto da empresa, através do telemóvel 913 299 990 ou do e-mail booking@birds.pt. Para mais informações contacte o Posto de Turismo, no Largo Luís de Camões, através do telefone 265 009 987, telemóvel 911 794 685 ou ainda através dos e-mails postoturismoalcacer@gmail.com e turismoalcacer@m-alcacerdosal.pt.

Passeios de helicóptero e de galeão, caminhadas, observação de aves, canoagem, BTT e atividades campestres são outras das apostas do programa turístico “Alcácer com Vida”, promovido pela Câmara Municipal de Alcácer do Sal e que este ano conta com renovadas e novas parcerias com entidades do concelho ou que neste operam, nomeadamente Associação Evion Desporto Aventura, Birds & Nature, Herdade do Portocarro, Herdade de Vale de Arca, Horta do Zé, OMPDE – Organização Mundial para o Desenvolvimento Pessoal e Espiritual, Passeios & Companhia – Turismo em Espaço Rural Lda, Sea Life Lovers e Singulartrips. Todas as atividades são acompanhadas por técnicos especializados nos setores.

Para mais informações, consulte http://www.cm-alcacerdosal.pt/pt/turismo/alcacer-com-vida/

Workshop "As aves do Sado"

Alcácer com Vida no centro da maior exposição turística do país

BTL - 2016

07 março 2016

A Câmara Municipal de Alcácer do Sal mostrou na Bolsa de Turismo de Lisboa - BTL 2016, que decorreu de 2 a 6 de março, na FIL, no Parque das Nações, os produtos endógenos da região, a gastronomia, o artesanato e as propostas do programa turístico Alcácer com Vida.

No stand de Alcácer, para o qual a CMAS preparou uma grande dinâmica para mostrar o melhor do concelho, a doceira Rita Morgado deu a conhecer as famosas pinhoadas e bolos de pinhão, o artesão António Vital mostrou os seus produtos em pele e a empresa de animação turística Sea life lovers, uma das parceiras no programa Alcácer com Vida, marcou também presença.

Um dos momentos altos aconteceu dia 4, com a reportagem do programa da RTP1 “Portugal em Direto” a mostrar em direto os pratos de arroz feitos pelo chef Marco Laranjo, convidado da Herdade da Barrosinha, e a degustação dos vinhos. Grande destaque também para a Cripta Arqueológica, com a exposição de vários achados a ser alvo de muito interesse.

O último dia da BTL foi marcado pela doçaria a cargo de Casimiro Jerónimo, assim como a presença da associação EVION, também parceira no Alcácer com Vida.

btl1

XX Grande Prémio da Páscoa em Atletismo’16 Crédito Agrícola Centenário – Município de Alcácer do Sal

Inscrições prolongadas até 24 de março

04 março 2016


Promover o exercício físico e hábitos de vida saudáveis enquanto fatores importantes para uma saúde de qualidade, enquanto se usufrui de um cativante momento de convívio, são os principais objetivos do XX Grande Prémio da Páscoa em Atletismo’16 Crédito Agrícola Centenário – Município de Alcácer do Sal que se realiza dia 25 de março, em Alcácer.

Com concentração no Parque Desportivo Municipal da cidade, às 10h, a iniciativa contempla as modalidades de corrida (7.841 metros) e caminhada (5.004 metros) ao longo de Alcácer e com término na margem sul.

Os interessados em participar podem inscrever-se até às 13h do dia 24 de março, através do site www.acorrer.pt ou no Setor de Desporto da CMAS, sito no Pavilhão Gimnodesportivo Municipal de Alcácer do Sal, o qual pode ser contactado para mais informações através do telefone 265 613 538, telemóvel 913 602 387 ou do e-mail desporto@m-alcacerdosal.pt.

As inscrições têm um custo de três euros para a corrida e dois euros para a caminhada, sendo que, só apenas este pagamento a inscrição será considerada válida. Haverá prémios para o primeiro, segundo e terceiro classificados da corrida, bem como t-shirt e lembrança para todos os participantes (ex: vales com 10% de desconto em refeições no dia, nos restaurantes aderentes).

A 20ª edição do Grande Prémio da Páscoa em Atletismo é organizada pela Câmara Municipal de Alcácer do Sal, União das Freguesias de Alcácer do Sal (Santa Maria do Castelo e Santiago) e Santa Susana e Caixa de Crédito Agrícola Centenário, com os apoios de XarramAdventure, Bombeiros Mistos de Alcácer do Sal, Barbot, BTT Team Cegonhas do Sado, Alcácer Trilhos & Aventura, Aparroz, Corpo Nacional de Escutas – Agrupamento 844 de Alcácer do Sal e Brisa Conservação.


DOCUMENTAÇÃO:

» Consulte aqui o regulamento da prova.

» Consulte aqui o mapa da prova.

» Faça download da ficha de inscrição aqui.

» Faça download do termo de responsabilidade para menores de 18 anos aqui.


» T-SHIRTS E DORSAIS

Informa-se que os participantes no XX Grande Prémio da Páscoa em Atletismo’16 Crédito Agrícola Centenário – Município de Alcácer do Sal que se inscreveram até ontem (23 de março) podem passar hoje (dia 24) no Pavilhão Gimnodesportivo Municipal de Alcácer do Sal, até às 19h, para procederem ao levantamento das respetivas t-shirts e dorsais. Caso não o possa fazer hoje, os mesmos estarão disponíveis amanhã, no secretariado da prova.


