Praça de Touros Alcácer



A praça de touros de Alcácer é palco de vários espetáculos tauromáquicos e grandes corridas de toiros. Foi também o cenário de fundo de um dos génios do toureio equestre, João Branco Núncio, filho da terra, a quem o nome da praça presta homenagem.


Mandada construir em 1922 pelo criador Joaquim Mendes Núncio Júnior, a obra em alvenaria tinha capacidade para cinco mil espetadores. Substituiu uma frágil praça em madeira, edificada dois anos antes por um pequeno grupo de agricultores, que acabou por ruir.


Na década de 50 é feito o levantamento do alçado superior da praça, a inclusão de galerias e camarotes cobertos e a adaptação do piso térreo para onze moradias que acolhessem famílias. A utilização deste espaço para a construção de casas particulares atribui-lhe um cunho social que não é comum nestes edifícios.


Em 1974 João Branco Núncio concede a doação do espaço à Santa Casa da Misericórdia, tornando-se aquele o prédio urbano com maiores proventos para a instituição. 


Há duas corridas de toiros que têm lugar cativo neste espaço: uma em junho, na altura da feira da PIMEL e outra em inícios de outubro, na Feira Nova de Outubro de Alcácer. Está classificada como praça de primeira categoria.


A lotação atual é de 4500 lugares, mas na praça não existe qualquer lugar com o número 13. Supersticioso, João Branco Núncio nunca o permitiu.



Acesso:
Avenida dos Aviadores, Alcácer do Sal