83 crianças da Oficina da Criança comemoraram Dia Internacional das Florestas na Mata de Valverde

21 março 2016

A Câmara Municipal de Alcácer do Sal proporcionou hoje (21 de março 2016) um dia diferente a 83 crianças inscritas nos tempos livres da Oficina da Criança que, na Mata de Valverde, uma das mais matas mais antigas do país, participaram nas comemorações do Dia Internacional das Florestas.

Divididas em grupos, as crianças celebraram a natureza, num contacto com as atividades desenvolvidas na Mata: efetuaram uma visita guiada ao viveiro florestal; plantaram árvores em espaços localizados nas imediações do viveiro e assistiram à anilhagem de aves. Durante a iniciativa, organizada em parceria pela Câmara Municipal de Alcácer do Sal e pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), as crianças assistiram ainda a uma apresentação sobre proteção das florestas e conservação da fauna florestal, com uma sessão prática de construção e colocação de abrigos para aves e morcegos.

Isabel Correia, responsável da Oficina da Criança, valoriza a iniciativa referindo que “o contacto com a natureza é sempre um motivo de festa e esta atividade, para além de lhes suscitar conhecimento e aprendizagem, contribui certamente para a formação das crianças e para melhor entenderem o ambiente”. 

Após a realização das atividades para os mais pequenos, o ICNF e a Águas Públicas do Alentejo deram a conhecer um protocolo referente à Mata Nacional de Valverde para a manutenção de infraestruturas de captação de águas subterrâneas para abastecimento público na Mata,  assinado em 2014.De acordo com Pedro Rocha, Diretor do Departamento de Conservação da Natureza e Florestas do Alentejo, este protocolo vem no seguimento daquilo que se pretende para o futuro, “abrir a mata à sociedade e intensificar parcerias para melhorar as atividades desenvolvidas no local, onde existem mil hectares de pinheiro manso e um viveiro florestal que fornece plantas para a conservação da natureza no país e para várias autarquias”. 

A Águas Públicas do Alentejo faz a captação de água para abastecimento público de um aquífero localizado na mata e, em contrapartida, executa uma série de melhorias para tornar a mata mais sustentável, tais como a limpeza da mata, instalação de uma unidade de energia solar fotovoltaica, instalação de um marco de incêndio e instalação de sistemas de rega sustentáveis.