» RESULTADOS


Grande Prémio da Páscoa 2016 _400x

Alcácer com Vida na BTL 2016

Município mostra-se ao Mundo

26 fevereiro 2016


A Câmara Municipal de Alcácer do Sal marca presença na BTL 2016 - a maior Feira de Turismo em Portugal-, que decorre de 2 a 6 de março, na FIL, no Parque das Nações em Lisboa. O Município vai mostrar aos profissionais ligados ao setor do turismo e ao público em geral os produtos endógenos da região, a gastronomia, o artesanato e todas as propostas do programa turístico "Alcácer com Vida". 

O stand de Alcácer, este ano com um espaço maior, vai ter ao longo dos cinco dias de feira uma grande dinâmica com a presença na quarta-feira (2 de março, dia da inauguração da BTL) da doceira Rita Morgado, que vai mostrar e dar a provar aos visitantes as suas especialidades. 

Na quinta-feira (3 de março) a Herdade da Barrosinha vai estar no stand de Alcácer, à semelhança do ano passado, a divulgar os seus vinhos. 

Sexta-feira (4 de março) o convidado é o artesão António Costa Vital, com os seus produtos, assim como a empresa de animação turística Sea life lovers, parceira da Câmara Municipal no programa turístico "Alcácer com Vida". Neste dia, às 18h00, no espaço comum do Pavilhão do Turismo do Alentejo, vai decorrer uma demonstração gastronómica a cargo da Herdade da Barrosinha, que vai promover uma prova de vinhos e a confeção de pratos de arroz, pelo chefe Miguel Laranjo. 

Sábado (5 de março), o dia é dedicado à promoção da Cripta Arqueológica do Castelo de Alcácer do Sal, com a presença dos técnicos do setor da arqueologia, que vão mostrar aos visitantes da BTL a importância de Alcácer ao longo dos séculos com a exposição de alguns achados arqueológicos. 

Domingo, último dia da BTL, Alcácer vai apresentar e proporcionar a degustação de doçaria a cargo de Casimiro Jerónimo, assim como marcará presença a associação EVION, também parceira no programa "Alcácer com Vida".

A BTL 2016 prepara-se para receber 72 mil visitantes, 1.000 empresas (entre as quais 80 brasileiras) e 400 compradores estrangeiros.

BTL 2016

Lançamento de livro - Ana Henriques Pato

Livro resultou de tese de mestrado da autora

19 fevereiro 2016


Ana Henriques Pato lançou hoje (19 de fevereiro 2016) o seu mais recente livro na Biblioteca Municipal de Alcácer do Sal, obra que resultou da tese de mestrado da autora, licenciada em Física na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. 

Intitulado “Materialismo e idealismo na física do final do século XIX e início do século XX a partir de Materialismo e Empiriocriticismo de Lenine”, o livro aborda o tratamento de Lenine a um conjunto de aspetos da teoria do conhecimento patentes na sua obra “Materialismo e Empiriocriticismo”, que analisou o confronto entre as correntes materialistas e idealistas na ciência do seu tempo. O livro de Ana Henriques Pato procede a uma recensão do conteúdo desta obra, que expõe as principais posições da teoria do conhecimento materialista e dialética para melhor compreender a relação entre aquelas linhas filosóficas e a ciência de hoje.

Após a apresentação do livro, editado pela Nota de Rodapé, Ana Pato, disse esperar que esta obra represente um instrumento de trabalho para futuras investigações. Interrogada sobre a recetividade que obteve junto dos professores quando decidiu avançar para este tema como tese de mestrado, Ana Pato disse que foi de “cordialidade, surpresa e interesse”.

Ana Henriques Pato nasceu em 1983 e é natural de Lisboa. Licenciou-se em Física na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, em 2007; frequentou o curso livre de Fundamentos de Mecânica Quântica, em 2010-2011, na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa; concluiu o Mestrado em História e Filosofia das Ciências, na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, em 2012, com a dissertação que é hoje o seu mais recente livro. Em 2014 publicou na Revista de Humanidades de Valparaíso “O dualismo onda-corpúsculo e o valor da teoria científica em Bohr, a necessária consideração da dialética materialista”, contando ainda com diversas comunicações.

 

 

 

 

lançamento de livro Ana Pato1

Piscina municipal coberta reabre com novos horários no regime livre

12 fevereiro 2016


A Piscina Municipal Coberta de Alcácer do Sal reabre ao público na próxima segunda-feira (15 de fevereiro) com novos horários no regime livre.

Nuno Pestana, vereador da Câmara Municipal com o pelouro do Desporto, destacou que, “após vários pedidos feitos pelos munícipes, a autarquia ajustou os horários da piscina, que passam a contar com mais cinco horas de funcionamento diários, permitindo, desta forma, um melhor usufruto do equipamento”. Neste âmbito, “a piscina coberta vai ter, pela primeira vez, o regime livre alargado ao período da manhã” de segunda a sexta-feira, de modo a que os munícipes possam desfrutar do equipamento num horário mais abrangente e de acordo com a sua disponibilidade.

