População da Comporta conta com novo equipamento de apoio social

Município apoia obra com verbas e apoio logístico

11 abril 2016


A população da Comporta conta com um novo equipamento de apoio às crianças e aos idosos. A ampliação do Centro Social Paroquial de São Pedro da Comporta foi inaugurada no sábado, dia 9 de abril 2016, com a presença do Presidente da Câmara Municipal, executivo municipal, Presidente da Assembleia Municipal e pela Presidente da Junta de Freguesia, entre outras personalidades, tais com o Bispo de Setúbal, Pároco da Comporta e Diretora do Centro Distrital de Setúbal da Segurança Social.

O Presidente da Câmara Municipal, Vítor Proença felicitou a direção do Centro pela concretização da obra de grande importância para a população da Comporta, que passa a contar com um centro moderno e com capacidade de resposta às suas necessidades sociais.

A obra, que passou pela adaptação do antigo edifício escolar que foi cedido pela Câmara Municipal, vai ter capacidade para responder às necessidades da população através dos serviços de centro de dia para idosos e creche para as crianças.

O Centro Social e Paroquial de São Pedro da Comporta é uma instituição particular de solidariedade social fundada em 1979. As antigas instalações funcionavam num pré-fabricado com muitos anos de existência e que já não reuniam as condições adequadas ao melhor funcionamento. Em fevereiro de 2015 o Centro iniciou a requalificação e ampliação da antiga Escola Primária da Comporta, hoje a nova sede do centro dotada de novas valências: creche e serviço de apoio domiciliário. No verão deste ano vão também poder ter Campo de Férias para crianças da Paróquia da Comporta dos 6 aos 12 anos de idade. Nesta altura decorre ainda o processo com a Segurança Social para a reabertura do Centro de Dia, valência de extrema importância pelo vasto número de população envelhecida que a freguesia tem.

Para a remodelação e ampliação da antiga escola primária para adaptação ao Centro Social e Paroquial S. Pedro da Comporta, a Câmara Municipal, para além da cedência do terreno e do edifício agora ampliado, elaborou o projeto de arquitetura e atribuiu apoios financeiros de 27.600 euros. A Câmara Municipal apoiou igualmente os trabalhos para a extensão da conduta de abastecimento de água e construção do ramal para a rede de incêndios no edifício, totalizando cerca de 12 mil euros, e cedeu materiais para a construção das áreas exteriores do edifício, num valor de 3.500 euros.