ESTUDANTES DE ALCÁCER ESTIVERAM NOVAMENTE EM PROTESTO PELAS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS

19 março 2021

Os estudantes de Alcácer do Sal voltaram na manhã de hoje (19 de março de 2021) à ação, com mais um protesto organizado pelo movimento por justiça climática, que junta periodicamente milhões de jovens um pouco por todo o mundo. Em Alcácer, a Praça Pedro Nunes recebeu um pequeno grupo de estudantes do Agrupamento de Escolas de Alcácer, unidos em torno da problemática das alterações climáticas.

O movimento afirma que “2020 foi o ano mais quente desde que há registo”, acrescentando que “existiram várias catástrofes climáticas e populações afetadas, continuaram a ser aprovados projetos que aumentam as emissões e infraestruturas poluentes continuam a emitir”. Reiteram os jovens que “até agora o que está a ser feito é insuficiente” e que “os governos e instituições estão a adiar a ação com promessas vazias", concluindo que “é preciso cortar entre 60 a 70% das emissões nacionais e 50% a nível global até 2030”. Em relação ao futuro, os jovens referem que “2021 é o ano para recuperar, com um plano real construído pelo movimento por justiça climática, de todas as pessoas, para todas as pessoas”.