Dando resposta às solicitações dos utilizadores da piscina, a Câmara Municipal ajustou, assim, as horas semanais de funcionamento do regime livre neste espaço que, nos meses de fevereiro, abril (entre os dias 5 e 30), maio e junho (até dia 13) funciona entre as 11h e as 13h e das 15h às 22h, de segunda a sexta-feira. No período das férias escolares da Páscoa, entre 21 de março e 4 de abril, o regime livre arranca logo às 8h30, decorrendo até às 13h e mantendo o horário da tarde. Ao sábado, o regime livre na piscina municipal coberta de Alcácer continua a decorrer entre as 15h e as 19h.

Piscina municipal coberta de Alcácer 2

Presidente da Câmara de Alcácer do Sal reclama reparação urgente do IC-1 (Alcácer do Sal – Grândola)

Degradação das estradas nacionais no concelho – IC1 e estrada do Torrão

12 fevereiro 2016

O Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, preocupado com o estado de degradação em que se encontram várias estradas nacionais no concelho, reuniu no dia 3 de fevereiro, com a empresa Infraestruturas de Portugal, antiga Estradas de Portugal. Face à falta de um compromisso para o arranjo das vias, o autarca acompanhado pela Vereadora Ana Luísa Soares, responsável pelas obras municipais e pelo coordenador da proteção civil, António Seco, entregou um dossier à Infraestruturas de Portugal com as prioridades de intervenção. O troço do IC-1 entre Alcácer do Sal – Grândola merece grande preocupação do Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, logo seguida da estrada nacional do Torrão, estrada Torrão – São Romão e a estrada da Comporta. O autarca solicitou ainda a colocação de pinos refletores de identificação de faixa de rodagem na estrada que liga Montemor-o-Novo e Alcácer do Sal e na estrada que liga Alcácer do Sal ao Torrão. Face às exigências, a empresa não assumiu qualquer compromisso.

Recorde-se que os presidentes das Câmaras Municipais de Alcácer do Sal e Grândola, Vítor Proença e António Figueira Mendes respetivamente pediram a 8 de janeiro uma audiência com o Secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme d’Oliveira Martins para abordar o estado de degradação do troço do IC1 que liga as duas localidades. Apesar das iniciativas e inúmeras reuniões com as entidades responsáveis, a reparação do IC1 tem sido sucessivamente adiada.

 
IC-1

Centenas de crianças desfilaram em Alcácer do Sal

Pequenada brinca ao Carnaval

05 fevereiro 2016


Centenas de crianças saíram hoje à rua um pouco por todo o concelho de Alcácer do Sal para brincar ao Carnaval, numa festa cheia de cor, música, animação e muita criatividade.

Em Alcácer do Sal, cerca de seis centenas de alunos do pré-escolar e do 1º ciclo do ensino básico mostraram os seus fatos de arco-íris, gotas de água, marinheiros, mergulhadores, pescadores, varinas, peixes, estrelas e princesas do mar criados a partir de materiais reciclados. O desfile partiu do Largo do Tribunal a meio da manhã, percorreu a marginal da cidade e terminou na Praça Pedro Nunes, com a apresentação de divertidas coreografias pela pequenada.

Promovida numa articulação entre Oficina da Criança (que criou todos os trajes do 1º ciclo) e Agrupamento de Escolas de Alcácer, a iniciativa teve a participação do pré-escolar do Agrupamento, das escolas básicas nº1 e nº2 de Alcácer, Palma, Casebres e Olival Queimado, Centro Infantil de Alcácer do Sal – Universo da Brincadeira, Centro Cultural dos Bairros São João e Olival Queimado e Oficina da Criança (CMAS), contando ainda com a animação musical da Sociedade Filarmónica Progresso Matos Galamba e o apoio da Câmara Municipal.

“Quem fez a minha roupa fui eu, cortando e colando coisas que a Oficina da Criança deu”, contou Daniela Tavares, de 9 anos de idade, uma das princesas do mar neste desfile. Joana Matos, de 5 anos, vestiu-se de gota de água e afirmou ter gostado desta festa, “porque gosta de brincar ao Carnaval”. Já Leonor Claro, também de 9 anos, salientou o momento de partilha e de convívio. “Estou a gostar de estarmos todos juntos e de estarmos todos a desfilar. Nem todos os anos fazemos isto. Estou a gostar muito. Já participei noutros desfiles com a creche, mas este é muito maior”, referiu.

No Torrão, os alunos do Agrupamento de Escolas do Torrão aproveitaram também o dia para as brincadeiras carnavalescas e desfilaram pelas ruas da vila, mascarados de acordo com o tema das profissões.

Os festejos infantis estenderam-se ainda à Comporta, com 61 crianças do Centro Escolar a desfilarem pelas ruas da aldeia para mostrar os seus trajes únicos, concebidos igualmente a partir de materiais reciclados, aliando a vida na escola à preservação ambiental.


» Veja o álbum fotográfico completo deste desfile aqui.

desfile infantil de carnaval 2016_2.JPG

Alcácer atrai cada vez mais visitantes

Alcácer com Vida

28 janeiro 2016

Alcácer do Sal tem atraído nos dois últimos anos mais turistas e visitantes, particularmente no alojamento hoteleiro, na cripta arqueológica (e os seus vinte e sete séculos de história), bem como na oferta do cinema digital.

 Decorrente do trabalho de promoção empreendido pelo município, Alcácer do Sal afirma-se cada vez mais convidativo.

