ESTAÇÃO ROMANA DA FONTE SANTA, TORRÃO


No século XIX foi identificada por Leite de Vasconcelos no lugar denominado de Fonte Santa “... uma pequena construcção romana, feita de opus signinum, e que talvez fosse depósito de ágoa; em volta, muitos fragmentos de tegulas …” (Vasconcelos, 1989 p. 60).


Durante as escavações arqueológicas efetuadas com a construção do novo centro escolar da vila do Torrão foram colocados à vista um conjunto de tanques,  tanto de formato retangular como quadrangular, de dimensões variáveis e parte de um mosaico. Ainda não escavado na íntegra, o motivo visível corresponde a uma banda de perfil geométrico a preto e branco, integrável numa cronologia do século I d.C.


Mosaico Romano Fonte SantaSepulturas Fonte Santa


É de salientar o aparecimento de três enterramentos  no interior de um dos tanques, o que corresponde a uma prática bastante frequente depois do abandono de um espaço. Uma vez desativadas as funções iniciais para que era utilizada a estrutura, a sua construção e formato levou a que fossem reutilizados enquanto zona de enterramentos.

A hipótese interpretativa colocada aponta para a existência, na vila do Torrão, de um complexo termal associado a uma villa romana com uma ocupação entre o século I a.C. /V d.C.

Para efetuar visita guiada pode contactar o Museu Etnográfico do Torrão ou o Gabinete de Arqueologia da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, com alguns dias de antecedência.