Gastronomia


Gastronomia


A gastronomia de Alcácer do Sal prima pela sua riqueza. Baseada na trilogia mediterrânica que combina pão, azeite e vinho, os habitantes locais adicionaram-lhe ervas aromáticas e outros produtos da terra, com destaque para a carne de borrego, porco e caça.


Destaque ainda para o papel do arroz, do pinhão e de outras especialidades que sazonalmente nascem de forma espontânea pelos campos do concelho, caso dos espargos selvagens, das túbaras ou das carrasquinhas.


São reconhecidos como pratos típicos da região: ensopado de enguias, migas de pão ou de batata, borrego assado no forno, coelho frito à  S. Cristóvão, batatas de rebolão com entrecosto, ensopado de borrego, sopa de beldroegas, sopa de peixe, achigã grelhado, massa de peixe, feijão adubado e açorda (prato bastante diversificado que se pode comer com: azeitonas, bacalhau, uvas, figos, peixe frito, pescada, sardinhas assadas ou amêijoa). Destacam-se ainda os produtos de confeção tradicional, como os enchidos e queijos de ovelha, que são bastante apreciados.


A gastronomia de Alcácer prima ainda pela doçaria conventual. São famosas as suas receitas (algumas delas secretas) em que a qualidade dos géneros se combinou com a mestria dos confecionadores para produzir requintados paladares. É preciso não deixar de saborear as pinhoadas, a tarte de pinhão, os rebuçados de ovos, o bolo de mel, as queijadas de requeijão, os salatinos, o bolo real e os pastéis de feijão e amêndoa.



Sugestões de Receitas...

 

Feijão de cor guisado


Ingredientes (4 pessoas):
5 dl de feijão avinhado
1 cebola
3 colheres de sopa azeite
1 ramo de salsa
125 gr linguiça (chouriço de carne)
4 ovos
Sal e pimenta
150 gr de pão caseiro ou de segunda


Preparação:
Coza o feijão em água simples sem o deixar desfazer. À parte faça um refogado com a cebola picada, o azeite e a salsa. Junte posteriormente o feijão cozido, a linguiça cortada às rodelas e um pouco da água que serviu para cozer o feijão. Tempere com sal e pimenta e deixe apurar.
Na altura de servir, escalfe os ovos diretamente no feijão. Corte o pão em fatias finas e coloque-as numa terrina. Deite por cima o feijão depois de retirados os ovos, os quais se dispõem cuidadosamente por cima.


Fonte: Cozinha Tradicional Portuguesa (Editorial Verbo, 1998)

 



Feijão-verde à alentejana


Ingredientes (4 pessoas):

750 gr de feijão-verde
1 cebola média
2 colheres de sopa de azeite
1 colher de sopa de banha ou margarina
1 kg de tomate maduro
1 dente de alho
1 folha de louro
1 molho de salsa
4 batatas médias
1 cenoura
Sal e pimenta
200 gr de pão caseiro duro


Preparação:
Pique a cebola e o alho e estale-os com o azeite e a banha. Junte o louro e a salsa atada. Deixe refogar sem alourar e adicione o tomate sem pele e sem grainhas e esmagado com as mãos. Regue com um pouco de água e, depois de cozer por um momento, junte a cenoura às rodelas.
Entretanto, corte o feijão em diagonal e as batatas em cubos. Junte ao preparado anterior e acrescente um pouco mais de água, conforme o necessário – o cozinhado deverá ficar com bastante molho. Tempere com sal e pimenta.
Corte o pão em fatias finas para uma terrina e verta o guisado. Pode servir, ao mesmo tempo, rodelas de chouriço de carne cru.
Sirva como entrada em vez de sopa. Na altura da segurelha, junte um pezinho ao mesmo tempo que o feijão.


Fonte: Cozinha Tradicional Portuguesa (Editorial Verbo, 1998)




Migas de batata


Ingredientes (4 pessoas):
1 kg de batatas
250 gr de toucinho entremeado
300 gr chouriço de carne
1 dente de alho
sal


Preparação:
Corte o pão em fatias finas e coloque-as num tacho de barro. Introduza os dentes de alho pisados, tempere com sal grosso e regue com água a ferver. Abafe para que o pão amoleça. Passados alguns minutos escorra a água e esmague o pão com uma colher.
Faça um buraco no centro e deite aí o azeite. Leve o tacho ao lume e, com a colher de pau, ajeite as migas em forma de bola – quando for atingida esta forma, as migas estão prontas.
Estas migas acompanham-se com peixe frito ou bacalhau assado na brasa. Fazem-se, normalmente, para aproveitar pão duro (neste caso, é necessário colocar o pão de molho e posteriormente escorrê-lo e espremê-lo).



 

Pinhoadas



Pinhoadas


Ingredientes:
1 chávena de mel
2 chávenas de pinhões


Preparação:
Leve o mel ao lume e deixe levantar fervura. Junte os pinhões, mexa e deixe o mel ganhar ligeiramente ponto.
Deite o preparado numa base previamente humedecida e fria e, com as mãos também passadas por água fria, bata o doce até obter uma camada mais ou menos regular. Esta operação deve ser rápida. Em seguida, com uma faca aquecida em água a ferver, corte o doce em tiras.
Sirva num prato ou sobre bocadinhos de hóstia (obreia) ou folhas de laranjeira.


Fonte: Cozinha Tradicional Portuguesa (Editorial Verbo, 1998)

 



Bolo real


Ingredientes:
500 gr de açúcar
250 gr de miolo de amêndoa ralada
10 gemas de ovos + 5 ovos inteiros
200 gr de pão ralado
1 colher de canela em pó
1 chávena de ovos moles
10 claras de ovos batidas em suspiro com 10 colheres de sopa rasas de açúcar


Preparação:
Leve o açúcar ao lume até fazer ponto de cabelo. Retire-o do lume, junte as amêndoas raladas, as dez gemas e os cinco ovos inteiros e leve novamente ao lume até fazer castelo pequeno. Retire novamente do lume e adicione o pão ralado. Trabalhe muito bem esta mistura, junte a canela e deite-a numa forma bem untada com margarina e polvilhada com farinha sem a encher completamente. Leve ao forno brando e deixe cozer. Depois de arrefecer, desenforme, abra ao meio e recheie com metade dos ovos-moles.
Bata as dez claras em castelo forte, junte dez colheres rasas de açúcar, continue a bater até ficarem em merengue. No momento de servir, salpique com a outra metade dos ovos-moles.



Esta secção apresenta uma caracterização do concelho, desde os dados geográficos e de enquadramento, passando pela História e vida das personalidades mais marcantes ligadas a Alcácer do Sal, contemplando ainda informações básicas sobre as freguesias, o património natural, edificado, arqueológico e etnográfico e a tão apreciada gastronomia.