A Pousada D. Afonso II, em Alcácer do Sal, registou nos últimos três anos um crescente aumento do número de dormidas. Em 2014, dormiram na Pousada 13.053 visitantes, número que subiu 33,8% em 2015, ano em que se registaram 14.142 dormidas. De acordo com dados da Pestana Pousadas de Portugal, a Pousada D. Afonso II passou a ser a segunda mais procurada em todo o Alentejo.

A Cripta Arqueológica do Castelo de Alcácer Sal registou durante o ano de 2015 um aumento considerável do número de visitantes. O espaço museológico, localizado no subsolo do castelo e do antigo Convento de Aracoelli, foi visitado durante o ano passado por quase 7 mil pessoas, tendo havido um aumento considerável em relação a 2014, ano em que 5.868 pessoas visitaram o mesmo. Os meses de verão, entre junho e setembro, foram aqueles em que a Cripta registou mais visitantes, tanto nacionais como estrangeiros.

Na vertente cultural, as sessões de cinema do Auditório Municipal registaram um incremento de 35% do número de espetadores. Em 2014, registaram-se 5.430 entradas de pessoas que se deslocaram a este espaço para ver as últimas novidades cinematográficas, número que aumentou significativamente no final de 2015, em que se registaram 7.349 espetadores. 
Entradas Cripta

Câmara repara Galeão Amendoeira

A embarcação tradicional já se encontra em Alcácer do Sal

25 janeiro 2016


O Galeão Amendoeira, propriedade do Município de Alcácer do Sal, foi submetido a uma reparação de fundo, tendo regressado a Alcácer do Sal na semana passada, juntando-se assim a um outro galeão, também propriedade do Município, o “Pinto Luísa” que efetua passeios no rio Sado.

O Amendoeira sofreu grandes melhorias, tendo sido retirado o tabuado, que se encontrava todo danificado, e substituído. A mesma intervenção foi feita na proa e contra-proa, na braçola do porão e algumas peças do cavername também foram substituídas. Durante a reparação, feita num estaleiro em Sesimbra, foram ainda substituídos os equipamentos do WC, foram feitos melhoramentos da hélice, melhoramentos a nível elétrico e pinturas. 

O Galeão esteve mais tempo em estaleiro do que o previsto, pois o real estado de conservação da embarcação estava muito pior do que se previa, ficando a descoberto quando foi retirado o tabuado.


Galeão Amendoeira

Esta embarcação tradicional tem 18,84 metros de comprimento e lotação de 50 pessoas. Foi construída em 1925, na praia da Saúde, em Setúbal, por Artur Santos. Pertenceu inicialmente à firma “Manuel Francisco Afonso Herdeiros Lda.”, operando como embarcação de tráfego local. Foi adquirido em 1972 pela empresa “Unisado – União Salineira do Sado, lda”, que vendeu o galeão, em 1984, a Henri Frank van Uffelen Elisabeth. Este submeteu-o a obras de reconversão.  Em 1997 foi sujeito à retirada de alguns dos seus elementos descaracterizadores. Em 2004 foi adquirido pela Câmara Municipal de Alcácer do Sal. Naufragou no ano seguinte junto à praia “dos Fuzileiros”, em Troia, só regressando a casa em 2007 depois de uma complexa operação de resgate e do seu total restauro, com substituição do cavername, aparelhagem, motor, instalação elétrica e modernização dos sistemas de segurança. Recorde-se que a Câmara Municipal de Alcácer do Sal possui dois galeões do sal, embarcações tradicionais praticamente únicas no mundo já que das quinze que se pensa terem sobrevivido até hoje poucas se encontram a navegar e, ainda menos, no nosso país, de onde são originárias. O Amendoeira e o Pinto Luísa são pois testemunhas singulares desse passado em que o Sado era o principal motor económico da região, repleto de embarcações que transportavam mercadorias e gentes. Os dois galeões recordam também a importância do sal na história de Alcácer, batizada de Salácia Urbs Imperatoria pelos romanos, assim homenageando esse “ouro branco” que, até ao final do século XVIII, tinha nesta região a sua maior produção nacional.

 

» Veja mais fotos da reparação do galeão aqui.

amendoeira

Skate Parque de Alcácer do Sal habilitado a receber provas internacionais

Equipamento estava degradado e sem condições de segurança para a prática desportiva

25 janeiro 2016

O renovado Skate Parque de Alcácer do Sal foi inaugurado oficialmente no  sábado, dia 23 de janeiro, com a presença de vários atletas, jovens de Alcácer que utilizam o equipamento e campeões nacionais de patins em linha, BMX e skate convidados para experimentarem o novo equipamento com uma exibição das modalidades. 

O renovado Skate Parque está agora habilitado a receber provas internacionais, o que não acontecia com o anterior, que se encontrava muito degradado. 

A Academia dos Patins, constituída por especialistas nas várias modalidades, foi a empresa responsável pela renovação do equipamento. Esta empresa, que constrói equipamentos do género no país e no estrangeiro, classifica o Skate Parque de Alcácer do Sal como o melhor do país, a par dos melhores que existem nos Estados Unidos e em França. Bernardo Oliveira, da Academia dos Patins, disse que “foi construído um equipamento novo e foram instaladas rampas mais suaves, melhores em termos técnicos, permitindo manobras mais inclinadas”. O responsável adiantou que, do Skate Parque antigo, apenas se aproveitaram as placas de superfície. 

