António Campos Valdez


Nascido em Alcácer do Sal, em 1837 e falecido em Paris, em 1889.

Crítico musical e empresário teatral, foi responsável pela gestão do Teatro de S. Carlos por dois períodos, num total de duas décadas, devendo-se-lhe a contratação dos mais prestigiados artistas internacionais de ópera daquela época.

Foi fundador da Sociedade Filarmónica Progresso Matos Galamba e da Real Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Lisboa. Foi político pelo Partido Progressista, diversas vezes deputado às cortes e procurador à junta Geral do Distrito, pelos concelhos de Alcácer, Grândola e Santiago do Cacém..

A Câmara dos deputados (Parlamento) aprovou um voto de pesar pela sua morte.