O Executivo , consciente dos perigos que o anterior equipamento representava para a prática desportiva, apostou na renovação do Skate Parque. Segundo o Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, “o Skate Parque apresentava um estado de degradação muito elevado, nomeadamente ao nível da sua estrutura, o que obrigou a uma intervenção profunda. A remodelação foi total, isto é, foi substituída toda a estrutura, desde os componentes de madeira aos componentes metálicos”. 

No local, vários jovens de Alcácer do Sal e oriundos de outros locais do país confirmaram que o novo equipamento é de grande qualidade, permitindo várias manobras. Desta forma, Alcácer do Sal passa a constar do exigente roteiro dos skaters nacionais e internacionais.


» Aqui pode ver mais fotografias da inauguração do renovado Skate Parque.

Skate Parque

Alcácer do Sal recebe a 6 de agosto etapa da Volta a Portugal em Bicicleta

Prova regressa à cidade 26 anos depois

19 janeiro 2016


Alcácer do Sal recebe no dia 6 de agosto as emoções da Volta a Portugal em Bicicleta. Um esforço da Câmara Municipal, na pessoa do presidente Vítor Proença, feito junto da organização da prova que se concretizou e, assim, através de Alcácer do Sal, a Volta regressa ao Alentejo.

26 anos depois, a população de Alcácer vai voltar a sentir as emoções do ciclismo profissional ao mais alto nível. Dia 6 de agosto, a nova e penúltima etapa da prova, uma das “mais emocionantes”, de acordo com Joaquim Gomes, o diretor da prova que já vai na sua 78ª edição, parte de Alcácer do Sal com chegada a Setúbal.

A etapa foi oficialmente apresentada hoje numa conferência de imprensa com a presença do presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, diretor da prova, Joaquim Gomes, e do presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, Delmino Pereira.

Vítor Proença classifica o regresso da Volta a Portugal a Alcácer do Sal como sendo mais um esforço do executivo para colocar Alcácer no centro das grandes iniciativas que acontecem no país. O autarca explicou que esta é uma demonstração de que “Alcácer tem vida e que quer estar no mapa dos grandes eventos”.  Joaquim Gomes, o diretor da prova, satisfeito também pelo repto lançado pelo Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, vê assim a 78ª edição da prova voltar ao Alentejo. Será a segunda vez que uma etapa da competição vai começar em Alcácer do Sal. Recorde-se que, em 1990, Alcácer viu partir uma etapa da 52ª Volta em direção ao Algarve.

Com a ligação entre Alcácer do Sal e Setúbal, e com passagens em Montemor-o-Novo e Vendas Novas, a prova regressa às estradas alentejanas arredadas há vários anos do mapa da Volta.

Ainda de acordo com o Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, a partida da penúltima etapa da Volta será um momento de festa para a população e para a cidade que, além de receber 6 equipas profissionais portuguesas, incluindo já a equipa do Sporting Clube de Portugal e do Futebol Clube do Porto, conta ainda com a participação de 10 a 12 equipas estrangeiras.

A prova começa dia 27 de julho e termina a 7 de agosto, mas no dia 6, na penúltima etapa da Volta, todas as atenções vão estar viradas para a partida de Alcácer do Sal. “Nessa altura a cidade recebe muitos visitantes e veraneantes, que procuram as praias da zona, e a Câmara Municipal entendeu que trazer para Alcácer a Volta a Portugal em Bicicleta vai contribuir para ajudar a nossa economia local, a nossa restauração e hotelaria, assim como dar visibilidade à região”, concluiu o autarca. 


Volta a Portugal em Bicicleta1

ETAR de Rio de Moinhos melhora ambiente

18 janeiro 2016


A Câmara Municipal de Alcácer do Sal inaugurou sábado (16 de janeiro) as obras de remodelação da ETAR de Rio de Moinhos, obra de grande importância para a população daquela localidade na freguesia do Torrão, já que a infraestrutura que existia era ineficaz do ponto de vista ambiental.

A inauguração contou com a presença da população, que se inteirou sobre o funcionamento do novo equipamento moderno.

A renovada Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) dispõe de um nível superior de tratamento e é composta pela estação elevatória e fossa séptica remodeladas. O equipamento conta ainda com um tanque biodisco e uma plataforma de evapotranspiração, também designada por lagoa de macrófitas. Na envolvente foi construído um novo edifício de apoio à exploração, uma vedação e um portão do recinto da ETAR.

A obra a cargo da empresa CONSDEP - Engenharia e Construção, S.A. custou 142.022,88 euros, acrescidos do valor do IVA. A obra da nova ETAR de Rio de Moinhos contemplou ainda os arranjos exteriores, a construção do arruamento de acesso exterior e interior ao recinto com espaço de manobra para a viatura limpa-fossas, assim como a execução da rede de água e redes elétricas, nomeadamente alimentação e iluminação exterior.

A estação de tratamento que existia encontrava-se com um funcionamento deficiente e num estado bastante degradado. A remodelação do equipamento aumentou o grau de tratamento do efluente, por forma a preservar o meio ambiente.

 

» Veja as fotos da inauguração aqui.

Inauguração remodelação ETAR Rio de Moinhos 1

Presidente da Câmara e APARROZ debatem valorização do arroz de Alcácer

15 janeiro 2016

O Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença recebeu hoje a APARROZ - Agrupamento de Produtores de Arroz do Vale do Sado, Lda. O encontro abordou a necessidade urgente de valorizar ainda mais a fileira do arroz e a adoção de medidas de defesa dos produtores locais face ao esmagamento de preços com que se confrontam pela indústria e distribuição, situação agravada com a importação e entrada no mercado nacional de arroz produzido em muitas outras regiões do mundo, particularmente fora da União Europeia e que tem vindo a agravar o setor.

O Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal manifestou empenho e disponibilidade do município para a elaboração de uma estratégia comum de valorização do arroz de Alcácer e de outros produtos locais, informando ainda os representantes da APPAROZ que o tema da presença da Câmara Municipal na BTL - Bolsa de Turismo de Lisboa (que se realiza nos dias 2 a 6 de março) será precisamente o arroz de Alcácer. Para breve, ficou agendada uma nova reunião entre a Câmara Municipal e a APARROZ para preparar ações comuns.

Arroz

Presidentes das Câmaras de Alcácer e Grândola pedem audiência ao Secretário de Estado das Infraestruturas para resolução do IC1

08 janeiro 2016


Os Presidentes das Câmaras Municipais de Alcácer do Sal e de Grândola pediram hoje uma audiência com o Secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme d’Oliveira Martins para abordarem o estado de degradação do troço IC1 que liga as duas cidades.

Vítor Proença e António Figueira Mendes exigem uma solução urgente para o péssimo estado de degradação da via, colocando em risco a vida de todos os utilizadores que por ali circulam.

A reparação desta via desde há muito que tem sido uma forte preocupação das autarquias, Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral, Comissões de Utentes, empresas, Forças de Segurança e população em geral. Apesar do conjunto de iniciativas levadas a cabo e de inúmeras reuniões com as entidades responsáveis, a reparação do IC1 tem sido sucessivamente adiada.

Marcha de protesto pela reparação do IC1 - 2

Câmara oferece LCD multitátil a escola do Torrão

18 dezembro 2015

A Escola Bernardim Ribeiro de 2 º e 3º ciclos do Agrupamento de Escolas do Torrão é a primeira escola do Alentejo e uma das primeiras a nível nacional a ter uma sala do futuro devido à oferta da Câmara Municipal de um LCD multitátil de última geração.

 

O Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, acompanhado pelos vereadores Manuel Vítor e Nuno Pestana e pela Presidente da Assembleia de Freguesia do Torrão, entregou oficialmente ontem à tarde (17 de dezembro) o quadro interativo que vai permitir aos alunos terem acesso a uma aprendizagem diferenciada com o recurso a um equipamento tecnológico de última geração.

 

Perante uma plateia de professores da escola que se encontram em formação sobre o novo equipamento, o Presidente da Câmara Municipal disse que a autarquia, “sabendo da importância deste equipamento, disponibilizou verba para poder adquirir o LCD, equipamento com custo elevado, mas muito importante para o desenvolvimento tecnológico dos alunos do Agrupamento de escolas do Torrão”


Jorge Magarreiro, Presidente do Agrupamento de escolas agradeceu à autarquia por apoiar esta sala do futuro que vai, certamente, contribuir para a melhoria da aprendizagem dos alunos.

lcd torrão

Catarina Furtado “encheu” a Biblioteca Municipal de Alcácer do Sal com a sua simpatia e agradecimento à autarquia

14 dezembro 2015


Catarina Furtado esteve no dia 13 de dezembro de 2015 em Alcácer do Sal a apresentar o seu livro “O que eu vejo e não esqueço”. A apresentadora de televisão encerrou a programação da 19ª. edição da Feira do Livro, iniciativa da Câmara Municipal de Alcácer do Sal marcada pela presença do público que passou pela Biblioteca Municipal para assistir às apresentações de livros ou para simplesmente folhear e comprar livros. 

Ontem (dia 13), Catarina Furtado elogiou a Câmara Municipal pela organização da iniciativa e por tê-la convidado a participar e a apresentar a sua obra na qual conta experiências comoventes em defesa dos mais necessitados nas suas viagens como Embaixadora da Boa Vontade do Fundo das Nações Unidas para a população. Catarina Furtado falou da sua experiência como escritora e agradeceu a presença das pessoas que se deslocaram à biblioteca para assistir à apresentação do seu livro. A apresentadora, que passou o fim de semana em Alcácer do Sal acompanhada pela família, enalteceu a beleza da cidade e prometeu voltar. 

Na sexta-feira (11 de dezembro) foi a vez da jornalista da CMTV, Andreia Vale marcar presença na Feira do Livro, onde apresentou a sua obra “Puxar a brasa à nossa sardinha”. A jornalista explicou os motivos que a levaram a escrever a obra que resulta num conjunto de expressões idiomáticas que utilizamos no dia a dia e que desconhecemos a sua origem. Andreia Vale agradeceu o convite da autarquia para apresentar em Alcácer do Sal a sua obra lançada no mês de junho e que, de acordo com a autora, tem “divertido várias gerações, nomeadamente avós e netos”.

No sábado (12 de dezembro), às 15h, a professora Maria Teresa Lopes Pereira apresentou a sua terceira obra sobre a história de Alcácer do Sal. “Os cavaleiros de Santiago em Alcácer do Sal”, com prefácio do conceituado historiador José Mattoso, é uma obra com forte apoio da Câmara Municipal de Alcácer do Sal. O Presidente da Câmara, Vítor Proença frisou que “assim que lhe foi apresentado o projeto do livro, desde a primeira hora decidiu apoiar o seu lançamento”. Com casa cheia, Maria Teresa Lopes Pereira sentiu-se emocionada por estar rodeada de familiares e amigos que marcaram presença no lançamento da sua obra. A autora disse mesmo que “o seu envolvimento com Alcácer do Sal não se explica, sente-se apenas”. Sobre o seu livro, a autora referiu que sentiu que faltava explicar a importância da Ordem de Santiago em Alcácer do Sal e, por isso, procurou as fontes documentais e escritas para saber a importância da Ordem em Alcácer após a conquista definitiva da cidade em 1217. Considerada já como uma fonte para outros investigadores, a obra será certamente “um grande contributo para o reconhecimento oficial do caminho a sul para Santiago de Compostela”, realçou o Presidente da Câmara Municipal. 

No sábado à noite (12 de dezembro), outro momento alto da edição de 2015 da Feira do Livro, com a presença de Catarina Beato. A autora do blogue “Dias de uma Princesa” falou do seu romance “Provo-te” e abordou a sua experiência de vida, do tempo em que foi jornalista, em que esteve desempregada e da sua incursão na escrita. 

A 19.ª edição da Feira do Livro, inaugurada no dia 4 de dezembro, resultou num momento alto de cultura e de animação na cidade de Alcácer do Sal, iniciativa que está consolidada e que a Câmara Municipal investe como sendo um ex-libris da sua programação cultural.

Catarina Furtado e o Presidente da Câmara no final da apresentação

Câmara de Alcácer do Sal aprova orçamento de 23,856 ME para 2016

10 dezembro 2015

 

A Câmara de Alcácer do Sal aprovou por maioria um orçamento de 23.856.957,00 milhões de euros para 2016, mais um milhão do que este ano de 2015, anunciou hoje (10 de dezembro)o Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, referindo que “as Grandes Opções do Plano e Orçamento para 2016 apresentado à Câmara Municipal mantêm a linha de rumo iniciada há 2 anos pela maioria CDU no órgão executivo”.

"Vamos apostar no investimento público, uma vez que 29% das verbas projetadas destinam-se à beneficiação de atividades económicas (em que se destaca a zona ribeirinha nascente e o interface intermodal); 21,7% da fatia do orçamento para 2016 destina-se aos abastecimentos de água, ao saneamento e aos resíduos; 12,3% à cultura, ao desporto e aos tempos livres e 12,2% deste orçamento serão afetos à área da educação, à saúde e às respostas sociais”, disse o autarca, acrescentando que “mais que os números, as opções estão definidas para um concelho que se pretende convidativo, atrativo e com respostas para as suas populações, a destacar: o planeamento estratégico que assume uma prioridade, particularmente com a revisão do PDM que teimava em não avançar e que agora, com a atual maioria, seguirá em frente até à sua conclusão; a entrada em funcionamento do novo Centro de Educação Pré-Escolar do Morgadinho e o apoio à conclusão do Centro Social e Paroquial da Comporta financiada com verbas do PRODER, aos Bombeiros e às IPSS´s e a todo o movimento associativo”.

O Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, lembrou ainda que existe um novo ciclo comunitário, o Portugal 2020, e que a autarquia tem de ter verba para assegurar a sua parte dos apoios comunitários. "É preciso complementar com dinheiro do município as obras com recurso a fundos comunitários", explicou o autarca destacando o Museu Pedro Nunes, a zona ribeirinha nascente, o interface intermodal e o parque verde da Fonte Santa (Torrão).

A aposta na qualidade da água, no saneamento e na energia, intensificando-se o trabalho junto da Águas Públicas do Alentejo e junto da EDP para novos investimentos. Isto tudo a somar às ações próprias do município, como a inauguração da nova ETAR de Rio de Moinhos e a projeção de mais duas ETAR´s em locais sem qualquer tratamento de esgotos, representam outras apostas do Município para 2016, assim como o investimento na rede viária e nos caminhos rurais.

Na reunião que contou com os votos contra das vereadoras do PS, foi prestada a informação que a estrutura local do PS não compareceu à reunião para a qual foi convidada no âmbito do Estatuto da Oposição, não contribuindo com qualquer proposta para o orçamento.

O autarca lembrou ainda que o Orçamento para 2016 assegura as verbas dirigidas à reposição e valorização dos vencimentos e remunerações salariais.

O orçamento vai ser remetido à Assembleia Municipal para aprovação dia 18 de dezembro.

 

Executivo Municipal .JPG

Câmara apoia comércio tradicional com programa de animação

Animação natalícia até 6 de janeiro

28 novembro 2015

A Câmara Municipal, com o apoio da União das Freguesias, está a desenvolver o programa “Comércio Local, a sua escolha neste Natal” para animar a cidade na época natalícia, contribuindo para que a população opte por fazer as compras de natal no comércio tradicional. 

Para esse efeito criou um programa de animação nas principais artérias da cidade com animação musical, a instalação de um carrossel infantil gratuito, a colocação de insufláveis para as crianças, animação desportiva com Bokwa, Zumba, aeróbica e karaté e outras iniciativas na cidade. 

A par deste programa, que se prolonga até 6 de janeiro, a Câmara Municipal instalou iluminação de natal nas principais avenidas da cidade: Avenida dos Aviadores, Rua João Soares Branco, Largo Visconde, Rua Miguel Bombarda, Rua Direita, Rotunda Norte, Rotunda 25 de abril (onde está instalada uma árvore de natal com 16 metros de altura), Rotunda Sul, Ponte rodoviária, Ponte pedonal, Largo dos Açougues (com uma árvore de Natal com 6 metros de altura), Rua José Cupido, Mercado Municipal, Edifício da Câmara Municipal, Edifício dos Serviços Técnicos (Abegoaria), estrela gigante nas muralhas do Castelo e Torre do Relógio. 

O programa de animação conta com a participação da Sociedade Filarmónica Progresso Matos Galamba, da professora Vera Letras, do Projeto Sempre em Forma, da delegação de Alcácer do Sal da Liga Portuguesa Contra o Cancro, Sociedade Filarmónica Amizade Visconde de Alcácer, Escola de Karaté Shotokai Murakami-Kai e Coro da Universidade Sénior.

Iluminação natalícia

Candidatura para projetar Alcácer aposta na regeneração urbana e mobilidade

12 outubro 2015

A Câmara Municipal de Alcácer do Sal apresentou à autoridade de gestão do “Alentejo 2020” uma candidatura ao Programa Estratégias Integradas de Desenvolvimento Territorial para a regeneração urbana da cidade.


A autarquia pretende aproveitar os financiamentos comunitários do novo Quadro Comunitário de Apoio – “Alentejo 2020” para melhorar a qualidade de vida da população e potenciar a beleza da cidade através da valorização da zona pública do miradouro do Castelo de Alcácer do Sal; reconversão urbanística da zona nascente (com a criação de um parque verde na cidade e qualificação do Parque de Feiras); criação de corredores cicláveis entre os bairros periféricos da cidade (Quintinha, Forno da Cal e Foz) e a reabilitação dos Bairros de São João e Olival Queimado.


Reforçar a centralidade da cidade de Alcácer do Sal, dinamizar a regeneração económica e social do centro histórico e zona do Parque de Feiras de Alcácer, promover a inclusão e requalificação de comunidades urbanas especialmente vulneráveis e potenciar a adoção de padrões de mobilidade urbana mais sustentáveis, inclusivos e saudáveis são os objetivos estratégicos da candidatura entregue.


O investimento de cerca de 5 milhões de euros, caso seja aprovado, vai entre 2016 e 2020, de acordo com o Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, “melhorar substancialmente a qualidade de vida da população aproximando-as das suas origens e valorizando os recursos que a cidade tem e que necessitam de ser potenciados para a tornar ainda mais atrativa”.

Alcácer vista da margem sul_2

Controlo do sugador das pinhas

02 outubro 2015

“É necessário atuação, convergência de vontades e união entre a fileira da Pinha/ Pinhão.” O apelo foi feito pelo Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, após a assinatura do protocolo rubricado ontem pelo Município de Alcácer do Sal e seis entidades (Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária; o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas; a Direção Geral de Alimentação e Veterinária; o Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa; a União da Floresta Mediterrânica e a empresa Cecílio, SA), tendo em vista a colaboração entre as partes signatárias nos termos das respetivas atribuições e competências, para a constituição de um grupo de trabalho para avaliação, em termos nacionais, da perda de produção e de rendimento do pinhão e identificação dos principais agentes causadores, bem como a apresentação de proposta de medidas de supressão da realidade atual.


O autarca lembrou todos os passos dados pela Câmara Municipal com os representantes da fileira, que levou à criação do Centro de Competências do Pinheiro Manso e do Pinhão, várias reuniões com o governo e, agora, a assinatura do protocolo para que sejam tomadas medidas de controlo do sugador das pinhas.


O pinheiro manso ocupa em Portugal uma área total de cerca de 176.000 hectares, correspondendo à espécie florestal que apresentou maior incremento na área arborizada (54%) relativamente ao inventário florestal nacional de 2005. A produção de pinhão ocupa um lugar importante na economia das regiões onde se desenvolve, não só pelo rendimento que traz aos proprietários florestais e à indústria de descasque do pinhão, mas também por permitir a continuidade de emprego aos trabalhadores rurais. A equipa de coordenação do Centro de Competência do Pinheiro Manso e Pinhão (CCPMP) identificou como uma das preocupações da fileira a necessidade de investigação na fitossanidade e nos agentes bióticos associados à perda de produtividade e rendimento da pinha/pinhão; observada nos últimos anos pelos produtores e industriais, essa perda pode estar relacionada, entre outros fatores, com a presença de agentes bióticos nocivos e com os prejuízos provocados pelo inseto sugador das pinhas, o Leptoglossus occidentalis.


O protocolo rubricado pelas sete entidades contou com a presença do Secretário de Estado da Alimentação e Segurança Alimentar, Nuno Vieira de Brito, que se manifestou confiante de que as entidades que integram o grupo de trabalho que vão delinear o plano de ação serão céleres na tomada de medidas, porque se trata de “um produto de grande qualidade comparativamente com outros países e porque é do interesse de todos, da região e do país, que o setor consiga ultrapassar este problema”. Nuno Vieira de Brito referiu ainda o “importante papel da Câmara Municipal de Alcácer do Sal na resolução deste problema”.


O Plano de Ação compreende a sensibilização/ informação de proprietários e produtores florestais; controlo das populações (luta química e luta biológica); monitorização; medidas de apoio/financiamento e investigação.

Mata de Valverde